Trailblazer LTZ para PCD

Trailblazer LTZ para PCD

Az Isenções –  Imagem meramente ilustrativa

 

Trailblazer LTZ 2020 PCD

O Chevrolet Trailblazer 2020 está presente no mercado brasileiro há poucos anos, substituindo a lendária Blazer, que surgiu por aqui nos anos 90.

Com preços a partir de R$ 243.890, o SUV não seguiu a regra de seus principais rivais, como o Toyota SW4 e o Mitsubishi Pajero, não adotando versões mais simples que a topo de linha, como fez também sua irmã, a picape S10.

A GM decidiu que apenas a versão mais cara seria suficiente para atender os consumidores comuns, mas – embora não tenha tornado oficial – desenvolveu também uma variante para emprego em frotas policiais, inclusive com unidades sendo preparadas para obter maior performance na Polícia Civil de São Paulo.

Trailblazer LTZ para PCD – História

Em 1982, a GM lançou nos EUA um utilitário esportivo nascido com porte compacto (para o padrão americano) e derivado da picape S-10, recentemente lançada. Além dos EUA e Canadá, apenas a Venezuela produziu o modelo.

Equipado com motor de quatro ou seis cilindros em V, o primeiro Chevrolet Blazer tinha desde um motor 1.9 da Isuzu até o conhecido Vortec 4.3. O SUV existia em duas configurações de carroceria, uma curta com duas portas e outra longa com quatro. Na GMC, o modelo era chamado S-15 Jimmy, que mudou para apenas Jimmy em 1992.

Em 1995, a GM lançou a segunda geração da Blazer, mas agora como um modelo global. Essa segunda geração é importante pelo fato de ter o modelo sido vendido em diversos países do mundo e sob várias marcas.

Além dos GMC Jimmy, foi vendido como Opel Blazer e Chevrolet Trailblazer, mas nesse caso em uma atualização entre 1999 e 2001. Aqui no Brasil, o modelo recebeu um design exclusivo e logo virou sensação, visto que a rival Ford Explorer era importada. Sendo fabricado em São José dos Campos-SP, o SUV dominou o segmento por muitos anos até a ascensão da Toyota SW4.

No Brasil, a Chevrolet Blazer ganhou contornos mais suaves e harmônicos que o modelo americano, além de ser vendido apenas com quatro portas. Sua motorização de entrada era um 2.2 de quatro cilindros e injeção monoponto, oriundo do Vectra.

Com 106 cv, era considerado fraco para as pretensões do modelo. Junto com ele veio o potente V6 4.3 Vortec de 180 cv com câmbio manual de cinco marchas ou automático com quatro. Havia opção de tração 4×2 ou 4×4 e a versão DLX Executive era a mais desejada, tendo elementos dourados e a famosa cor verde.

Pouco tempo depois, ainda nos anos 90, o Chevrolet Blazer ganhou um motor diesel 2.5, que entregava somente 95 cv. No entanto, este se mostrou fraco e em 1998, foi substituído pelo MWM Sprint 2.8 de 132 cv, que com o passar dos anos alcançou 140 cv.

O 2.2 logo passou a ser 2.4 e ganhou muito mais cavalos. Já o Vortec 4.3 ampliou a potência para 192 cv. Por 15 anos, o modelo foi produzido com facelifts e essa variação de motores, até a chegada da segunda geração (no Brasil).

Nos EUA, no entanto, o Chevrolet Blazer virou Trailblazer em 1999. Era essencialmente o mesmo carro, mas com um pesado facelift. Era bem próximo do modelo brasileiro, mas durou apenas dois anos, quando nasceu uma nova geração, maior e mais robusta, oferecendo opção de entre-eixos (e tamanho) maior.

Foi vendido até como Saab 9-7x e Isuzu Ascender.

Esse Trailblazer americano tinha motor seis em linha 4.2, além de duas opções de V8, sendo um 5.3 e outro 6.0. Seu porte já não era mais médio. Em 2009 saiu de linha para ser ressuscitado como um modelo brasileiro e global três anos depois.

Trailblazer LTZ para PCD – Nova Geração

A nova geração chegou em 2012, trazendo um visual bem mais moderno e uma proposta igualmente global, tendo gerado um equivalente da Isuzu, chamado MU-X, bem como a versão internacional, exatamente igual, renomeada Colorado 7.

Aqui, a GM introduziu nela apenas dois motores: V6 3.6 de 239 cv, inicialmente sem injeção direta, e um diesel 2.8 CDTI, Duramax. No exterior, ainda existe um motor diesel menor, um 2.5 litros de 150 cv.

Aqui, o 2.8 tem 200 cv, enquanto no exterior não passa de 180 cv. Agora V6 3.6 SIDI oferece 277 cv no Brasil.

Este era feito pela MWM em Caixas do Sul-RS, mas a empresa brasileira decidiu fechar aquela planta e a produção passou a ser feita pela própria GM. Também o Trailblazer recebeu apenas transmissão automática de seis marchas.

Mas, o nome do modelo sempre esteve associado com a da Blazer, mas este retornará. Não no Brasil.

Da mesma forma que o Trailblazer americano teve seu porte reduzido, o Equinox também. No entanto, o lugar das duas gerações deste último ficou vago, mas será preenchido em 2018 pelo novo Chevrolet Blazer, que utiliza monobloco e assume um proposta mais asfáltica. Este não chegará ao mercado brasileiro.

Trailblazer LTZ para PCD – Detalhes

O Chevrolet Trailblazer 2020 é oferecido apenas na versão diesel, sendo o equivalente ao que vemos na S10 High Country 2020. Na frente, os faróis vem com LEDs diurnos e o para-choque arredondado e aerodinâmico.

Bem requintada, a grade dupla cromada dá um ar de ostentação ao modelo. Há cromados em toda parte, com maçanetas, barras no teto, lanternas traseiras de LED, tampa do porta-malas e retrovisores, entre outros, adornados com esse acabamento. As rodas de liga leve aro 18 polegadas são vistosas e diamantadas.

Por dentro, o ambiente é bem moderno e luxuoso no Chevrolet Trailblazer 2020. Instrumentação e sistemas de ar-condicionado e funções diversas são bem acabados, assim como as portas.

Os difusores de ar metalizados e o acabamento soft touch também contribuem. O volante antigo depõe contra o habitáculo rejuvenescido, embora a ergonomia geral seja muito boa.

Nas duas, o ar-condicionado tem ajuste de velocidade e difusores fixados no teto. O acabamento é em couro marrom, tendo o banco do motorista ajuste elétrico e a segunda fileira com ajustes de inclinação e rebatimento para acesso fácil à terceira fileira, que tem encostos retráteis.

O espaço geral continua bom e todo o ambiente é protegido com airbags de cortina, além de laterais e frontais. Cintos completos e Isofix igualmente estão por lá.

Outro destaque do Chevrolet Trailblazer 2020 é a multimídia MyLink 2, que tem projeção de smartphones Car Play e Android Auto, o que é muito bom para aumentar a conectividade a bordo.

Ela vem ainda com OnStar no display de 8 polegadas sensível ao toque, além dos botões tradicionais no espelho interno. O navegador GPS é bom e agora tem mapa 3D. Comandos de voz facilitam a operação da multimídia.

Alerta de colisão e mudança de faixa se juntam ao alerta de movimentação traseira e ao aviso de ponto cego. O primeiro indica a aproximação de um veículo, ciclista ou pedestre durante uma manobra de estacionamento, garantindo maior segurança.

Já o segundo avisa de objetos que estejam próximos demais do veículo e fora do campo visual. A câmera de ré e o sensor de estacionamento dianteiro também ajudam muito nas manobras do Chevrolet Trailblazer 2020.

O porta-malas tem espaço reduzido com sete ocupantes. São apenas 205 litros, suficientes apenas para pequenas sacolas de compras.

Mas, a terceira fileira é facilmente rebatível e integrada ao assoalho, permitindo assim que se crie uma plataforma plana para bagagens e outros objetivos, além do rebatimento da segunda fileira, que amplia ainda mais o volume interno disponível.

Ruim é a tampa do porta-malas não ter abertura elétrica. Ela é um pouco pesada.

De qualquer forma, o Chevrolet Trailblazer 2020 é feito para levar a família e bagagem, além de ser muito boa para receber engate de trailer (há assistente de reboque para isso) ou bagageiro fechado no teto, apesar da altura. Apenas o Equinox 2020 tem abertura elétrica da tampa do bagageiro com nivelador.

Trailblazer LTZ para PCD – Novidades

Em junho de 2019, a Chevrolet anunciou a linha 2020 da Trailblazer e decidiu renomear a versão mais cara (agora a única), que deixou de ser LTZ para receber a denominação Premier.

O modelo grandalhão também recebeu atualizações no sistema OnStar. Agora, os atendentes do serviço indicarão o serviço de concierge diretamente para o Waze ou Google Maps através do Android Auto. Pelo menos inicialmente, os usuários do serviço pelo Apple CarPlay ficam sem essa novidade.

Depois dessas novidades, a Chevrolet enxugou mais ainda a linha da Trailblazer 2020. Em novembro de 2019, o modelo perdeu sua versão a gasolina, que utilizava o motor 3.6 V6 de 277 cv, ficando apenas com o 2.8 turbodiesel de 200 cv.

Segundo a GM, essa mudança foi feita por um motivo simples: as vendas já eram quase que totalmente voltadas para a versão diesel. Com isso, a linha da Trailblazer ficou bem mais cara, já que a versão a gasolina custava R$ 40 mil a menos.

Trailblazer LTZ para PCD – Mudanças anteriores (linha 2019)

O Chevrolet Trailblazer 2019 recebeu como novidades, melhorias na motorização turbodiesel, com foco na redução do consumo de combustível e na diminuição dos níveis de vibração e ruído. Com isso, ele ficou ligeiramente mais rápido na aceleração de 0 a 100 km/h.

A tecnologia CPA (Centrifugal Pendulum Absorber) otimiza o acoplamento da transmissão em rotações mais baixas, dando a sensação de melhor aceleração, retomada de velocidade e menor consumo de combustível, fazendo o veículo responder mais prontamente aos comandos do acelerador.

Além disso, o Chevrolet Trailblazer 2019 recebeu mais alterações, desta vez tanto no propulsor quanto na transmissão automática de seis marchas, que agora contam com uma nova calibração e um novo sistema de gerenciamento elétrico. As modificações melhoram de 15% a eficiência energética.

Com isso, o Chevrolet Trailblazer 2019 agora faz 8,4 km/l na cidade e 10,5 km/l na estrada. Outra melhoria é a autonomia elevada para 800 km, o que equivale a 106 km a mais a cada abastecimento completo.

De 0 a 100 km/h em 10,4 segundos, o desempenho teve uma melhora de 0,2 s na aceleração e a velocidade máxima é de 180 km/h (limitada).

Além disso, o Chevrolet Trailblazer 2019 passa a contar com um novo padrão de logotipos com o nome do veículo na parte inferior das portas e na esquerda da tampa do porta-malas, enquanto o nome da versão de acabamento fica no lado direito da peça.

Além das cores já conhecidas, o SUV passa a adotar o Vermelho Edible Berries.

