Honda WRV EX CVT para PCD

Honda WRV EX CVT para PCD

Az Isenções –  Imagem meramente ilustrativa

 

Honda WRV EX CVT para PCD

O Honda WRV EX CVT para PCD está disponível no mercado brasileiro em duas versões de acabamento, a EX e a EXL. Em ambos os casos, o modelo oferece um motor 1.5 litro flex i-VTEC e câmbio automático CVT.

Diferente de outros projetos vistos por aqui, o crossover nasceu com base no Honda Fit, do qual compartilha diversos componentes, incluindo a plataforma e a estrutura da carroceria.

A estratégia, que nasceu na China, é converter um hatch ou minivan – nesse caso – em crossover com a adição de uma frente alta, grade e para-choques mais parrudos, além de conjunto ótico totalmente novo.

Levantando-se a suspensão, obtêm-se um veículo novo, mas sem ter que gastar o que normalmente é aplicado em um projeto nascido apenas sobre a mesma plataforma.

Assim, a origem do Honda WRV 2020 é o Honda Fit, que nasceu em 2001 como uma minivan japonesa voltada para o mercado internacional.

O projeto levou em consideração o habitáculo como foco para se criar o carro, que chamava atenção por seu tanque central, motor 1.3 i-DSI estreito e com 8 velas, refrigeração selada, direção elétrica, câmbio CVT (incluindo uma versão com sete marchas virtuais trocadas no volante) e tração nas quatro rodas com suspensão traseira De Dion.

Agora, o Honda WRV 2020 surge como um projeto tocado pelo Brasil, mas que levou em consideração o mercado indiano, onde há limitação de tamanho em 4,00 m, por isso, lá ele terá 1 cm a menos, 3,99 m no total.

Com o bom espaço do Fit e seu porta-malas, o crossover tem estrutura leve e segura, além de bom rendimento energético. Confira abaixo os detalhes do modelo.

Honda WRV EX CVT para PCD – Detalhes

O Honda WRV 2020 apresenta uma personalidade própria quando se observa sua frente, embora seja muito parecido com o Honda Fit, especialmente por herdar as portas, retrovisores, vincos laterais, janelas, vigias nas colunas A, para-brisa, entre outros.

O olhar é agressivo, que não faz lembrar nem o Honda HRV e muito menos o monovolume do qual deriva.

Já a traseira, a substituição dos refletores nas laterais da vigia, que eram extensão das lanternas no Fit, deram ao crossover mais individualidade. O para-choque bem rente à tampa traseira, o que prejudica numa eventual colisão de baixo impacto, podendo assim avariar a tampa do bagageiro.

Isso foi corrigido no Fit 2020.

O Honda WRV 2020 ganhou uma cara mais aventureira, algo mais fora da cidade que o HR-V, bem focado no asfalto. O para-choque passa uma impressão visual mais robusta, assim como a suspensão elevada e as barras no teto.

As rodas de liga leve aro 16 têm desenho esportivo e atraente, usando assim pneus 195/60.

Por dentro, o Honda WRV 2020 tem um ambiente similar ao do Fit. O espaço é generoso e a ergonomia é boa. A multimídia chama atenção por apresentar hot spot Wi-Fi e SD Card, além de navegador GPS, câmera de ré, Bluetooth, entre outros.

O quadro de instrumentos é bem completo e tem luzes indicadoras de eficiência e econômetro.

O Honda WRV 2020 tem padronagem de tecido, que apresenta um material navalhado em tonalidade laranja ou prata, ambas mescladas com a cor preta. Os materiais são mais resistentes.

Completo, o volante é revestido em couro, tendo inclusive comandos de computador de bordo, mídia, telefonia e piloto automático.

No restante do interior, o WRV 2020 passa a impressão de espaço e conforto, tendo o sistema ULTRa SEAT, que permite colocar objetos altos ou longos de forma muito fácil com o ajuste do banco traseiro.

Os encostos dianteiros também se encaixam no assento traseiro. Para cadeiras infantis, há Isofix e Top Tether. Cinto de segurança de três pontos e apoio para a cabeça do quinto passageiro estão lá.

Com 363 litros, o bagageiro tem um bom volume para suas pretensões. Medindo 4,00 m de comprimento, o WRV 2020 é um pouco maior que o Fit, além de ser mais alto (1,59 m), já que a suspensão foi elevada (17,9 cm e relação ao solo).

Seu entre eixos é 2,5 cm maior, embora não seja perceptível visualmente. Ele é 4 cm mais largo que o Fit, graças ao aumento das bitolas. A percepção de espaço interno em comparação com o monovolume não foi alterada.