Trailblazer LTZ para PCD – Versões

  • Chevrolet Trailblazer Premier 2.8 CDTI 2020

Trailblazer LTZ para PCD – Equipamentos

Chevrolet Trailblazer Premier 2.8 CDTI 2020 – Motor diesel 2.8 de 200 cv e transmissão automática de seis velocidades, tração 4×4 com reduzida, mais ar-condicionado automático, direção elétrica, vidros elétricos nas quatro portas, travamento elétrico nas quatro portas, retrovisores com ajustes e rebatimento elétrico, faróis com ajuste de altura e LEDs diurnos, grade cromada, detalhes cromados exteriores, rodas de liga leve aro 18 polegadas diamantadas, pneus 265/60 R18, escape cromado, lanternas em LED, retrovisores cromados com repetidores de direção, barras longitudinais no teto, bancos com revestimento em couro, banco do motorista com ajustes elétricos, banco traseiro bipartido e ajustável longitudinalmente, porta-copos no painel, chave eletrônica com partida remota, botão de partida, volante multifuncional com acabamento em couro, ajuste da coluna de direção em altura, porta-luvas iluminado, luzes de leitura, alças no teto, alças nas colunas A e B, estribos laterais, para-barro, alavanca de câmbio em couro e cromo, painel de instrumentos com computador de bordo, detalhes cromados e em cinza no acabamento interno, maçanetas cromadas, retrovisor eletrocrômico, comandos do OnStar no teto, porta-óculos, tapetes em tecido e borracha, multimídia MyLink, tela sensível ao toque de 8 polegadas, câmera de ré, navegador GPS com mapas em 2D ou 3D, sistema OnStar Exclusive na tela da multimídia, Google Android Auto com navegadores Waze e Maps, Apple Car Play, comandos de voz, conexão Bluetooth, entradas USB e auxiliar, tomadas de 12V, acendedor de cigarros, apoio de braço central nos bancos dianteiros e traseiro (com porta-copos), alarme, alerta de colisão visual e sonoro com ajuste de distância, aviso de invasão de faixa de rolamento com alerta visual e sonoro, alerta de movimentação traseira,  aviso de ponto cego, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, freios ABS com EDB, controle de estabilidade, controle de estabilidade com reboque, controle de tração, controle de descida, assistente de partida em rampa, Isofix, bloqueio eletrônico do diferencial, tração 4×2/4×4/4×4 com reduzida, freios a disco nas quatro rodas, airbag duplo frontal, airbags laterais, airbags de cortina, cintos de três pontos para todos, apoios de cabeça para todos, difusores de ar condicionado para segunda e terceira fileira, lavador e limpador do vidro traseiro com desembaçador, luzes de neblina, faróis de neblina, luz auxiliar de freio, proteção na base das portas e para-choques, antena no teto, detalhes internos em preto brilhante, material soft touch nos revestimentos, porta-objetos diversos, controle de cruzeiro, entre outros.

Trailblazer LTZ para PCD – Preços

  • Chevrolet Trailblazer Premier 2.8 CDTI 2020 – R$ 243.890

Trailblazer LTZ para PCD – Motor

O único propulsor é o conhecido como Duramax ou 2.8 CDTI, que fornece 200 cv e ótimos 51 kgfm, o maior torque do segmento de picapes médias no Brasil. Maior que isso só a RAM 2500, já classificada como caminhão.

Trailblazer LTZ para PCD – Desempenho

  • Chevrolet Trailblazer 2.8 2020 – 10,4 segundos e 180 km/h

O Chevrolet Trailblazer 2020 melhorou bastante em termos de performance com a nova calibração do conjunto mecânico. Ao todo, o utilitário esportivo da General Motors recebeu 50 alterações.

Direção elétrica, coxins de carroceria, freios maiores, coxins hidráulicos de motor e câmbio (diesel), entre outros, fazem parte das mudanças, que deixaram o utilitário esportivo mais confortável ao dirigir. Outra alteração foi no isolamento acústico, que melhorou sensivelmente.

No Chevrolet Trailblazer 2020, a aerodinâmica foi melhorada, assim como a segurança geral. Mais leve e eficiente em manobras, a direção elétrica atualizada contribui bastante para a condução.

A GM também mexeu no sistema elétrico para tornar o veículo mais eficiente em consumo. O veículo ficou mais neutro e estável, mesmo em manobras mais arrojadas, realizadas em um teste fechado num estacionamento. Os pneus agora são de baixa resistência à rolagem.

Os freios ganharam mais força, enquanto a suspensão ficou mais acertada, garantindo segurança e ao mesmo tempo conforto. Para viagens longas, a Chevrolet Trailblazer 2020 continua sendo uma ótima opção para a família, mesmo com boa capacidade off-road. O propulsor 2.8 CDTI garante muita força em baixa, trabalho suave e grande autonomia.

Com mudanças importantes, o Chevrolet Trailblazer 2020 – assim como a Chevrolet S10 2020 – apresentam ausência de alguns itens, entre eles coluna de direção regulável em profundidade, bem como apresenta volante antigo e a falta de ajuste longitudinal da segunda fileira, que poderia ampliar o espaço para pernas na terceira fileira.

Controle de cruzeiro adaptativo, correção de direção em mudança de faixa involuntária ou abertura elétrica do porta-malas, por exemplo, fazem falta. Mas, ainda assim, o Chevrolet Trailblazer 2020 é interessante pelo custo-benefício.

Trailblazer LTZ para PCD – Consumo

Cidade

  • Chevrolet Trailblazer 2.8 2020 – 8,4 km/litro no diesel

Estrada

  • Chevrolet Trailblazer 2.8 2020 – 10,5 km/litro no diesel

 

Trailblazer LTZ para PCD – Manutenção e Revisão

Revisão

Custo

Custo

Quilometragem

Preços 3.6 (descontinuada)

Preços 2.8

10.000 km

R$ 480

R$ 404

20.000 km

R$ 1.084

R$ 1.020

30.000 km

R$ 904

R$ 1.184

40.000 km

R$ 1.084

R$ 1.020

50.000 km

R$ 844

R$ 740

60.000 km

R$ 1.144

R$ 1.488

Trailblazer LTZ para PCD – Ficha Técnica

Motor

2.8 CDTI

3.6 V6 SIDI (descontinuado)

Tipo

Dianteiro longitudinal, Turbo Diesel

Dianteiro longitudinal e Gasolina

Número de cilindros

4 em linha

6 em V

Cilindrada em cm3

2776

1984

Válvulas

16

24

Taxa de compressão

16,5:1

11,5:1

Injeção eletrônica de combustível

Direta

Direta

Potência Máxima Líquida (ABNT NBR 5484)

Diesel: 200 cv @ 3600 rpm

Gasolina: 277 cv @ 6400 rpm

Torque Máximo Líquido (ABNT NBR 5484) 

Diesel: 51,0 kgfm @ 2000 rpm

Gasolina: 35,7 kgfm @ 3700 rpm

Transmissão

Tipo

Automática 6 marchas

Automática 6 marchas

Freios

Tipo

Disco ventilado / Disco

Disco ventilado / Disco

Direção

Tipo

Elétrica

Elétrica

Suspensão

Dianteira

Independente com braços sobrepostos e barra estabilizadora

Independente com braços sobrepostos e barra estabilizadora

Traseira

Eixo rígido

Eixo rígido

Rodas e Pneus

Rodas

Liga Leve aro 18 polegadas

Liga Leve aro 18 polegadas

Pneus

265/55 R16

265/60 R18

Dimensões

Comprimento total (mm)

4887

4887

Largura sem retrovisores (mm)

1902

1902

Altura (mm)

1844

1844

Distância entre os eixos (mm)

2845

2845

Capacidades

Porta-malas (litros)

205

205

Tanque (litros)

76

76

Carga útil, com 5 passageiros mais bagagem (kg)

589

614

Peso em ordem de marcha (kg)

2161

2106

Coeficiente de penetração aerodinâmica (Cx)

ND

ND

 

Fonte: Noticias Automotivas

 

Conheça também:

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-audi/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-bmw/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-chery/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-chevrolet/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-citroen/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-fiat/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-ford/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-honda/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-hyundai/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-jeep/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-kia/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-land-rover/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-mercedes-benz/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-mitsubish/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-nissan/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-peugeot/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-renault/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-toyota/

Tracker para PCD

Tracker para PCD

Az Isenções –  Imagem meramente ilustrativa

 

Tracker para PCD

O Chevrolet Tracker para PCD é a atual aposta da marca norte-americana para o segmento de SUVs compactos e também o modelo mais barato da empresa na sua linha de utilitários-esportivos (que inclui ainda o Equinox e o Trailblazer).

A linha do modelo compacto conta com as versões de acabamento LT, Premier e Midnight, tendo ainda pacotes de opcionais em algumas versões.

Em todos os casos, o motor é o 1.4 litro Ecotec turbo flex de quatro cilindros, o mesmo usado por modelos como Cruze sedã e Cruze Sport6. A transmissão é sempre uma automática de seis velocidades com opção de trocas manuais por um antiquado botãozinho posicionado na alavanca.

Por a partir de R$ 94.990, o Tracker 2020 se posiciona entre os diversos SUVs compactos que dispõem de motorização turbo. A lista inclui o Citroën C4 Cactus, Peugeot 2008 e Suzuki Vitara.

Tracker para PCD – História

Lançado em 2012 como Chevrolet Trax, nome por qual é conhecido no mercado mundial, o Tracker assumiu aqui e na Rússia a antiga denominação do Suzuki Grand Vitara sob a marca Chevrolet, tendo sido comercializado no Brasil no início dos anos 2000.

Mas o projeto mais recente é um desenvolvimento da GM Daewoo para o mercado global da GM.

Feito sobre a plataforma Gamma II, oriundo do Chevrolet Sonic/Aveo, o Chevrolet Tracker logo chegou ao mercado americano e posteriormente foi oferecido no Brasil, inicialmente com importação sul-coreana e depois feito no México.

Aliás, fora da Coreia do Sul, apenas este país latino e a China, produzem o SUV compacto. Com 4,25 m de comprimento e 2,55 m de entre-eixos, o modelo rapidamente se tornou sucesso na Europa e EUA.

A partir dele, foram criados outros dois modelos de boas vendas, sendo eles o Buick Encore – para EUA – e o Opel Mokka para a Europa. No mercado americano e demais países, o Chevrolet Tracker era a orientação da marca.

Em 2016, o modelo ganhou um facelift, dando um ar mais esportivo ao modelo.

Em alguns mercados, o Chevrolet Tracker foi vendido com motor Ecotec 1.6 de 115 cv ou 1.8 com 140 cv, como ocorreu no Brasil. Nos mercados principais, o motor Ecotec Turbo 1.4 entrou em ação, entregando 150 cv.

Na Europa, o crossover tinha opção diesel 1.7 CDTI com 130 cv. O câmbio pode ser manual de cinco ou seis marchas, além de um automático de seis marchas. O modelo também foi vendido com as marcas Holden e Vauxhall, respectivamente na Austrália e no Reino Unido.

Tracker para PCD – Detalhes

O Tracker para PCD tem um estilo moderno e é quase uma releitura do Novo Cruze, marcada pelos faróis espichados. Projetores e filete de luz diurna em LED estão presentes na versão topo de linha Premier, formando conjunto agradável com a nova grade.

O para-choque conta com faróis de neblina de moldura plástica na cor preta e envolto cromado e detalhe inferior que imita alumínio.

O protetor frontal tem formato mais agressivo, com tomada de ar hexagonal, moldura cromada e cinco filetes horizontais. As rodas de liga-leve de 18 polegadas tem desenho esportivo. Na traseira, as lanternas atualizadas possuem iluminação em LED, enquanto o para-choque tem estilo redesenhado.

Com elementos estéticos que lembram o Novo Cruze, o interior do Chevrolet Tracker 2020 vem com a porção central revestida em couro com costura aparente, bem como linhas redesenhadas e harmônicas.

Saídas de ar verticais envolvem a tela de 7 polegadas da multimídia MyLink – que tem Android Auto, Car Play e OnStar – tendo ainda novos comandos. O painel de instrumentos é análogo-digital e de aparência simples, porém, funcional.

O volante multifuncional é o mesmo de sempre.

Nas medidas, são 4.258 mm de comprimento, 1.776 mm de largura (2.035 mm com os espelhos retrovisores) e 1.678 mm de altura, com distância entre-eixos de 2.555 mm. O porta-malas tem capacidade para levar até 306 litros na posição normal e 735 litros com o banco traseiro rebatido.

Ou seja, medidas contidas, apesar do alto peso e da baixa capacidade do porta-malas. Este, por sua vez, conta com banco traseiro bipartido e rebatimento do encosto dianteiro do passageiro.

Tracker para PCD – Novidades

A principal novidade da linha 2020 do Chevrolet Tracker é a nova versão topo de linha Premier, que ocupa o lugar do modelo LTZ. Além da nomenclatura mais “chique”, o novo modelo se diferencia pela lista de itens de série mais recheada, trazendo os importantes controles de estabilidade e tração e assistente de partida em rampas que até então não eram ofertados nem como opcionais.

Para justificar a cifra mais alta, ele traz também teto solar com acionamento elétrico, faróis tipo projetor com luzes de condução diurna em LED, destravamento das portas e partida do motor sem chave, alerta de ponto cego, sensor de estacionamento traseiro, câmera de ré na tela da central multimídia MyLink, interior com acabamento em couro, banco do motorista com ajuste lombar elétrico, entre outros.

Como opcional, o Tracker Premier 2020 pode receber um pacote que inclui alerta de colisão frontal (caso haja risco iminente de colisão ou frenagens bruscas, o sistema emite sinais luminosos e sonoros para alertar o condutor) e alerta de mudança involuntária de faixa (uma câmera na parte superior do para-brisa identifica as faixas da vida e emite uma avisa quando o veículo sair involuntariamente da pista sem acionar o pisca),

Há também alerta de movimentação traseira em marcha a ré (sensores detectam a aproximação de veículos vindos na perpendicular e avisa instantaneamente o motorista) e alerta de ponto cego (uma luz acende no retrovisor externo para alertar a presença ou aproximação de um outro veículo nas laterais).

O pacote opcional inclui também airbags laterais e de cortina, totalizando seis bolsas infláveis. Porém, com todos esses equipamentos, o preço do Tracker Premier 2020 passa dos R$ 107 mil.

Trata-se de praticamente a mesma cifra cobrada por outros crossovers compactos que não dispõem desses itens de segurança, como é o caso do líder Honda HR-V em sua versão topo de linha Touring.

O que esperar do Chevrolet Tracker para os próximos anos?

Atualmente a GM tem apenas um produto de atuação global no segmento de SUV compacto. No entanto, a próxima geração terá foco na redução de custos e terá seu desenvolvimento feito em parceria com a SAIC da China.

A nova plataforma deverá ser mais espaçosa e produzir um bagageiro realmente grande.

Ainda não se sabe se este produto será de fato totalmente global ou apenas focado no BRICS. O mais provável é que continue sendo internacional, mas desta vez com algumas soluções, como um porta-malas de mais de 400 litros, entre-eixos maior (estimamos em 2,60 m ou mais) e estrutura mais leve, além de modular.

Possivelmente ela será chamada de B2XX ou C2XX, uma vez que D2XX é do Cruze/Equinox e E2XX do Malibu e futura Blazer (nos EUA).

A GM quer reduzir as plataformas atuais – em torno de 26 – para apenas quatro em 2025. Para isso, o próximo Tracker deverá ser assentado sobre a menor delas, a de carros compactos. As outras duas já existem, assim como a quarta, que provavelmente será uma evolução da Alpha do Cadillac ATS e Chevrolet Camaro.

A globalização de alguns produtos deverá ser acentuada na busca por redução de custos.

Sabe-se que o SUV sucessor do Tracker, que provavelmente terá outro nome, será feito em Gravataí-RS, mas possivelmente terá sua produção focada no México e China, bem como talvez Rússia ou Sudeste Asiático venha a faze-lo também.

Sem Europa e Índia, a Chevrolet deve manter pelo menos esses três primeiros países como centro de produção. Rumores são fortes sobre a saída da GM da Coreia do Sul por conta dos prejuízos locais. Além disso, deve gerar variantes para Buick e Holden, mas quem sabe até Cadillac.

É forte a suspeita de que a nova plataforma B/C2XX seja preparada para ter versões elétricas ou híbridas plug-in, o que facilitaria para a GM entrar no segmento de carros elétricos. A empresa promete 20 modelos elétricos até 2023 e provavelmente dois deles serão SUVs pequenos (equivalente de Trax e Encore).

O Opel Mokka X deve ser substituído por um projeto da PSA, provavelmente sobre a plataforma modular CMP.

Chevrolet Tracker 2020 – versões

  • Chevrolet Tracker LT 2020
  • Chevrolet Tracker Premier 2020
  • Chevrolet Tracker Midnight 2020

Tracker para PCD – Equipamentos

Chevrolet Tracker LT 2020

Segurança: airbag duplo, alarme antifurto, freios ABS com EBD, encosto de cabeça e cinto de três pontos para os cinco ocupantes, cintos de segurança dianteiros com pré-tensionadores e ajuste de altura, luz de condução diurna, faróis e lanterna de neblina, sistema Isofix para fixação de cadeirinhas infantis, regulagem de altura dos faróis e protetor de cárter.

Visual: rodas de alumínio de 16 polegadas, rack de teto, maçanetas internas cromadas, maçanetas externas na cor da carroceria, grade dianteira com detalhes cromados, alavanca do freio de mão com detalhe cromado e retrovisores externos elétricos com luz indicadora de direção integrada e capa na cor da carroceria.

Conforto: ar-condicionado, computador de bordo, direção elétrica progressiva, alças de segurança dianteira no teto do lado do passageiro e traseiras, chave tipo canivete dobrável, controlador de velocidade de cruzeiro com comandos no volante, coluna de direção ajustável em altura e profundidade, sistema start/stop, vidros elétricos nas quatro portas com sistema “um toque”, anti esmagamento e abertura e fechamento automático pela chave, para-sois com espelho, entre outros.

Bancos: banco de tecido, banco traseiro bipartido e rebatível, banco do motorista com ajuste de altura e distância e encostos de cabeça dos bancos dianteiros com ajuste de altura.

Entretenimento: central multimídia MyLink com tela sensível ao toque de sete polegadas, Android Auto, Apple CarPlay, rádio AM/FM, entradas USB e auxiliar, função Audio Streaming, conexão Bluetooth para celular e acesso às configurações do veículo, comandos de rádio e celular no volante e seis alto-falantes (incluindo dois tweeters).

Chevrolet Tracker Premier 2020

Segurança: inclui alerta de movimentação traseira (em marcha a ré), controle eletrônico de estabilidade, controle de tração, faróis dianteiros tipo projetor, luz de posição em LED e assistente de partida em aclives.

Visual: traz ainda lanternas em LED, friso cromado na parte superior das portas e na tampa do porta-malas, maçanetas externas com detalhe cromado e rodas de alumínio de 18 polegadas com desenho exclusivo.

Conforto: recebe câmera de ré, sistema Easy Entry (abertura das portas e alarme anti-furto através de sensor de aproximação na chave), sensor de estacionamento traseiro, volante com revestimento em couro, teto solar elétrico, porta-revista na parte traseira do encosto dos bancos dianteiros, partida por botão, porta-objetos embaixo do banco do passageiro, descansa-braço para o motorista, descansa-braço traseiro com dois porta-copos, entre outros.

Bancos: oferece ainda bancos com revestimento premium, banco do motorista com ajuste lombar elétrico e banco do passageiro dianteiro rebatível.

Chevrolet Tracker Midnight 2020

Todos os itens da versão Premier, mais rodas aro 18 em preto brilhante, bancos com revestimento premium cor Jet Black e logotipos, emblemas e acabamento interior escurecidos.

Tracker para PCD – Preços

Confira abaixo os preços da linha Chevrolet Tracker 2020:

  • Chevrolet Tracker LT 2020 – R$ 94.990
  • Chevrolet Tracker Premier 2020 – R$ 106.990
  • Chevrolet Tracker Midnight 2020 – R$ 108.990

Tracker para PCD – Motor

O Chevrolet Tracker 2020 dispõe do motor 1.4 litro Ecotec Turbo SIDI flex de quatro cilindros, que vem com turbocompressor e injeção direta de combustível flex, entregando 150 cv na gasolina e 153 cv no etanol, a 5.200 rpm, e torque de 24 kgfm e 24,5 kgfm, a 2.100 rpm e 2.000 rpm, junto com uma transmissão automática de seis velocidades.

O SUV compacto da GM fez bem em aposentar o velho motor 1.8 litro Ecotec flex aspirado de quatro cilindros, que rendia 140 cavalos de potência com gasolina e 144 cv com etanol a 6.300 rpm e torque de 17,8 kgfm e 18,9 kgfm, respectivamente a 3.800 rpm.

O conjunto permite ao Chevrolet Tracker 2020 ter uma mecânica mais eficiente e econômica, que ainda entrega performance superior aos rivais. Assim, o utilitário esportivo parte de 0 a 100 km/h em 9,4 segundos com velocidade máxima de 198 km/h.

Apesar dos 1.413 kg, o propulsor garante desempenho e bom consumo: 7,3 km/litro com etanol e 10,6 km/litro com gasolina (cidade) ou 8,2 km/litro com etanol e 11,7 km/litro com gasolina (estrada).

O propulsor vem ainda com o sistema start/stop, que desliga o motor em semáforos e congestionamentos com o veículo engatado. Basta tirar o pé do pedal do freio para que ele religue de forma instantânea, garantindo ainda saídas rápidas, bem como economia.

Esse 1.4 Ecotec Turbo SIDI Flex também é usado pelo Novo Cruze, tanto no sedã quanto no hatch.

No entanto, recentemente a GM anunciou na China dois novos motores: 1.0 e 1.3.

Ambos tem turbo e injeção dupla (direta e indireta), alcançando até 163 cv. O maior pode substituí-lo no futuro. Ainda assim, o propulsor atual é ainda moderno, podendo ser usado por longo tempo.

Tracker para PCD – Desempenho

Aceleração de 0 a 100 km/h e velocidade máxima final

Chevrolet Tracker 2020 – 9,4 segundos e 198 km/h

O Chevrolet Tracker 2020 apresenta um bom desempenho. Seria melhor se uma característica do modelo não fosse tão desagradável. Apesar de ser pouco menor que o Nissan Kicks, o SUV compacto da GM é muito mais pesado.

São 1.413 kg puxados pelo propulsor 1.4 Ecotec Turbo SIDI Flex, que tem injeção direta bicombustível. Para efeito de comparação, o crossover da marca japonesa pesa apenas 1.142 kg. Ou seja, quase 300 kg a mais!

Por isso se espera que a próxima geração corte muito peso com o uso de aços de ultra resistência e alumínio.

Com 150 cv na gasolina e 153 cv no etanol, obtidos em 5.600/5.200 rpm, respectivamente, o Chevrolet Tracker 2020 ainda apresenta um bom desempenho. Entregando torques de 24,0 kgfm com gasolina e 24,5 kgfm no etanol, obtidos a 2.100/2.000 rpm, respectivamente, o utilitário esportivo tem boa força em baixa e garante retomadas condizentes com sua proposta.

Bem elástico, o 1.4 Turbo não se esforça muito para puxar os muitos 1.413 kg do Chevrolet Tracker 2020, trabalhando geralmente entre 2.000 e 2.500 rpm. Rápido nas respostas, o propulsor tem funcionamento bastante suave e entrega excelente torque em baixas rotações.

Raramente vai muito além dos 3.000 rpm, nas ultrapassagens.

Para uma condução mais esportiva, o ponteiro passa dos 4.000 rpm, chegando próximo dos 6.000 rpm. Assim como do Novo Cruze, o foco do utilitário esportivo é a eficiência energética e o conforto.

Para isso, ele conta com a caixa automática GF6-3 da GM, que impede uma performance mais agressiva do propulsor. A fim de melhorar os números, ele traz também Start&Stop, religando o motor de forma rápida e sem engasgos, quando em semáforos ou no trânsito anda-e-para.

Essa transmissão automática garante trocas antecipadas com um escalonamento em busca da economia, mas dá para se divertir ao volante do Chevrolet Tracker 2020. Este, por sua vez, não decepciona.

Ele entrega performance de sobra, bastando explorar as mudanças manuais e sequenciais. No entanto, as mudanças manuais são feitas por meio de um botão na lateral da alavanca da transmissão. O comando até desestimula seu uso, sendo pouco ergonômico.

Rodando a 110 km/h, o Chevrolet Tracker 2020 suavemente fica em 2.100 rpm, apresentando baixo ruído e muito conforto no rodar. Na estrada, ele alcança bons 11,7 km/litro na gasolina, embora com etanol faça apenas 8,2 km/litro.

Na cidade, porém, o consumo é maior, fazendo 7,3 km/litro com etanol e 10,6 km/litro com gasolina.

Apesar de ser 1.4 Turbo com injeção direta, Start&Stop e ter o foco na economia, não se verifica muita eficiência no meio urbano. Um ponto alto do Chevrolet Tracker 2020 é a dirigibilidade.

O crossover conta com uma direção elétrica que mescla muito bem firmeza em velocidade e leveza em manobra, sendo igualmente bem direta nas respostas.