Vários componentes para aumentar a robustez e ampliar a proteção contra impactos foram introduzidos, para que o Honda WRV 2020 seja mais valente no fora de estrada ou no dia a dia de nossas ruas e estradas lunares.

 Ele ganhou um novo sistema de direção elétrica com resposta mais direta, além de mais bem fixado no subframe.

Os braços de suspensão na dianteira foram reforçados, assim como o eixo de torção na traseira, que ficou mais espesso e rígido. O Honda WRV 2020 ganhou duas barras laterais sob o posto do motorista e passageiro, assim como outra após o tanque, a fim de ar mais proteção ao assoalho.

A barra protetora atrás do acabamento do para-choque é bem rígida. Diferentemente do Fit 2020, os amortecedores possuem batentes hidráulicos.

Honda WRV EX CVT para PCD – Novidades

O Honda WRV 2020 chega com a proposta de ser um crossover de entrada com foco mais aventureiro que o HRV, que é orientado mais para uso urbano e rodoviário.

Por ter nascido no meio de vida da atual geração do Fit – a terceira – o modelo deve ser o último dessa base à mudar para a nova geração, que certamente terá o motor 1.0 i-VTEC Earth Dream Turbo de até 130 cv. Quem sabe o desenvolvimento do próximo Fit traga ao crossover uma identidade própria com estilo e carroceria diferentes.

Honda WRV EX CVT para PCD – Versões

O Honda WRV 2020 se apresenta em duas versões apenas, mas pode ser que no futuro tenha a esperada versão LX e quem sabe até uma Personal com preço abaixo de R$ 70 mil para clientes PCD e quem não pode pagar os R$ 80 mil do valor inicial.

Por enquanto, não se espera por uma versão Touring.

  • Honda WRV EX CVT 2020
  • Honda WRV EXL CVT 2020

Honda WRV EX CVT para PCD – Equipamentos

Honda WRV EX CVT – Motor 1.5 i-VTEC FlexOne e transmissão CVT com modo Sport. De série com trio elétrico, freios ABS com EDB, airbag duplo, para-choques e retrovisores na cor do carro, para-brisa degradê, maçanetas externas na cor do veículo, abertura interna do bocal de abastecimento, acabamentos e detalhes internos no painel e portas na cor prata, ar-condicionado, direção elétrica, cintos de segurança de 3 pontos para todos, coluna de direção ajustável em altura e profundidade, limpadores flat blade, luzes de frenagem de emergência, pára-sóis com espelho para motorista e passageiro, console central com porta-copos, sistema de áudio com visor LCD de 5 polegadas, 4 alto-falantes, apoio para o pé, aviso sonoro no cinto de segurança para motorista, ajuste de altura do banco do motorista, chave tipo canivete com controle de abertura/fechamento das portas, controle de cruzeiro, LEDs diurnos, retrovisores com luz indicadora de direção, computador de bordo, USB, Bluetooth, câmera de marcha a ré, iluminação interna dianteira individual e central, iluminação interna do porta-malas, porta-objetos nas portas dianteiras, volante com ajustes do sistema de som, alarme, rodas de liga leve aro 16 polegadas, faróis de neblina, indicador de marcha no painel, rack de teto, sistema basculamento traseiro ULTRa Seat e proteções plásticas e estéticas.

Honda WRV EXL CVT – Itens acima, mais multimídia com tela sensível ao toque de sete polegadas, Android Auto (com Waze) e Car Play, internet browser via hotspot, SD (2), HDMI, bancos de tecido com combinação dos acabamentos em preto e laranja ou preto e prata, volante multifuncional com revestimento em couro e grade frontal cromada com acabamento black piano.

Honda WRV EX CVT para PCD – Preço

O Honda WR-V 2020 tem preços elevados, posicionando-se na faixa dos R$ 80 mil, um valor que nem era considerado pelo mercado, que esperava algo entre R$ 70 mil e R$ 75 mil, mais coerente, ainda mais para a versão de entrada, que estaria ao alcance de clientes PCD.

Infelizmente, mesmo com elevados preços, o modelo rapidamente ganhou clientes e vendas, que estão na casa de 1,8 mil unidades mensais.

  • Honda WRV EX CVT 2020 – R$ 83.700
  • Honda WRV EXL CVT 2020 – R$ 87.900

Honda WRV EX CVT para PCD – Motor

O Honda WRV 2020 tem motor 1.5 i-VTEC da atual gama de motores da Honda, mas ainda mantém sistema de injeção indireta de combustível, enquanto lá fora já ganhou injeção direta de combustível com potência de 130 cv.

Com quatro cilindros em linha, ele possui a tecnologia VTEC com comando único no cabeçote, que permite abertura e fechamento das válvulas de acordo com o desempenho do propulsor.

O 1.5 i-VTEC do Honda WRV 2020 trabalha com a tecnologia FlexOne, que consiste em pré-aquecimento do combustível em partidas a frio, retirando assim o tanque de gasolina do cofre do motor, que até pouco tem era usado e ainda exigia um bocal separado para abastecimento.

Apesar de ser um 16V com alta rotação, o motor se garante na tecnologia VTEC, onde geralmente trabalha com oito válvulas em baixas rotações para obter mais torque nessas condições, enquanto as outras oito entram em rotações mais altas, quando o veículo precisa de melhor performance.

Ele entrega 115 cv a 6.000 rpm com gasolina e 15,2 kgfm a 4.800 rpm no mesmo combustível. Com etanol, o propulsor oferece 116 cv a 6.000 rpm e 15,3 kgfm a 4.800 rpm.

O Honda WRV 2020 não tem câmbio manual de cinco marchas, mas apenas o CVT sem posições de marcha, além de paddle shifts no volante multifuncional.

Honda WRV EX CVT para PCD – Desempenho

Aceleração de 0 a 100 km/h e velocidade máxima final 

  • Honda WRV CVT 2020 – 12,3 segundos e 168 km/h

O Honda WRV 2020 tem uma performance semelhante ao do compacto Fit, que em realidade deu origem ao novo crossover do marca japonesa. Com acabamento dos bancos e portas como diferencial, o pequeno utilitário esportivo apresenta versatilidade no arranjo do habitáculo e uma boa área envidraçada.

Mas, da mesma forma, herda do irmão mais velho excelente espaço interno e o sistema ULTRa Seat, que permite a acomodação de objetos grandes no banco traseiro.

A posição de dirigir no Honda WRV 2020 é igualmente elevada e correta para a proposta. A instrumentação é completa e de boa visualização, enquanto a multimídia tem tela sensível ao toque e comandos pouco intuitivos.

O volante multifuncional com piloto automático é outro ponto positivo. A ergonomia é boa e a maioria dos controles ficam à mão. Há um porta-copo ao lado do volante, assim como uma boa oferta no restante do interior.

A visibilidade é muito boa, apesar do capô elevado em relação ao Fit, o Honda WRV 2020, assim como as laterais, que fica um pouco mais privilegiada com a altura mais alta da suspensão, onde o vão livre é de 20,7 cm.

Bem conhecido do consumidor brasileiro e entregando boa disposição para o peso do veículo, que é de 1.130 kg na versão EXL, o motor 1.5 i-VTEC FlexOne garante um desempenho agradável.

Apesar de rotações diferentes, ele entrega 115 cv com gasolina a 6.600 rpm e 116 cv com etanol a 6.000 rpm. Os torques são de 15,2 e 15,3 kgfm, ambos a 4.800 rpm.

Nas saídas, permitindo ao motor um funcionamento mais suave, a transmissão CVT – sem simulação de marchas – eleva o giro de forma linear e sem necessitar de subir o giro demais para poder imprimir um desempenho adequado.

Graças ao CVT, o modelo roda a 110 km/h em apenas 2.000 rpm. As retomadas são adequadas, com o propulsor subindo até uns 3.000 rpm e garantindo uma performance interessante, embora nada esportiva.

Nas ultrapassagens o motor ronca um pouco mais, mas cumpre seu papel. O conjunto motriz apresenta um bom equilíbrio para o porte e proposta do Honda WRV 2020. Dentro do esperado, o nível de ruído agrada bastante, graças à introdução de mais isolantes.

Um novo conjunto de suspensão, que possui eixo traseiro de torção maior, bem como as bitolas, é apresentado no Honda WRV 2020, que assim passa a ter mais robustez e equilíbrio que os demais modelos da gama.

O ajuste nas molas, batentes e amortecedores também vieram a ajudar no desempenho do veículo em pisos esburacados e estradas de terra. A direção é leve e bem confortável, enquanto os freios atendem à proposta.

Com um ajuste mais firme na suspensão, mas sem denegrir o conforto, o comportamento do Honda WRV 2020 corresponde ao esperado para um crossover derivado de um bom carro e com um reforço adicional na estrutura e suspensão para enfrentar as condições duras de ruas e estradas brasileiras.