O Chevrolet Tracker 2020 apresenta um conjunto de rodas aro 18 polegadas com pneus de perfil 55, que ajudam muito na estabilidade – lembrando que não há controle eletrônico de tração ou estabilidade – embora deixem o crossover da Chevrolet um pouco mais duro do que o desejável.

Os freios e a suspensão estão bem equilibrados e garantem conforto e segurança, mesmo em curvas bem fechadas e sobre piso molhado.

Mas, mesmo com um conjunto mais firme, o Chevrolet Tracker 2020 trepida em pisos não pavimentados ou de outros tipos. De modo geral se comporta bem em asfaltos irregulares. Com boa posição de dirigir, o crossover apresenta um bom equilíbrio dinâmico, traduzindo-se em excelente manejo do veículo.

A falta de alguns itens considerados básicos em carros desse segmento, realmente depõem contra o SUV da GM.

Tracker para PCD – Consumo

Cidade 

Chevrolet Tracker 2020 – 7,3 km/litro com etanol e 10,6 km/litro com gasolina

Estrada 

Chevrolet Tracker 2020 – 8,2 km/litro com etanol e 11,7 km/litro com gasolina

Tracker para PCD – Manutenção e Revisão

O Chevrolet Tracker 2020 tem custo de revisão de até 60.000 km por R$ 3.696. O SUV compacto tem várias peças e fluídos substituídos ou verificados durante as revisões.

O serviço consiste na substituição de óleo do motor, filtro de óleo, anel de vedação do bujão do cárter, filtro de combustível, bem como filtro de ar, fluido de freio e filtro de limpeza do ar-condicionado.

A rede Chevrolet também inspeciona motor para verificar possíveis vazamentos, óleo da transmissão, fluido de freio, filtro do ar-condicionado, desgaste em pastilhas e discos de freio, guarnições contra pó, amortecedores, pneus, rodas, sistema de direção, freio de estacionamento, tubos de refrigeração e demais fluidos, sistema elétrico, sistema elétrico, sistema de iluminação, palhetas do limpador, lavadores, juntas homocinéticas, ajuste dos faróis, sistema de ar-condicionado e de cintos de segurança.

Revisão

Custo

Quilometragem

Preços 1.4 Turbo

10.000 km

R$ 368

20.000 km

R$ 736

30.000 km

R$ 516

40.000 km

R$ 824

50.000 km

R$ 516

60.000 km

R$ 736

Tracker para PCD – Ficha Técnica

Motor

1.4 Ecotec Turbo SIDI Flex

Tipo

Dianteiro transversal, Turbo, Gasolina e Etanol

Número de cilindros

4 em linha

Cilindrada em cm3

1399

Válvulas

16

Taxa de compressão

10:1

Injeção eletrônica de combustível

Direta

Potência Máxima Líquida (ABNT NBR 5484)

Gasolina: 150 cv @ 5200 rpm / Etanol: 153 cv @ 5200 rpm

Torque Máximo Líquido (ABNT NBR 5484) 

Gasolina: 24,0 kgfm @ 2000 rpm / Etanol: 24,5 kgfm @ 2000 rpm

Transmissão

Tipo

Automática 6 marchas

Freios

Tipo

Disco ventilado / Tambor

Direção

Tipo

Elétrica

Suspensão

Dianteira

McPherson, independente com barra estabilizadora

Traseira

Eixo de torção

Rodas e Pneus

Rodas

Liga Leve aro 18 polegadas

Pneus

215/55 R16

Dimensões

Comprimento total (mm)

4258

Largura sem retrovisores (mm)

1776

Altura (mm)

1678

Distância entre os eixos (mm)

2555

Capacidades

Porta-malas (litros)

306

Tanque (litros)

53

Carga útil, com 5 passageiros mais bagagem (kg)

416

Peso em ordem de marcha (kg)

1413

Coeficiente de penetração aerodinâmica (Cx)

0,35

Fonte: Noticias Automotivas

 

Conheça também:

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-audi/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-bmw/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-chery/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-chevrolet/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-citroen/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-fiat/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-ford/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-honda/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-hyundai/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-jeep/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-kia/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-land-rover/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-mercedes-benz/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-mitsubish/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-nissan/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-peugeot/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-renault/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-toyota/

Cobalt LTZ para PCD

Cobalt LTZ para PCD

Az Isenções –  Imagem meramente ilustrativa

 

Cobalt LTZ para PCD

Cobalt LTZ para PCD – Comercializado no mercado brasileiro desde 2011, o Chevrolet Cobalt se posiciona como um dos principais carros da marca no mercado brasileiro.

A linha 2020 do sedã compacto chegou ao País em junho de 2019 com novidades nas versões e nos equipamentos oferecidos.

O projeto nasceu como substituto para o envelhecido Corsa Sedan. O sedã foi feito em um projeto global da GM voltado para mercados emergentes, utilizando para isso a plataforma compacta Gamma II modificada.

Assim, o Cobalt tinha missão de ser um intermediário entre Cruze e Prisma, que também acabaria ganhando uma segunda geração nos anos seguintes. Testado inclusive na Rússia, o sedã da Chevrolet acabou não chegando na Índia e nem na China.

Na primeira, a GM desistiu do mercado e, no segundo caso, o local Baojun 630 assumiu a tarefa que seria do Chevrolet.

Com isso, o Chevrolet Cobalt começou a ser feito em São Caetano do Sul-SP e logo depois em Cundinamarca, Colômbia.

Além disso, o sedã da GM ganhou duas linhas de montagem em plantas de produção nos ex-membros da União Soviética: Uzbequistão e Bielorrússia, respectivamente nas cidades de Asaka e Obchuk.

Começando sua vida comercial no Brasil com motor 1.4 EconoFlex de apenas 106 cv no etanol e 98 cv na gasolina, entregando somente 13,0 kgfm com gasolina e 13,9 kgfm no etanol.

Imediatamente ganhou câmbio automático de seis marchas, quando a GM começou a democratizar o uso desse item de conforto. No entanto, logo a falta de um bom desempenho chamou a atenção do mercado e, com as vendas ameaçadas, a GM introduziu o longevo, mas potente, 1.8 EconoFlex.

A diferença em potência era pouca, mas o torque era bem mais generoso, garantindo exatamente o que o pequeno 1.4 não podia oferecer. Mas o Cobalt tinha um problema e esse era o visual, muito criticado.

Os grandes faróis do modelo e a grade bem vertical não agradaram, mas a GM conseguiu manter o modelo até 2015, quando a atualização chegou trazendo faróis menores e mais fluídos, grade redesenhada e mais leve, assim como para-choque de perfil aerodinâmico.

As novas lanternas traseiras deram um aspecto mais leve à traseira, que antes tinha lentes verticais e tampa do porta-malas ainda com reflexo do estilo dos anos 2000. As novas lentes são divididas pela tampa do porta-malas, que foi redesenhada, assim como o para-choque traseiro.

As rodas de alumínio aro 15 polegadas do modelo anterior lembravam vagamente os anos 80, assim como o rádio e parte do acabamento.

Na atualização, o Chevrolet Cobalt ganhou multimídia MyLink 2 com Android Auto e Car Play, aposentando a anterior, que era bem mais simples e sem sistema de integração. O painel também foi redesenhado, assim como a instrumentação.

O ambiente ficou melhor com tonalidade marrom e a chegada da versão Elite, mais completa.

Com as mudanças, que incluíram aumento de aços de alta resistência, novos coxins, rolamentos de menor atrito, pneus de baixa resistência à rolagem, sistema elétrico mais eficiente, mudanças técnicas no motor (pistões, bielas, anéis, virabrequim, lubrificantes de menor viscosidade, alternador, bomba de óleo) e molas e amortecedores recalibrados, deixaram o sedã mais econômico e com melhor desempenho.

As alterações também fizeram com que o Chevrolet Cobalt mudasse de posição dentro da gama da GM, visto que o modelo chegou a ser rival do irmão menor, o Prisma, quando a diferença entre versões LT com motor 1.4 chegou a pouco menos de R$ 150.

Para extinguir o fogo amigo, a marca reposicionou o sedã maior, que agora fica bem acima do compacto, mas em uma faixa de preço intermediária que não afeta o Novo Cruze e nem o Prisma, que atualmente é um dos carros mais vendidos do país.

Cobalt LTZ para PCD – Detalhes

O Cobalt 2020 é um sedã compacto da marca americana com um ótimo espaço interno. Na época do seu lançamento, o carro tinha um posicionamento ligeiramente inferior na gama da Chevrolet.

A linha dos primeiros Chevrolet Cobalt contava com versões de acabamento como LS, LT e LTZ, sendo as duas primeiras eram dotadas de calotas que destoavam ainda mais o visual do veículo e tinham listas de equipamentos não tão fartas assim.

Entretanto, a linha reestilizada do Cobalt chegou com uma postura mais refinada, sobretudo para se diferenciar do irmão menor Prisma. Além do espaço interno e o porta-malas mais amplos, o carro se destaca pelo acabamento mais esmerado e também a lista de equipamentos com alguns recursos extras.

A lista de itens inclui bancos e portas com revestimento em couro marrom na versão topo de linha, além de sensor de estacionamento, câmera de ré, piloto automático e sensores de luz e chuva.

Porém, fica devendo airbags extras e controles de estabilidade e tração, recursos já ofertados pelos rivais Fiat Cronos e Volkswagen Virtus.

Hoje o Cobalt pode ser encontrado nas configurações LT e LTZ, as duas com maior apelo comercial. Essas versões são oferecidas com os motores 1.4 e 1.8 flex e câmbio manual ou automático, sempre om seis marchas. Mas vale lembrar que a configuração 1.8 LTZ é a única encontrada nas concessionárias, enquanto as outras são apenas para taxistas e frotistas.

O Chevrolet Cobalt é comercializado como uma alternativa aos consumidores que precisam de um sedã espaçoso, mas ao mesmo tempo não almejam um sedã médio de categoria superior, como é o caso do irmão maior Cruze, além do Honda Civic, Toyota Corolla, entre outros.

Cobalt LTZ para PCD – Novidades

A linha 2020 do Cobalt foi anunciada recentemente com novidades na gama de versões e também na lista de equipamentos. De início, a principal mudança foi ofertar apenas as versões LT e LTZ, o que mostra claramente o objetivo da Chevrolet de continuar atendendo taxistas, frotistas e o público PcD. Segundo a própria marca, 75% dos emplacamentos do modelo se destinam a esse público.

Segundo o direto de Vendas da GM, Rafael L. Santos, “o Cobalt é um produto muito competitivo e estratégico dentro do portfólio da Chevrolet. Conta com reconhecida reputação no mercado entre diversos públicos, como taxistas, PcD, além de empresas, frotistas e clientes corporativos, que costumam optar por um veículo que ofereça maior valor agregado”.

Mas se você entrar no site da marca, vai notar que apenas a versão LTZ continua sendo oferecida, o que indica que a versão LT também deixou de ser ofertada para o público em geral na gama do sedã. Essa versão de entrada focava no público que prioriza um modelo acessível, enquanto a configuração LTZ agrega mais itens e atende aqueles que não abrem mão de mais sofisticação e conectividade.

Mesmo assim, o Cobalt 2020 continua se mostrando um carro bem equipado. Ele sempre é oferecido com direção elétrica, ar-condicionado, trio elétrico com comandos de travas e vidros na chave, bancos e volante com ajuste de altura, alerta de pressão baixa dos pneus, lanterna de neblina, entre outros.

Ele pode receber alguns acessórios, como sensor de estacionamento traseiro, câmera de ré para MyLink, rack de teto, friso lateral, extensão de tomada 12V, bagageiro, farol de neblina, porta-óculos, retrovisor direito com ajuste automático para manobras em marcha a ré, rede porta-objetos para o bagageiro e alarme volumétrico.

O Cobalt 2020 também continua sendo oferecido em versões para PcD, taxistas e frotistas, sempre com os descontos referente a cada situação.

Ele mantém novidades aplicadas pela marca na linha 2019, como cinto de segurança de três pontos e apoio de cabeça para os cinco ocupantes, itens que aparecem em toda a linha de carros de passeio da Chevrolet. Há também sistema Isofix com Top Tether para fixação de cadeirinhas infantis.

O Cobalt LTZ para PCD pode ser encontrado nas cores Prata Switchblade, Azul Blue Eyes, Branco Summit, Preto Ouro Negro e Cinza Satin Steel. A empresa comercializa o sedã compacto com garantia de três anos, sem limite de quilometragem.

Cobalt LTZ para PCD – Versões

Confira abaixo as versões do Chevrolet Cobalt LTZ para PCD disponíveis atualmente no mercado brasileiro (além da versão PcD):

Chevrolet Cobalt LTZ 1.8 manual
Chevrolet Cobalt LTZ 1.8 automático

Cobalt LTZ para PCD – Equipamentos

Chevrolet Cobalt LTZ 1.8  – Alarme Anti-furto, Alça dianteira de teto, Alças traseiras de teto, Alerta de Pressão dos Pneus, Airbag duplo, Aviso sonoro para cinto de segurança para o motorista,
Brake Light, Cintos de segurança dianteiros com pré-tensionadores e ajuste de altura, Cintos de segurança traseiros laterais e central 3 pontos, Faróis de neblina, Lanterna de neblina, Sistema de fixação de cadeiras para crianças (“Isofix”), Sistema de imobilização do motor, Sistema de freios com ABS e sistema de distribuição de frenagem (EBD), Trava de segurança nas portas traseiras, Adesivo de coluna na cor preto (exceto nos veículos pintados nas cores Cinza, Preto Ouro Negro e Azul Blue Eyes), Alavanca do freio de mão com detalhe cromado, Controles e saídas de ar com detalhes cromados, Espelhos retrovisores externos na cor do veículo, Faróis de neblina com detalhes cromados, Friso cromado na parte superior das portas, Grade frontal com detalhes cromados, Maçanetas externas na cor do veículo, Maçanetas internas cromadas, Painel central pintada na cor preto brilhante “High Gloss”, Painel de portas com revestimento premium, Parachoques pintados na cor do veículo, Rodas de Alumínio aro 15″, Volante com revestimento premium, Abertura do porta-malas por controle remoto na chave e botão no interior do veiculo, Ar condicionado, Chave tipo canivete dobrável, Coluna de direção com regulagem em altura, Controlador de velocidade de cruzeiro, Desembaçador elétrico do vidro traseiro, Direção Elétrica Progressiva, Computador de bordo com informações como Conta-giros Analógico e Velocímetro digital, hodômetro total e parcial, tempo de viagem, consumo médio, velocidade média e autonomia, Espelhos retrovisores externos elétricos, Indicador de troca de marchas, Luz de cortesia no porta-luvas, Luz de cortesia no porta-malas, Luzes individuais de leitura para motorista e passageiro, Luz interna de cortesia/leitura no teto para os passageiros traseiros, Regulador de intensidade da iluminação do painel de instrumentos, Sombreiras – motorista e passageiro, Trava elétrica das portas com acionamento na chave, Trava elétrica da tampa de combustível, Tomada de força 12V, Vidro elétrico nas portas dianteiras e traseiras com acionamento por “um toque”, anti esmagamento e abertura/fechamento automático pela chave, Bancos de tecido com revestimento premium, Bancos com revestimento na cor marrom “Brownstone”, Banco do motorista com regulagem manual de altura, distância e inclinação do encosto, Banco do passageiro dianteiro com regulagem de distância e inclinação do encosto, Encosto de cabeça dos bancos dianteiros com ajuste de altura, Banco traseiro rebatível, Controles de Rádio e do Celular no Volante, Chevrolet MyLink, com Tela LCD sensível ao toque de 7″, integração com smartphones através do Android Auto e Apple CarPlay, Radio AM/FM, Entrada USB, Função Audio Streaming, Conexão Bluetooth para Celular e configurações do veículo, Conjunto de alto falantes – 4 unidades, Antena no teto e Acabamento interno em dois tons “Jet Black” e “Brownstone” (Tonalidade Preto e Marrom).

OPCIONAIS: Manopla da alavanca de câmbio com revestimento premium e Sensor de Estacionamento Traseiro.

Chevrolet Cobalt LTZ 1.8 AT – além dos itens acima, conta com transmissão automática de seis marchas com opção de trocas manuais de marcha “Active Select” e alavanca de câmbio com revestimento premium.

Cobalt LTZ para PCD – Preços

Chevrolet Cobalt LTZ 1.8 MT – R$ 69.190
Chevrolet Cobalt LTZ 1.8 AT – R$ 75.790

Cobalt LTZ para PCD – Motor

O Chevrolet Cobalt LTZ para PCD ainda utiliza o velho motor GM Família I, que chegou ao Brasil no começo dos anos 80 a bordo do clássico Chevrolet Monza.

O sedã compacto “grande” já utilizou o motor 1.4 GM Família 0, que inicialmente foi oferecido para os consumidores comuns, mas após mostrar baixa demanda, ficou limitado aos taxistas, que também acabaram por deixar essa opção de lado, que chegou a ser ofertada já com a atualização visual do modelo.

Mas voltando ao velho GM Família I, o 1.8 Flex tem quatro cilindros, bloco em ferro fundido e cabeçote em alumínio, dotado de comando de válvulas com variador de fase mecânico, bem como duas válvulas por cilindros e tuchos hidráulicos.

Há também bombas independentes e coletor de admissão em plástico, bem como ressonador. Além disso, esse motor ganhou recentemente ajustes para ficar mais econômico.

Foram introduzidos novos pistões, anéis de vedação, biela, virabrequim reforçado, sistema de lubrificação otimizado, óleo lubrificante de menor viscosidade, alternador com sistema de proteção da bateria para recuperação de energia, velas de melhor qualidade, entre outros.

Com as alterações, o Chevrolet Cobalt 2020 passou a ter um motor 1.8 VHC Flex mais frugal e com melhor resposta ao acelerador.

Com isso, o propulsor longevo da GM entrega 106 cv a 5.200 rpm na gasolina e 111 cv a 5.200 rpm no etanol, bem como 16,8 kgfm a 2.600 rpm e 17,7 kgfm a 2.600 rpm, respectivamente com gasolina e etanol.

Note que a força é obtida em rotação bem baixa, mas ainda acima do que consegue um motor EA111 1.6 da Volkswagen, embora o antigo motor da General Motors tenham mais torque disponível. Equipado com injeção eletrônica multiponto, o propulsor têm sistema de partida a frio para o uso de etanol.

Além disso, o 1.8 EconoFlex trabalha com uma caixa de mudanças manuais de seis velocidades com embreagem de acionamento hidráulico.

Enquanto isso a opção automática vem do câmbio GF6-3 de terceira geração da GM, que traz também seis marchas, além de função de dupla redução para retomadas e desacelerações, bem como programação que memoriza a condução do motorista, antecipando ações para reduzir consumo de combustível e ampliar o conforto ao dirigir.

Sem paddle shifts, essa transmissão apenas dá a opção de trocas manuais sequenciais por meio de um botão presente na alavanca.

Cobalt LTZ para PCD – Desempenho

Aceleração de 0 a 100 km/h e velocidade máxima final

  • Chevrolet Cobalt 1.8 MT 2018 – 10,5 segundos e 170 km/h
  • Chevrolet Cobalt 1.8 AT 2018 – 10,5 segundos e 170 km/h

O Chevrolet Cobalt 2020 tem um bom desempenho com o motor 1.8 Flex, embora apenas em condução normal do dia a dia, pois se a pegada for mais esportiva, ele fica devendo por conta da baixa potência disponível.

Apesar de medir 4,48 m de comprimento e ter 2,62 m de entre eixos, bem como ter uma impressão de carro pesado, o sedã da GM é leve, pesando até 1.129 kg na versão automática. Isso é menos que um Nissan Kicks 2019, por exemplo.

Por isso que anteriormente, o Chevrolet Cobalt foi oferecido com motor 1.4, mas é o 1.8 o mais adequado para o sedã. Ele entrega 106 cv a 5.200 rpm na gasolina e 111 cv a 5.200 rpm no etanol, bem como 16,8 kgfm a 2.600 rpm e 17,7 kgfm a 2.600 rpm, respectivamente com gasolina e etanol. Os números de torque são bons, ainda mais que são conseguidos em baixa rotação, tornando a condução do modelo mais prazerosa na cidade.

Assim, o Chevrolet Cobalt 2020 utiliza menos marchas na condução urbana e ainda por cima permite ao sedã rodar por mais tempo em rotações baixas, algo entre 1.500 e 2.000 rpm, obtendo um ótimo consumo para um carro tão grande e com motor tão antigo.

No câmbio manual, o sedã faz 8,3 km/litro com etanol e 12,1 km/litro com gasolina. Quando o câmbio é automático, o conforto é ainda maior, mas o consumo é um pouco mais alto, mas ainda coerente: 7,6 km/litro com etanol e 11,1 km/litro com gasolina.

Passando para a estrada, o Chevrolet Cobalt 2020 apresenta uma performance adequada. Há boa força para retomadas e ultrapassagens de forma segura. O motor sobra nessas situações, dando ao motorista mais segurança.

Rodando por volta de 2.500 rpm, o propulsor garante uma boa velocidade de cruzeiro econômica, garantindo também um nível de ruído aceitável. Em sexta, o sedã consegue manter-se por um bom tempo, mesmo em aclives longos.

No entanto, quando se exige mais do que o normal, o propulsor mostra sua falta de potência, não conseguindo acompanhar carros mais velozes. É preciso certa paciência para desenvolver velocidades mais altas e mesmo um tempo de retomada em condução esportiva.

Então, na estrada, o Chevrolet Cobalt 2020 é um bom carro para viagens tranquilas, sem a necessidade de uma direção mais agressiva, pois o motor não corresponderá.

Em seu melhor momento, o Chevrolet Cobalt 2020 entrega bons 10,4 km/litro com etanol e 15,1 km/litro com gasolina, quando com transmissão manual de seis marchas. Por aí, podemos verificar uma autonomia teórica de 815,4 km, o que é muito bom para viagens longas, lembrando que são números do Inmetro e o condutor pode fazer melhor que isso, mesmo com o carro carregado.

No automático, os valores são menos, mas o conforto maior. Assim ele faz 10,0 km/litro com etanol e 14,0 km/litro com gasolina.

Nos dois câmbios o Chevrolet Cobalt 2020 se comporta bem, sendo o manual com bons engates, macios e precisos, tendo relação bem adequada. Já no automático, o foco é mais conforto e por isso as trocas são menos espaçadas, mas feitas de forma suave.

A redução dupla ajuda muito no freio motor e nas retomadas. O botão para trocas manuais é pouco intuitivo e não ajuda muito, visto que a eletrônica impede muitas mudanças que o câmbio entende como inaceitáveis, mas normais no manual.

O Chevrolet Cobalt 2020 tem boa posição de dirigir com direção e banco ajustáveis, além de comandos bem ergonômicos (exceto retrovisores) e bancos confortáveis e amplos. Para quem vai atrás, o espaço para as pernas é generoso, graças aos 2,62 m da plataforma, que aproveita bem os espaços.

A altura interna também é boa, assim como a largura do veículo. O porta-malas então, tem exagerados 563 litros, bons para viagens e taxistas/ubers.

A suspensão do Chevrolet Cobalt 2020 é bem ajustada à realidade brasileira, podendo-se rodar com conforto mesmo em estradas de terra batida. O curso é longo e a altura livre do solo, boa. A direção é elétrica, sendo bem leve em manobras e progressiva em estrada.

Ela também consome pouca energia. O ar-condicionado é bem potente e esfria o ambiente em pouco tempo.

Os freios são adequados para a proposta do sedã, que também apresenta boa estabilidade em curvas, sendo facilmente corrigível quando a traseira sai levemente em curvas mais fechadas.