Diante de tudo isso, só poderíamos esperar números adequados para o modelo, que vai de 0 a 100 km/h em 12,3 segundos e atinge máxima de 168 km/h.

O consumo urbano é de 8,2 km/litro com etanol e 8,7 km/litro com gasolina, enquanto o rodoviário é de 11,7 km/litro com etanol e 12,4 km/litro com gasolina.

Honda WRV 2020 – consumo

Cidade 

  • Honda WRV CVT 2020 – 8,1 km/litro com etanol e 11,7 km/litro com gasolina

Estrada

  • Honda WRV CVT 2020 – 8,8 km/litro com etanol e 12,4 km/litro com gasolina

Honda WRV EX CVT para PCD – Manutenção e Revisão

Com revisões a cada 10.000 km, o serviço da Honda consiste em um plano de manutenção onde devem ser cumpridos rigorosamente nesses intervalos por parte dos proprietários do monovolume, assim como nos demais modelos da marca.

Várias peças e fluídos previstos nos serviços são especificados no manual do proprietário. Mas, observe para ver se o item que necessita de troca em determinado período será trocado antes, pois alguns concessionários antecipam alguns serviços, sendo que os itens trocados podem ser substituídos conforme o manual.

Os carros da Honda não possuem sistema de refrigeração aberta, que requer complementação de água após o nível abaixar. Por isso, fique de olho se a revenda quiser trocar o fluído antes da hora, pois em geral dura 100.000 km.

A Honda especifica revisões que incluem óleo lubrificante, ruela do dreno do cárter, fluído de freio, filtro de combustível, filtro de ar, velas, correias em “V” e ocasionalmente fluído de refrigeração, citado acima.

O fluído da caixa de transmissão CVT também precisa ser completado em determinados períodos, geralmente de 40.000 km, mas nunca totalmente substituído. Além disso, é necessária a calibração, que pode ser feita até pelo proprietário, seguindo alguns passos. O óleo lubrificante usado no Honda WRV 2020 é o sintético 0W20, que substituiu o antigo mineral 10W30.

Veja quais são os preços de cada revisão do Honda WRV 2020:

  • 10.000 km – R$ 299,18
  • 20.000 km – R$ 448,48
  • 30.000 km – R$ 539,96
  • 40.000 km – R$ 2.049,98
  • 50.000 km – R$ 539,96
  • 60.000 km – R$ 998,82

Honda WRV EX CVT para PCD – Ficha Técnica

Motor

1.5 i-VTEC

Tipo

Dianteiro transversal, Gasolina e Etanol

Número de cilindros

4 em linha

Cilindrada em cm3

1497

Válvulas

16

Taxa de compressão

11,4:1

Injeção eletrônica de combustível

Multiponto

Potência Máxima Líquida (ABNT NBR 5484)

Gasolina: 115 cv @ 6000 rpm / Etanol: 116 cv @ 6000 rpm

Torque Máximo Líquido (ABNT NBR 5484) 

Gasolina: 15,2 kgfm @ 4800 rpm / Etanol: 15,3 kgfm @ 4800 rpm

Transmissão

Tipo

CVT

Freios

Tipo

Disco ventilado / Tambor

Direção

Tipo

Elétrica

Suspensão

Dianteira

McPherson, independente com barra estabilizadora

Traseira

Eixo de torção

Rodas e Pneus

Rodas

Liga Leve aro 16 polegadas

Pneus

195/60 R16

Dimensões

Comprimento total (mm)

4000

Largura sem retrovisores (mm)

1695

Altura (mm)

1599

Distância entre os eixos (mm)

2555

Capacidades

Porta-malas (litros)

363

Tanque (litros)

45

Carga útil, com 5 passageiros mais bagagem (kg)

ND

Peso em ordem de marcha (kg)

1130 (CVT)

Coeficiente de penetração aerodinâmica (Cx)

0,33

Fonte: Noticias Automotivas

 

Conheça também:

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-audi/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-bmw/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-chery/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-chevrolet/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-citroen/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-fiat/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-ford/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-honda/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-hyundai/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-jeep/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-kia/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-land-rover/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-mercedes-benz/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-mitsubish/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-nissan/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-peugeot/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-renault/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-toyota/

 

CIVIC SPORT para PCD

CIVIC SPORT para PCD

Az Isenções –  Imagem meramente ilustrativa

CIVIC SPORT para PCD

CIVIC SPORT para PCD: preço, consumo, motor, fotos, versões (detalhes)

Um dos modelos de maior sucesso no segmento de sedãs médios, o Honda Civic PCD 2020 é também um dos sedãs com design mais moderno da categoria. Ele se destaca ainda pelo motor 1.5 turbo de até 173 cv, embora este seja ofertado somente na configuração mais cara.

A atual linha do Honda Civic PCD 2020 está à disposição dos consumidores nas versões de acabamento LX, Sport, EX, EXL e Touring, sendo a primeira com motor 2.0 flex e câmbio manual ou CVT, a segunda e a terceira com 2.0 flex e transmissão CVT e a última com o 1.5 turbo e CVT.

CIVIC SPORT para PCD – História

O sedã médio é a decima geração do best seller japonês, que nasceu em 11 de julho de 1972.

Ao longo dos anos, o simpático nipônico Honda Civic foi conquistando seu espaço de forma gradativa e com bastante sucesso. Em 1979 surgiu a segunda geração, que ainda manteve um estilo bem anos 70.

Mas, em 1983, a terceira geração já impôs um perfil mais aerodinâmico e moderno, sendo este influenciado a quarta geração.

Porém, é na quinta geração que o Honda Civic conquista o mundo, especialmente após o fim da guerra fria. Em 1991 aparece um sedã da Honda com linhas bem suaves, carroceria baixa e larga, faróis compactos e sem grade.

O perfil esguio e bem equilibrado chamou muito a atenção aonde foi vendido, inclusive seus apoios de cabeça com suporte lateral. A família que derivou a quinta geração popularizou o motor VTEC e chegou ao Brasil.

Embora tenha fica só três anos no mercado mundial, o Honda Civic da quinta geração marcou sua época e logo foi suavizado pela Honda na sexta, ainda importada no Brasil, mas já sem o apelo dos primeiros que chegaram aqui.

Então, surge a sétima geração, mais sóbria e fabricada em Sumaré-SP. Essa geração durou de 2000 até 2005 e conquistou muitos consumidores de faixa etária alta no país, assim como o rival Corolla.

No entanto, foi a oitava geração que impactou o mercado, mudando o Honda Civic da água para o vinho. De sóbrio e elegante, passou a ser um sedã esportivo e jovial, dotado de linhas marcantes.

O chamado New Civic logo liderou as vendas por aqui e até hoje é um carro usado desejado. Isso fez com que ficasse mais tempo no mercado, sendo substituído apenas em 2011 pela nona geração, que foi uma evolução da anterior. Após perder apelo e até qualidade, a Honda se redimiu e pela terceira vez colocou no mercado um sedã de estilo impactante, o Honda Civic 10 atual.

CIVIC SPORT para PCD – Detalhes

O Honda Civic PCD 2020, concorrente direto do Toyota Corolla, tem 4,63 metros de comprimento, 1,80 metro de largura, 1,43 metro de altura e 2,70 metros de entre-eixos, entregando de 519 a 525 litros no porta-malas, bem como 56 litros no tanque.

Feito sobre uma plataforma com uso de aços de alta resistência, mais leve e rígida, o sedã médio da Honda mantém o bom conjunto de suspensão multilink atrás.

Com estilo bem marcante e altamente esportivo, o Honda Civic PCD 2020 pode vir com faróis full LED com LED diurnos e repetidores em LED, bem como grade cromada e faróis de neblina. A carroceria com perfil esguio tem um para-brisa mais vertical que a geração anterior, mas o teto mais curvado desce suavemente até o porta-malas com um fastback.

As lanternas traseiras em LED com formato de bumerangue são bem envolventes e integradas à tampa do porta-malas, fazendo elas parte das linhas aerodinâmicas do Honda Civic PCD 2020. A tampa do bagageiro é curta e alta, dando ainda mais a impressão do sedã ser um cupê com quatro portas.

As rodas de liga leve são bem harmônicas com o conjunto e as janelas bem distribuídas.

Por dentro, a Honda abandonou o dual cluster, herança do New Civic, adotando quadro de instrumentos convencional, porém, com display TFT nas versões mais caras e instrumentação análogo-digital.

O volante tem um aspecto esportivo e botões sensíveis ao movimento dos dedos. A multimídia agora tem tela de 8 polegadas com Android Auto (com Waze) e Car Play, além de navegador GPS e câmera de ré. Ela também serve como hotspot WiFi. Um rádio de aparência bem simples é oferecido na versão Sport do Honda Civic.

Entre os bancos, chama atenção o console elevado com elemento vazado, algo já visto no Honda HR-V. Ele vem basicamente com freio de estacionamento eletrônico, Auto Hold (que mantém os freios acionados com o carro parado e engatado) e o modo Econ, que reduz os dispositivos em uso para economizar combustível.