Cobalt LTZ para PCD – Consumo

Cidade

  • Chevrolet Cobalt 1.8 MT 2020 – 8,3 km/litro com etanol e 12,1 km/litro com gasolina
  • Chevrolet Cobalt 1.8 AT 2020 – 7,6 km/litro com etanol e 11,1 km/litro com gasolina

Estrada

  • Chevrolet Cobalt 1.8 MT 2020 – 10,4 km/litro com etanol e 15,1 km/litro com gasolina
  • Chevrolet Cobalt 1.8 AT 2020 – 10,0 km/litro com etanol e 14,0 km/litro com gasolina

Cobalt LTZ para PCD – Manutenção e Revisão

Revisão

Custo

Quilometragem

Preços 1.8

10.000 km

R$ 256

20.000 km

R$ 540

30.000 km

R$ 668

40.000 km

R$ 520

50.000 km

R$ 424

60.000 km

R$ 1.076

 

Cobalt LTZ para PCD – Ficha Técnica

Motor

1.8

Tipo

Dianteiro transversal, Gasolina e Etanol

Número de cilindros

4 em linha

Cilindrada em cm3

1796

Válvulas

8

Taxa de compressão

12,3:1

Injeção eletrônica de combustível

Multiponto

Potência Máxima Líquida (ABNT NBR 5484)

Gasolina: 106 cv @ 5200 rpm / Etanol: 111 cv @ 5200 rpm

Torque Máximo Líquido (ABNT NBR 5484) 

Gasolina: 16,8 kgfm @ 2600 rpm / Etanol: 17,7 kgfm @ 2600 rpm

Transmissão

Tipo

Manual 6 marchas / Automática 6 marchas

Freios

Tipo

Disco ventilado / Tambor

Direção

Tipo

Elétrica

Suspensão

Dianteira

McPherson,independente com barra estabilizadora

Traseira

Eixo de torção

Rodas e Pneus

Rodas

Aço / Liga Leve aro 15 polegadas

Pneus

195/65 R15

Dimensões

Comprimento total (mm)

4481

Largura sem retrovisores (mm)

1735

Altura (mm)

1508

Distância entre os eixos (mm)

2620

Capacidades

Porta-malas (litros)

563

Tanque (litros)

54

Carga útil, com 5 passageiros mais bagagem (kg)

385

Peso em ordem de marcha (kg)

1104 (MT) 1129 (AT)

Coeficiente de penetração aerodinâmica (Cx)

0,33

 

Fonte: Noticias Automotivas

 

Conheça também:

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-audi/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-bmw/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-chery/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-chevrolet/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-citroen/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-fiat/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-ford/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-honda/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-hyundai/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-jeep/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-kia/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-land-rover/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-mercedes-benz/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-mitsubish/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-nissan/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-peugeot/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-renault/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-toyota/

Prisma Advantage para PCD

Prisma Advantage para PCD

Az Isenções –  Imagem meramente ilustrativa

 

Prisma Advantage para PCD

O Chevrolet Prisma 2019 é o atual sedã mais vendido no mercado nacional, disputando com o Corolla, que mesmo num segmento superior e com preços mais altos, também consegue registrar bons números no mercado.

A linha 2019 do sedã compacto Prisma foi anunciada com boas novidades, sobretudo na lista de equipamentos. Praticamente todas as versões receberam novos detalhes de acabamento ou novos equipamentos de série.

Sua plataforma é uma variação global da Gamma II da General Motors e é a mesma aplicada aos Chevrolet Onix 2019, Chevrolet Cobalt 2019 e Chevrolet Spin 2019.

O modelo vem sendo – assim como seu irmão Onix – bastante desejado pelos consumidores que querem um modelo compacto e com um bom porta-malas, mas que também tenha performance adequada, espaço interno, conforto e, especialmente, conectividade a bordo.

Fabricado em Gravataí-RS, o Chevrolet Prisma 2019 é feito junto com o Onix 2019 e está em sua segunda geração, já que a primeira era derivada do Celta, modelo popular vendido no Brasil e feito igualmente no Rio Grande do Sul até poucos anos atrás.

Com o hatch atual, o sedã faz uma dupla imbatível, que recentemente recebeu atualização visual, bem como estrutura reforçada e diversas alterações para reduzir consumo de combustível.

Prisma Advantage para PCD – Detalhes

Com 4,27 m de comprimento, 1,70 m de largura, 1,48 m de altura e 2,52 m de entre eixos, o Chevrolet Prisma 2019 tem um estilo atualizado bem interessante, oferecendo um bom porta-malas com 500 litros de capacidade, assim como peso baixo, variando de 1.035 kg até 1.085 kg, tendo ainda tanque de combustível de 54 litros.

A frente é baixa e recebe faróis monoparabola com opção de LEDs diurnos, grade dividida com logotipia da Chevrolet, detalhes cromados, para-choque com grandes ressaltos nas laterais e faróis de neblina circulares.

O Chevrolet Prisma 2019 conta com vincos bem pronunciados sobre as saias de rodas, bem como boa área envidraçada e colunas reforçadas. As rodas de liga leve aro 15 polegadas têm desenho harmônico e os pneus 185/65 R15 dispõe de sensores para medição de pressão. Eles também são de baixa resistência à rolagem.

Na traseira, o Chevrolet Prisma 2019 apresenta lanternas compactas e redesenhas com iluminação eficiente, bem como tampa do porta-malas com defletor de ar natural e logotipia Chevrolet.

O para-choque tem refletores noturnos, bem como câmera de ré e suporte para placa. O aplique central é preto e os retrovisores são na cor do carro, mas sem repetidores de direção. No teto, há também uma antena ajustável para o sistema de áudio.

Prisma Advantage para PCD – Novidades

O Chevrolet Prisma 2019 foi anunciado em junho com novidades. De acordo com a marca, o carro recebeu mudanças nos quesitos mais valorizados pelos consumidores, o que inclui novos recursos visuais, de comodidade e de segurança.

Agora todas as versões do Prisma 2019 saem de fábrica com encosto de cabeça e cinto de três pontos para os cinco ocupantes e sistema Isofix com Top Tether para fixação de cadeirinhas infantis no banco traseiro.

Com exceção do modelo Prisma Joy 2019, todas as outras configurações incorporam painel de instrumentos com iluminação True White, nova chave multifuncional tipo canivete dobrável igual a usada pelo Cruze e nova opção de pintura Azul Infinity para a carroceria.

O modelo mais caro da linha, o Prisma LTZ 2019, agora é equipado com um novo acabamento em preto brilhante para as rodas de liga-leve e também adesivo na coluna “B” também em preto brilhante. Outra novidade fica por conta da introdução das lâmpadas dos faróis do tipo Blue Vision.

Pulando para o lado de dentro, há um novo revestimento premium para os bancos, com couro sintético predominante.

Os modelos Prisma LT 2019 e Prisma Advantage 2019 também receberam novidades. Os dois receberam bancos com revestimento híbrido, que mistura tecido convencional e couro, além de gráfico estilizado em alto relevo.

O Prisma LT 2019 foi o que mais recebeu novidades. Assim como o Onix 2019, ele adota rodas de liga-leve de 15 polegadas, grade frontal com moldura cromada, retrovisores externos com ajuste elétrico, computador de bordo e central multimídia MyLink com câmera de ré integrada (além de tela sensível ao toque de sete polegadas, Android Auto e Apple CarPlay).

Nas versões Advantage, LT e LTZ, o Prisma 2019 dispõe também de itens como vidros elétricos e travas elétricas com controle remoto, sistema de monitoramento da pressão dos pneus, alerta de mudança de marcha, banco do motorista com regulagem de altura, cinto do motorista com ajuste de altura, direção com assistência elétrica, entre outros.

Já no caso do Chevrolet Prisma Joy 2019, o modelo mais em conta da gama do sedã compacto, as novidades também são estéticas, de acabamento e nos equipamentos de série. No visual, há faróis com máscara negra, lanternas traseiras escurecidas e calotas herdadas do antigo Prisma LT 2018 (o modelo 2019 traz rodas de liga-leve).

O interior agora dispõe de novo revestimento nos bancos. Já a lista de equipamentos agrega preparação para sistema de som, encosto de cabeça e cinto de três pontos para o quinto ocupante e sistema Isofix com Top Tether.

Vale lembrar que o Prisma Joy oferece também direção elétrica, vidros dianteiros e travas elétricas, painel de instrumentos com velocímetro digital, monitoramento da pressão dos pneus, ar-condicionado, entre outros.

Prisma Advantage para PCD – Versões

O Chevrolet Prisma 2019 é vendido nas versões Joy 1.0, Advantage 1.4, LT 1.4 e LTZ 1.4, estas últimas tendo opção de câmbio manual ou câmbio automático. A versão Joy 1.0 ainda tem a carroceria da versão anterior, sem novos faróis e novas lanternas traseiras.

Esta versão é bem mais simples, não tendo nem sequer travas elétricas, embora tenha vidros elétricos. Não há rádio ou qualquer outro itens de conforto, exceto ar-condicionado e direção elétrica.

Ele dispõe do aplicativo OnStar, mas as funcionalidades são todas agregadas ao aparelho móvel, desde que conectado ao veículo.

A Advantage traz mudanças no visual, empregando lentes escurecidas nos faróis, bem como pintura em preto brilhante nas colunas B e retrovisores. As rodas são de aço, mas as calotas são escurecidas.

Por dentro, o Prisma recebe rádio simples com USB e Bluetooth, além de trio elétrico (menos vidros traseiros), ar-condicionado e direção elétrica.

Já nas versões LT e LTZ, ambas com motor 1.4, o Chevrolet Prisma 2019 tem o visual atualizado, com frente baixa, novos faróis com LEDs diurnos, grade remodelada, para-choques novos, assim como lanternas.

O painel é igual em todos, exceto o volante no Joy. Estas opções tem mais equipamentos, destacando-se a multimídia MyLink II com os sistemas Android Auto e Car Play, bem como os diversos serviços do OnStar, que podem ser reproduzidos na tela da central de entretenimento. Com estas versões, o sedã da GM tem um pacote enxuto na gama e sem opcionais, embora possua vários acessórios.

Prisma Advantage para PCD – Equipamentos

Chevrolet Prisma Joy 1.0 2019: oferece motor 1.0 flex com câmbio manual de seis marchas, além de airbag duplo, alarme antifurto, cintos dianteiros com ajuste de altura, cinto de três pontos e encosto de cabeça para os cinco ocupantes, freios ABS com EBD, Isofix com Top Tether, monitoramento da pressão dos pneus, rodas de aço de 14 polegadas com calotas, ar-condicionado, desembaçador elétrico temporizado do vidro traseiro, direção elétrica progressiva, indicador de troca de marchas, vidros dianteiros e travas elétricas das portas e da tampa de combustível, banco traseiro rebatível e preparação para instalação de rádio.

Chevrolet Prisma Advantage 1.4 AT 2019: recebe motor 1.4 flex e câmbio automático de seis marchas e recursos como vidros dianteiros com one touch, anti esmagamento e abertura e fechamento automático pela chave, chave dobrável tipo canivete, painel de instrumentos com iluminação True White, rodas de aço de 15 polegadas com calotas integrais escurecidas, retrovisores em preto brilhante, banco do motorista com ajuste de altura, colunas B em preto brilhante, grade frontal com detalhes em prata, volante com ajuste de altura, bancos em tecido e couro, entre outros.

Chevrolet Prisma LT 1.4 2019: traz motor 1.4 e câmbio manual, mais lanterna de neblina, detalhes internos cromados, rodas de liga-leve de 15 polegadas, abertura do porta-malas por controle remoto, central multimídia MyLink com Android Auto, Apple CarPlay e câmera de ré, volante multifuncional, retrovisores externos com ajuste elétrico e computador de bordo.

Chevrolet Prisma LT 1.4 AT 2019: recebe câmbio automático de seis marchas com opção de troca manual por meio da alavanca e controle de cruzeiro com comandos no volante.

Chevrolet Prisma LTZ 1.4 2019: conta ainda com bancos revestidos em material premium, lâmpadas dos faróis do tipo Blue Vision, rodas de liga-leve com acabamento diamantado, volante com revestimento premium, faróis com guia de LED, vidros elétricos nas portas traseiras e sistema OnStar com pacote Exclusive.

Chevrolet Prisma LTZ 1.4 AT 2019: adota câmbio automático de seis marchas com opção de troca manual por meio da alavanca e controle de cruzeiro com comandos no volante.

Chevrolet Prisma 2019 vem nas cores Preto Ouro Negro, Prata Switchblade, Cinza Graphite, Vermelho Carmin, Azul Imperial e Branco Summit, sendo esta última sólida com preço de R$ 650 e as demais metálicas, que custam R$ 1.400, exceto Preto Ouro Negro.

Prisma Advantage para PCD – Sistema OnStar

O sistema OnStar está disponível para o Chevrolet Prisma 2019 nos pacotes Safe, Protect e Exclusive.

O pacote Safe é o mais básico e oferecido somente para a versão Joy, que não possui sistema de rádio e nem multimídia MyLink II. Custando R$ 50,00 por mês, esse serviço utiliza o smartphone e apresenta os seguintes itens: assistência 24 horas contra roubo ou furto com rastreamento do veículo, verificação da manutenção e sistemas do veículo, sensores de prevenção de roubo e OnStar App (alertas de movimento, valet, velocidade, sigam-me, localize-me, atendimento e informações).

Já o Pacote Protect (de série no Chevrolet Prisma LT 2019), custa R$ 65,00 por mês. Este adiciona acionamento de luzes e buzinas de forma remota, travamento e fechamento de portas, navegação, monitoramento em rota e destino seguro (determinado pelo proprietário), chamada de emergência, resposta automática à acidentes, assistência 24 horas para panes e defeitos, botão de emergência e Bom Samaritano, função que permite avisar a central de emergência sobre um acidente envolvendo pessoas de outros veículos.

Por fim, o Pacote Exclusive (de série no Chevrolet Prisma LTZ 2019), custa R$ 80,00 e adiciona os seguintes itens: navegação por seta diretamente no MyLink, navegação integrada ao MyLink por meio do ícone do OnStar, pontos de interesse, navegação no OnStar App e concierge com assistente 24 horas para os mais variados pedidos, incluindo remédios, locais que ainda estejam abertos, pedidos online, orientação sobre trânsito ou locais desconhecidos, pedidos de ajuda, entre outros.

Prisma Advantage para PCD – Preços

Confira abaixo os preços da linha Chevrolet Prisma 2019:

Chevrolet Prisma Joy 1.0 2019: R$ 49.590
Chevrolet Prisma Advantage 1.4 AT 2019: R$ 60.590
Chevrolet Prisma LT 1.4 2019: R$ 59.890
Chevrolet Prisma LT 1.4 AT 2019: R$ 65.490
Chevrolet Prisma LTZ 1.4 2019: R$ 64.990
Chevrolet Prisma LTZ 1.4 AT 2019: R$ 70.690

Prisma Advantage para PCD – Motor

O Chevrolet Prisma 2019 vem equipado com dois propulsores já bem conhecidos do mercado nacional. Eles fazem parte ainda a Família I da General Motores e possuem concepção dos anos 90.

Mas, a montadora americana fez ajustes nestes propulsores há alguns anos e mais recentemente em 2016.

Eles ganharam aperfeiçoamentos no comando de válvulas, novos pistões, bielas, virabrequim com nova usinagem em aço fundido, anéis de pistão redesenhados, óleo lubrificante menos espesso, bem como modificações nos coletores e ajuste da eletrônica da ECU.

O Chevrolet Prisma 2019 também recebeu modificações no subframe que sustenta os motores, assim como nos coxins.

O pacote de ajustes no Chevrolet Prisma 2019 em 2016 ainda compreende o uso de mais aços de alta resistência, bem como defletores de ar sob o chassi, redução do coeficiente aerodinâmico, alternador com sistema de proteção elétrica, gerenciamento da bateria com recuperação de energia, pneus de baixa resistência à rolagem, nova calibração de molas e amortecedores, rolamentos de menos resistência ao atrito e uma nova arquitetura elétrica da plataforma.

O motor 1.0 MPI da General Motors tem quatro cilindros em linha, cabeçote com oito válvulas e comando de válvulas com variador de posição. Além disso, possui injeção eletrônica indireta de combustível, entregando assim 78 cv com gasolina ou 80 cv com etanol, ambos obtidos a 6.400 rpm.

Já os torques são de 9,5 kgfm na gasolina e 9,8 kgfm no etanol, ambos a altos 5.200 rpm. Mesmo sendo obtidos em rotações altas, o pequeno motor oferece boa carga de força em baixa. Além disso, o Chevrolet Prisma 2019 vem com transmissão manual de seis marchas.

Isso confere ao sedã compacto uma performance interessante na versão Joy, obtendo mais rendimento do motor com uma sexta marcha, reduzindo assim seu esforço em estrada e permitindo encurtar mais as outras marchas, melhorando a condução na cidade.

Assim, o Prisma Joy 2019 faz de 0 a 100 km/h em 13,4 segundos e tem máxima de 167 km/h. Os consumos são de 12,9 km/l e 15,6 km/l com gasolina, respectivamente cidade e estrada, bem como 9,0 km/l e 11,1 km/l com etanol, respectivamente cidade e estrada.

Já o motor 1.4 MPI da General Motors equipa as versões LT, LT Automática, LTZ e LTZ Automática do Chevrolet Prisma 2019, tendo também quatro cilindros em linha, cabeçote com oito válvulas e comando de válvulas com variador de posição de abertura e fechamento. Tem igualmente injeção eletrônica indireta flex, entregando assim 98 cv com gasolina ou 106 cv com etanol, ambos obtidos a 6.000 rpm.

Já os torques são de 12,9 kgfm na gasolina e 13,9 kgfm no etanol, ambos a altos 4.800 rpm. Como você pode perceber, esses números até que são modestos e ainda assim obtidos em rotações altas, mas o longevo motor – que um dia equipou Celta e o Prisma antigo –  oferece boa disposição em baixas rotações, sendo suficiente para as pretensões do modelo.

Além disso, o Chevrolet Prisma 2019 tem a ajuda da moderna transmissão manual de seis marchas.

Com ela, o sedã compacto entrega uma performance, mas apenas nas versões LT e LTZ, obtendo assim melhor rendimento do motor na sexta marcha, mantendo o giro baixo em estrada e saías mais vigorosas com o encurtamento das demais marchas, garantindo boa condução na cidade.

Dessa forma, o Chevrolet Prisma 1.4 2019 faz de 0 a 100 km/h em 10,5 segundos e tem máxima de 180 km/h. Os consumos são de 12,9 km/l e 15,4 km/l com gasolina, respectivamente cidade e estrada, bem como 8,8 km/l e 10,7 km/l com etanol, respectivamente cidade e estrada.

Mas, o Chevrolet Prisma 1.4 2019 tem ainda à disposição a transmissão automática GF6-3 da General Motors. Equipada com conversor de torque, a caixa hidramática tem seis velocidades e uma programação focada no conforto ao dirigir e na economia.

Além disso, ela possui opção de mudanças manuais na própria alavanca, através de um botão. O sistema é chamada “Active Select”, mas é pouco intuitivo, pois não apresenta os bons paddle shifts no volante, como acontece nos Chevrolet Cruze 2019 e Chevrolet Cruze Sport6 2019.

Com essa transmissão, que possui sistema de dupla redução e identificação de condução para segurar marchas, a fim de proporcionar melhor retomada ou ultrapassagens, o sedã faz de 0 a 100 km/h em 11,9 segundos com velocidade máxima de 171 km/h.

Os consumos do Chevrolet Prisma 1.4 AT 2019 são de 11,9 km/l e 14,7 km/l com gasolina, respectivamente cidade e estrada, bem como 8,1 km/l e 10,2 km/l com etanol, respectivamente cidade e estrada.

Prisma Advantage para PCD – Desempenho

Aceleração de 0-100 km/h

  • Chevrolet Prisma 1.0 2019 – 13,4 segundos (etanol)
  • Chevrolet Prisma 1.4 2019 – 10,5 segundos (etanol)
  • Chevrolet Prisma 1.4 AT 2019 – 11,9 segundos (etanol)

Velocidade máxima 

  • Chevrolet Prisma 1.0 2019 – 167 km/h (etanol)
  • Chevrolet Prisma 1.4 2019 – 180 km/h (etanol)
  • Chevrolet Prisma 1.4 AT 2019 – 171 km/h (etanol)

Prisma Advantage para PCD – Consumo

Motor 1.0

Consumo gasolina
Consumo cidade 12,9 km/l
Consumo estrada 15,6 km/l

Consumo álcool
Consumo cidade 9,0 km/l
Consumo estrada 11,1 km/l

Motor 1.4

Consumo gasolina
Consumo cidade 12,9 km/l
Consumo estrada 15,4 km/l

Consumo álcool
Consumo cidade 8,8 km/l
Consumo estrada 10,7 km/l

Motor 1.4 AT

Consumo gasolina
Consumo cidade 11,9 km/l
Consumo estrada 14,7 km/l

Consumo álcool
Consumo cidade 8,1 km/l
Consumo estrada 10,2 km/l

Prisma Advantage para PCD – Ficha Técnica

Motor

Motor 1.0

Motor 1.4

Motor 1.4 AT6

Tipo

Dianteiro transversal, Gasolina e Etanol

Dianteiro transversal, Gasolina e Etanol

Dianteiro transversal, Gasolina e Etanol

Número de cilindros

4 em linha

4 em linha

4 em linha

Cilindrada em cm3

999

1389

1389

Válvulas

8

8

8

Taxa de compressão

12,6:1

12,6:1

12,6:1

Injeção eletrônica de combustível

Multiponto

Multiponto

Multiponto

Potência Máxima Líquida (ABNT NBR 5484)

Gasolina: 78 cv @ 6400 rpm / Etanol: 80 cv @ 6400 rpm

Gasolina: 98 cv @ 6000 rpm / Etanol: 106 cv @ 6000 rpm

Gasolina: 98 cv @ 6000 rpm / Etanol: 106 cv @ 6000 rpm

Torque Máximo Líquido (ABNT NBR 5484) 

Gasolina: 9,5 kgfm @ 5200 rpm / Etanol: 9,8 kgfm @ 5200 rpm

Gasolina: 12,9 kgfm @ 4800 rpm / Etanol: 13,9 kgfm @ 4800 rpm

Gasolina: 12,9 kgfm @ 4800 rpm / Etanol: 13,9 kgfm @ 4800 rpm

Transmissão

Tipo

Manual 6 marchas

Manual 6 marchas

Automática 6 marchas

Freios

Tipo

Disco ventilado / tambor

Disco ventilado / tambor

Disco ventilado / tambor

Direção

Tipo

Elétrica

Elétrica

Elétrica

Suspensão

Dianteira

McPherson, independente com barra estabilizadora

McPherson, independente com barra estabilizadora

McPherson, independente com barra estabilizadora

Traseira

Eixo de torção

Eixo de torção

Eixo de torção

Rodas e Pneus

Rodas

Aço aro 14 polegadas

Liga Leve aro 15 polegadas

Liga Leve aro 15 polegadas

Pneus

185/70 R14

185/65 R15

185/65 R15

Dimensões

Comprimento total (mm)

4275

4275

4275

Largura sem retrovisores (mm)

1705

1705

1705

Altura (mm)

1484

1484

1484

Distância entre os eixos (mm)

2528

2528

2528

Capacidades

Porta-malas (litros)

500

500

500

Tanque (litros)

54

54

54

Carga útil, com 5 passageiros mais bagagem (kg)

375

375

375

Peso em ordem de marcha (kg)

1035

1054

1085

Coeficiente de penetração aerodinâmica (Cx)

0,33

0,33

0,33

Prisma Advantage para PCD – Manutenção e Revisão

Revisão

Custo

Quilometragem

Motor 1.0

Motor 1.4

Motor 1.4 AT6

10.000 km

R$ 240

R$ 240

R$ 240

20.000 km

R$ 476

R$ 476

R$ 476

30.000 km

R$ 632

R$ 632

R$ 632

40.000 km

R$ 456

R$ 456

R$ 456

50.000 km

R$ 400

R$ 400

R$ 400

60.000 km

R$ 976

R$ 976

R$ 976

 

Fonte: Noticias Automotivas

 

Conheça também:

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-audi/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-bmw/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-chery/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-chevrolet/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-citroen/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-fiat/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-ford/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-honda/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-hyundai/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-jeep/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-kia/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-land-rover/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-mercedes-benz/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-mitsubish/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-nissan/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-peugeot/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-renault/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-toyota/

SPIN LT para PCD

SPIN LT para PCD

Az Isenções –  Imagem meramente ilustrativa

 

SPIN LT para PCD

A Chevrolet irá disponibilizar nova versão do SPIN LT para PcD. Essa nova versão é baseada na versão LT e conta com o principais recursos da versão LT.

A nova versão do Chevrolet Spin 2019 para PCD ainda não conta com uma nomenclatura definida. Seu preço será abaixo do teto de R$ 70 mil, para que assim se enquadre nas duas isenções (IPI e ICMS).