Um porta-copos bem resolvido, assim como duas entradas USB, HDMI e tomada de 12V estão presentes no Honda Civic PCD 2020.

Os bancos são confortáveis e possuem diversos ajustes, sendo revestidos em tecido ou couro, dependendo da versão. A porta do motorista tem botão para abertura do porta-malas. As entradas do carro também possuem forração em couro ou tecido.

O espaço a bordo do Honda Civic PCD 2020 é muito bom, especialmente atrás.

CIVIC SPORT para PCD – Novidades

Para se tornar mais competitivo frente à concorrência, o Honda Civic PCD 2020 foi anunciado com novidades no pacote de equipamentos, uma nova versão e pequenas mudanças no visual. ]

Falando primeiro sobre o exterior, o Honda Civic PCD 2020 recebeu novo para-choque, novas rodas de liga leve com dez raios e 17 polegadas, acabamento cromado na parte inferior do para-choque traseiro e colunas das portas em preto brilhante, nas versões mais caras. Falando sobre a versão Sport, a Honda adicionou acabamento em preto brilhante na frente e nos retrovisores.

Por dentro, o Honda Civic PCD 2020 ganhou novo revestimento no console e laterais de porta em todas as versões. O modelo passa a ter duas opções de revestimento de couro, preto ou cinza, para as versões mais caras.

Outra novidade da linha 2020 do Civic é a chegada da versão LX, que se posiciona como a opção de entrada. Mesmo assim ela aparece bem equipada com ar-condicionado digital, freio de estacionamento eletrônico, piloto automático, sistema de áudio com comandos no volante, rodas de liga leve de 17 polegadas, entre outros.

Falando sobre o restante da linha, a marca adicionou novos equipamentos em todas as versões. O Honda Civic PCD 2020 passa a vir com sistema de monitoramento de pressão dos pneus em todas as versões. A versão Sport ganhou acendimento automático dos faróis e multimídia com tela de 7 polegadas, enquanto a versão EX adota sistema de áudio com oito alto-falantes, bancos em couro e retrovisor interno fotocrômico.

Passando para as versões mais caras, o Honda Civic 2020 na versão EXL recebeu sensor de chuva e o sistema Smart Key, além de saídas de ar-condicionado para os ocupantes traseiros. Finalmente, a versão topo de linha Touring ganhou sistema Premium Audio, com 452 watts de potência e 10 alto falantes, recarga de celulares sem fio no console central e banco do motorista com ajuste elétrico da região lombar, com quatro direções.

CIVIC SPORT para PCD – Versões

O Novo Honda Civic tem cinco versões principais, mas infelizmente só a versão mais cara conta com o novo motor 1.5 turbo. Veja as versões:

  • Honda Civic LX 2.0 CVT 2020
  • Honda Civic Sport 2.0 CVT 2020
  • Honda Civic EX 2.0 CVT 2020
  • Honda Civic EXL 2.0 CVT 2020
  • Honda Civic Touring 1.5 Turbo CVT 2020

CIVIC SPORT para PCD – Equipamentos

Honda Civic LX 2.0 2020

Segurança: Estrutura de deformação progressiva ACE (Advanced Compatibility Engineering), Alarme de segurança com imobilizador ECU, Freios com sistemas ABS e EBD (Anti-Lock Braking System / Electronic Brake Distribution), EBA (Emergency Brake Assist), Sistema HSA (Hill Start Assist – Assistente de partidas em aclive), Sistema AHA (Agile Handling Assist – Assistente de dirigibilidade ágil), ESS (Emergency Stop Signal – Sistema de luzes de emergência), Airbags frontais, laterais e de cortina (6 airbags), Cinto de segurança de 3 pontos e encosto de cabeça para todos os ocupantes, Cinto de segurança dianteiro com sistema de tensionamento e regulagem de altura, Lembrete de afivelamento dos cintos dianteiros, Trava infantil nas portas traseiras, Sistema ISOFIX de fixação para cadeirinhas infantis, Câmera de ré multivisão (três vistas), TPMS (alerta de pressão do pneu), entre outros.