Muito procurada pelas famílias que necessitam de espaço mais generoso, a Spin geralmente aparece sempre no top 50 dos automóveis mais vendidos, no mês passado (Novembro/18), o modelo está ocupando a 15ª posição no ranking com 4.179 unidades vendidas.

Essa nova configuração da Spin, é equipado com já conhecido motor 1.8 Flex de até 111 cavalos de potência e 17,7 kgfm de torque e transmissão automática de seis marchas.

A nova Spin para PCD traz os principais itens, ar-condicionado, direção com assistência elétrica, computador de bordo, piloto automático, trio elétricos, banco traseiro corrediço, rodas de alumínio aro 15″.

Além de Rack de teto, airbags frontais, Isofix, freios ABS com EBS, grade dianteira pintada em cinza, central multimídia MyLink com espelhamento para Apple CarPlay e Android Auto.

A Chevrolet irá disponibiliza acessórios para ser instalados a parte nas concessionárias. Alguns deles são: câmera de ré, alerta de ponto cego, sensor de estacionamento traseiro e dianteiro, frisos laterais, tapetes de carpete, faróis de neblina e dentre outros.

Fonte: Noticias Automotivas

 

Conheça também:

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-audi/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-bmw/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-chery/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-chevrolet/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-citroen/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-fiat/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-ford/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-honda/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-hyundai/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-jeep/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-kia/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-land-rover/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-mercedes-benz/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-mitsubish/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-nissan/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-peugeot/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-renault/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-toyota/

ONIX TURBO AT para PCD

ONIX TURBO AT para PCD

Novo Chevrolet Onix Hatch PCD 2020

Az Isenções –  Imagem meramente ilustrativa

 

ONIX TURBO AT para PCD

Líder de vendas no mercado brasileiro desde o ano de 2015 e encaminhando o quinto ano seguido de liderança, com uma breve vantagem sobre o vice Hyundai HB20, chega ao Brasil a sua segunda geração repleta de novidades que prometem balançar mais ainda a concorrência; Estamos falando do Chevrolet Onix Hatch PcD 2020, agora com diversos ganhos em tecnologia, motorização, segurança e demais quesitos.

Contudo, a geração anterior se mantém em linha com a versão Joy, mas com o facelift realizado pela marca em 2016, mas aqui nos dedicaremos a comentar sobre a novidade maior do momento. Maior e mais tecnológico, o Onix Hatch PcD 2020 quer sua liderança ainda mais expandida e consolidada, subindo de patamar e mirando modelos que até seu lançamento eram tão superiores quanto, como VW Polo e Toyota Yaris. Cabe ressaltar a evolução na segurança do modelo, garantindo nota máxima nos testes do Latin NCAP.

Apesar de ainda não termos obtido valores com isenções de impostos para PcD, o hatch já chama atenção de quem procura um modelo para adquirir, não só ele como o Plus, variante sedan do modelo, com nome novo para distanciar do Prisma Joy, ainda em linha. Recheado de itens de série desde a versão de entrada, inclusive com opção turbo, acompanhe todos os detalhes do modelo que em Novembro estará à disposição nas lojas.

ONIX TURBO AT para PCD: Versões

  • Chevrolet Onix 1.0 MT6
  • Chevrolet Onix LT 1.0 MT6
  • Chevrolet Onix LT I 1.0 MT6
  • Chevrolet Onix LT II 1.0 MT6
  • Chevrolet Onix LT II 1.0 MT6
  • Chevrolet Onix LT III 1.0 MT6
  • Chevrolet Onix 1.0 Turbo AT6
  • Chevrolet Onix  LT 1.0 Turbo MT6
  • Chevrolet Onix LT 1.0 Turbo AT6
  • Chevrolet Onix LTZ 1.0 Turbo MT6
  • Chevrolet Onix LTZ 1.0 Turbo AT6
  • Chevrolet Onix Premier I 1.0 Turbo AT6
  • Chevrolet Onix Premier II 1.0 Turbo AT6
  • Chevrolet Onix Premier III 1.0 Turbo AT6

ONIX TURBO AT para PCD: Novidades

Como dito anteriormente, o tetracampeão de vendas do Brasil traz uma infinidade de novidades e com uma grande sacada da marca: não cobrar a mais por isso, ou seja, todas as versões do modelo que possuíam versão correspondente na geração anterior não sofreram aumentos.

O modelo está maior, entre-eixos ampliado, porta-malas mais generoso, entre outras diferenças no quesito tamanho. Quanto a segurança do modelo, questionada desde o teste de colisão da geração antiga, a Chevrolet teve um cuidado super especial, trazendo seis airbags de série em todas as versões, além de controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa e da construção sob a nova plataforma GEM, podendo proporcionar maior segurança aos ocupantes.

O visual está mais arrojado, com um toque maior de esportividade e remetendo-se ao Cruze Hatch, hatch médio da Chevrolet, porém o Onix apresenta identidade própria, tanto aqui quanto no Plus. Na tecnologia, o modelo traz novidades para o segmento, como assistente de estacionamento autônomo, partida remota, carregamento de celular por indução, sensor de ponto cego e conexão Wi-Fi nativa. Além desses aperfeiçoamentos, traz motorizações renovadas, sendo uma aspirada e outra turbinada.

ONIX TURBO AT para PCD: Especificações

Para a nova geração do modelo, a Chevrolet traz duas opções de motor da família Ecotec completamente novas, ambas 1.0 e possuindo três cilindros. A primeira, aspirada, possui rendimento de até 82 cavalos de potência com 10,6 kgfm de torque. Pode ser aliada somente a uma transmissão manual de seis marchas. Tal motor entra no lugar do antigo 1.0 tetracilíndrico derivado da Família I.

A segunda motorização é a 1.0 Turbo Flex com bloco de alumínio, cabeçote com duplo comando variável de válvulas, entre outras tecnologias, que possui até 116 cavalos de potência com torque de 16,8 kgfm, talvez essa opção seja a que mais gerou e está gerando alvoroço, uma vez que seu propósito maior é oferecer desempenho bom com uma eficiência considerável. Inclusive, com médias oficiais de consumo reveladas (abordaremos adiante), é o turbo mais econômico do Brasil, segundo dados INMETRO.

ONIX TURBO AT para PCD: Dimensões

Como dito acima, o modelo cresceu para mirar um patamar mais elevado, alcançando um público cada vez mais exigente na aquisição do seu veículo, por isso a marca se preocupou em tornar o Onix uma opção para atender ainda mais gostos e bolsos.

Apesar de já sabermos disso, as dimensões reais só serão divulgadas posteriormente, mas podemos esperar medidas otimistas e generosas, aproximando-se de modelos de nível acima do atual best seller da marca americana.

ONIX TURBO AT para PCD: Equipamentos

Chevrolet Onix 1.0 MT6

Desde a versão de entrada o hatch dispõe de airbags frontais, laterais e de cortina (totalizando seis), controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa e sistema ISOFIX para a fixação de cadeirinhas infantis, isso falando da segurança.

Conta ainda com ar-condicionado manual, direção elétrica, vidros elétricos com função one-touch, travas elétricas, computador de bordo, chave canivete, duas entradas USB (dianteira e traseira), lanterna de neblina, banco traseiro bipartido, desembaçador traseiro, rádio simples com Bluetooth e comandos no volante, rodas de aço com calotas de 15 polegadas entre outros itens.

Chevrolet Onix LT (base, I, II e III) 1.0 MT6

A versão LT de base do modelo adiciona a novíssima multimídia MyLink 3 com tela de sete polegadas com tela touchscreen, nova interface, espelhamento de celulares via Android Auto e Apple CarPlay, entre outras funcionalidades. Já o LT I traz como complementos a chave presencial com partida por botão, acendimento automático dos faróis, câmera de ré e carregador wireless para celulares.

O Onix LT II agrega o sistema concierge OnStar e o Wi-Fi integrado com internet 4G disponibilizada pela operadora Claro com três meses de gratuidade e 3GB de franquia, para renovar após esse tempo o cliente poderá escolher entre quatro planos de internet, começando em R$ 29,90 e 2GB de franquia. A versão LT III, a mais completa com motor aspirado traz ainda rodas de liga leve de 15 polegadas e faróis de neblina.

Chevrolet Onix 1.0 Turbo AT6

A versão de entrada com motorização turbo conta com os mesmos itens da versão de entrada 1.0 aspirada, mas troca o câmbio manual por um automático também de seis marchas. Seu foco maior são as vendas diretas, inclusive PcD, mas havemos outras versões no teto de R$ 70.000.

Chevrolet Onix LT 1.0 Turbo MT6/AT6

Essa versão agrega em relação à versão acima os seguintes itens: faróis de neblina, rodas de liga leve de 15 polegadas, OnStar e Wi-Fi 4G integrado. Com câmbio automático são adicionados o controle de velocidade de cruzeiro (piloto automático) e volante com revestimento premium.

Chevrolet Onix LTZ 1.0 Turbo MT6/AT6

A versão mais completa com motor turbo e câmbio manual adiciona chave presencial com partida por botão, câmera de ré, carregador wireless e acendimento automático dos faróis. Com câmbio automático agrega controle de velocidade de cruzeiro (piloto automático) e volante com revestimento premium.

Chevrolet Onix Premier (I, II e III) 1.0 Turbo AT6

A primeira versão Premier, nomenclatura dada pela Chevrolet para o topo da gama de seus veículos, traz como diferenciais a roda de liga leve de 16 polegadas, farol com projetor, luz dianteira de posição e lanternas traseiras em LED, além de bancos híbridos (mesclando couro e tecido). O Premier II ainda traz ar-condicionado digital, alerta de ponto cego, assistente de estacionamento autônomo, bancos em couro e interior nas cores preto e caramelo.

O Onix Premier III, o mais completo de fato, traz os itens da versão Premier II, mas troca o interior preto com caramelo pelo interior preto com cinza.

ONIX TURBO AT para PCD: Preços

VersãoPreços públicosPreços PcD ainda indisponíveis
1.0 MT6R$ 48.490
LT 1.0 MT6R$ 51.590
LT I 1.0 MT6R$ 53.790
LT II 1.0 MT6R$ 54.625
LT III 1.0 MT6R$ 55.590
Turbo 1.0 AT6R$ 55.590
LT Turbo 1.0 MT6R$ 57.590
LT Turbo 1.0 AT6R$ 62.890
LTZ Turbo 1.0 MT6R$ 60.990
LTZ Turbo 1.0 AT6R$ 66.290
Premier I Turbo 1.0 AT6R$ 69.990
Premier II Turbo 1.0 AT6R$ 72.990
Premier III Turbo 1.0 AT6R$ 72.990

ONIX TURBO AT para PCD: Consumo

As médias de consumo divulgadas são do Onix Plus com câmbio automático e motor turbo:

  • Etanol: 8,6 km/l em cidade e 10,9 km/l em estrada
  • Gasolina: 12 km/l em cidade e 15,7 km/l em estrada

ONIX TURBO AT para PCD: Preço Revisão

Quanto às revisões do modelo, a Chevrolet garante que até 60.000 km os valores estão 8% menores que os valores respectivos à geração anterior e o tempo para a mão de obra reduziu 16%. Outra novidade é o intervalo de revisões aumentado para 10.000 km, ante 5.000 km.

ONIX TURBO AT para PCD: Ficha Técnica

Motores: 1.0 aspirado e 1.0 turbo
Cilindradas: N/D
Potências: 82 cv e 116 cv
Torques Max.: 10,6 kgfm e 16,8 kgfm
Transmissões: manual e automática com seis marchas em ambas
Direção: Elétrica
Suspensão: N/D
Freios: Discos ventilados na dianteira e tambor na traseira, ABS
Rodas: R15 e R16
Dimensões: N/D
Capacidade do tanque: N/D
Porta-malas: N/D
Peso ordem de marcha: N/D

Fonte: Noticias Automotivas

 

Conheça também:

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-audi/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-bmw/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-chery/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-chevrolet/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-citroen/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-fiat/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-ford/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-honda/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-hyundai/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-jeep/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-kia/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-land-rover/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-mercedes-benz/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-mitsubish/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-nissan/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-peugeot/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-renault/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-toyota/