Conforto e tecnologia: Freio de estacionamento eletrônico, sistema de monitoramento de pressão dos pneus (TPMS), Botão ECON, Botão de travamento das portas (motorista e passageiro) com travamento automático de velocidade, Vidros elétricos com a função de subida automática dos vidros com “um toque” em todas as portas, Comando elétrico de abertura interna do porta-malas (botão na porta do motorista), Piloto automático (Cruise Control), Coluna de direção com ajuste de altura e profundidade, Banco traseiro com apoio de braço central e porta-copos, Porta-revistas nos bancos do motorista e do passageiro, Luz em LED no console central do deck inferior (conexões), Desligamento automático dos fárois após 15 segundos, Porta-Luvas com amortecedor, Ar-condicionado Digital com a função de ajuste automático de temperatura, Banco traseiro Bipartido 60/40, Painel de instrumentos com acabamento softtouch (macio ao toque), Volante revestido em couro, Revestimento dos bancos – Tecido Premium com novos acabamentos, MP3 / Windows Media Audio (WMA), Bluetooth para ligações (HFT – Hands-Free Telephone) e reprodução de músicas (BTA – Bluetooth Audio) com ajuste no volante, AM / FM Tuning com Radio Data System (RDS), Entrada USB no console inferior 1.0-Amp, Alto-falantes – 4 alto-falantes – 160W e Display multimídia com tela de 5″.

Visual: Lanternas traseiras em LED, Luz de placa em LED, Antena traseira integrada, Abertura bocal de combustível por toque, Limpador de para-brisa com função intermitente, Acabamento da grade dianteira cromada, Chave tipo canivete com controle de abertura/fechamento das portas e fechamento dos vidros, entre outros.

Honda Civic Sport 2.0 2020

Segurança: airbags frontais, laterais e de cortina (seis airbags), controle de estabilidade, controle de tração, assistente de partida em rampas, freios ABS com EBD, assistente de frenagem de emergência, encosto de cabeça e cinto de três pontos para os cinco ocupantes, Isofix para fixação de cadeirinhas no banco traseiro, câmera de ré com três modos de visão, lembrete de afivelamento dos cintos dianteiros, entre outros.

Conforto e tecnologia: acendimento automático dos faróis, multimídia touchscreen de 7 polegadas, com conectividade com Apple CarPlay e Android Auto, freio de estacionamento eletrônico, travas elétricas, vidros elétricos com função de subida automática com um toque, piloto automático, volante multifuncional em couro com ajuste de altura e profundidade, banco traseiro com apoio de braço central e porta-copos, porta-revistas nos bancos dianteiros, luz de LED no console central inferior, ar-condicionado automático digital, banco traseiro bipartido e rebatível, alavanca de câmbio em couro, sistema multimídia com tela sensível ao toque de sete polegadas, Bluetooth, Android Auto e Apple CarPlay, sistema de som com quatro alto-falantes e 160 watts, entre outros.

Visual: luzes de condução diurna em LED, faróis de neblina, chave tipo canivete com controle de abertura e fechamento das portas e fechamento dos vidros, retrovisores externos na cor Crystal Black, grade dianteira na cor Dark, luz de placa em LED, lanternas traseiras em LED, entre outros.

Honda Civic EX 2.0 2020

Conforto e tecnologia: áudio com oito alto-falantes, bancos em couro, retrovisor interno fotocrômico, revestimento dos bancos em couro, controle de volume do sistema do som pela velocidade, espelho nos para-sois com iluminação, faróis com acendimento automático e porta-luvas com iluminação.

Visual: grade frontal cromada e retrovisores externos com repetidores de seta em LED, rebatimento elétrico e pintura na cor da carroceria.

Honda Civic EXL 2.0 2020

Segurança: câmera de ré com linhas dinâmicas.

Conforto e tecnologia: sensor de chuva, sistema Smart Key, saídas do ar-condicionado para os ocupantes do banco traseiro, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, ar-condicionado automático digital de duas zonas, sistema de som com quatro tweeters adicionais, central multimídia com tela multi-touchscreen de sete polegadas, navegador GPS com condições de trânsito, conexão WiFi e função Turn-by-turn (navegação assistida por voz) e painel de instrumentos com tela TFT de alta resolução e sete polegadas.

Honda Civic Touring 1.5 Turbo 2020

Se diferencia, sobretudo, pelo motor 1.5 Turbo de 173 cv. Oferece também:

Segurança: sistema Honda LaneWatch (assistente para redução de ponto cego) e faróis de neblina com lâmpada em LED.

Conforto e tecnologia: sistema Premium Audio, com 452 watts de potência e 10 alto falantes, incluindo alto falante central e subwoofer, recarga de celulares sem fio no console central, assento elétrico do motorista com ajuste lombar em quatro direções por botões, sensor de chuva, chave presencial com controle remoto, abertura do porta-malas, abertura e fechamento dos vidros e do teto solar, partida do motor à distância e destravamento das portas por sensor de aproximação, partida do motor por botão, para-brisa com tratamento acústico para conforto sonoro, retrovisor interno eletrocrômico, banco do motorista com ajuste elétrico em oito posições,

Visual: faróis Full LED, teto solar com função um toque maçanetas externas cromadas.

CIVIC SPORT para PCD – Preço

  • Honda Civic LX 2.0 CVT 2020 – R$ 97.900
  • Honda Civic Sport 2.0 CVT 2020 – R$ 104.100
  • Honda Civic EX 2.0 CVT 2020 – R$ 107.600
  • Honda Civic EXL 2.0 CVT 2020 – R$ 122.600
  • Honda Civic Touring 1.5 Turbo CVT 2020 – R$ 134.900

CIVIC SPORT para PCD – Motor

O Honda Civic 2020 continua usando o motor 2.0 i-VTEC FlexOne da geração antiga em quase todas as suas versões, exceto a Touring.

Trata-se de um propulsor confiável que tem a tecnologia i-VTEC com comando único de válvulas, mas com variação eletrônica que permite abrir e fechar válvulas de acordo com a rotação, sendo 8 trabalhando em baixa e 16 em alta rotação, garantindo bom torque em giros reduzidos e alta performance em condução mais exigente.

Ele entrega 150 cv com gasolina e 155 cv com etanol, ambos a 6.300 rpm.

Já o torque fica em 19,3 kgfm a 4.800 rpm e 19,5 kgfm na mesma rotação, respectivamente com gasolina e etanol. Com ele, o Novo Civic 2020 faz de 0 a 100 km/h em 10,0 segundos na versão manual de seis marchas ou 10,9 segundos com câmbio CVT.

As máximas são de 200 km/h e 195 km/h, respectivamente. O sedã com transmissão manual faz 7,1 km/litro com etanol e 10,2 km/litro com gasolina na cidade, bem como 9,3 km/litro com etanol e 13,4 km/litro com gasolina na estrada.

Se o câmbio for o CVT, os números passam a ser de 7,2 km/litro com etanol e 10,6 km/litro com gasolina no ciclo urbano e entre 8,9 km/litro com etanol e 12,9 km/litro com gasolina em rodovia.

Apenas a versão Touring do Honda Civic 2020 tem o novo motor 1.5 i-VTEC Turbo Earth Dream de 173 cv e 22,4 kgfm. Este propulsor de um litro e meio tem a tecnologia de variação de válvulas, bem como turbocompressor e injeção direta de combustível, usando somente gasolina.

Ele só utiliza transmissão CVT no Brasil e entrega 173 cv a 5.500 rpm com 22,4 kgfm a 1.700 rpm.

Este conjunto motriz dá ao sedã topo de linha aceleração da imobilidade até 100 km/h em 7,6 segundos com velocidade final de 220 km/h. Mesmo assim, o Civic Touring 2020 faz 12,0 km/litro com gasolina no uso urbano e 14,6 km/litro com gasolina no ciclo rodoviário.

CIVIC SPORT para PCD – Desempenho

Aceleração de 0 a 100 km/h e velocidade máxima final 

  • Honda Civic 2.0 MT – 10,0 segundos e 200 km/h
  • Honda Civic 2.0 CVT – 10,9 segundos e 195 km/h
  • Honda Civic 1.5 Turbo CVT – 7,6 segundos e 220 km/h

O Honda Civic 2020 tem uma boa performance no 2.0 e uma excelente condução no 1.5 Turbo. O sedã médio da Honda em sua décima geração é um carro muito bem equilibrado, oferecendo boa dirigibilidade graças ao conjunto chassi, direção, suspensão e freios, que dá ao condutor uma facilidade enorme para contornar curvas de baixa ou alta velocidade, mesmo bem fechadas. O comportamento dinâmico independe do motor utilizado, sendo assim um ótimo DNA deste Honda.

A versão Sport é a única com opção de câmbio manual, que tem seis marchas. Com alavanca curta e elevada, o condutor tem que apoiar o braço sobre o console central – onde naturalmente há um encosto – dando uma pegada bem esportiva, como sugere o nome.

O motor 2.0 tem boa disposição e eleva seu giro rapidamente, navegando em torno de 2.800 rpm em cruzeiro. Os engates curtos são suaves e precisos, dando um vislumbre de como será o Novo Civic Si no Brasil, que tem motor 1.5 Turbo com 207 cv.

Na versão CVT, o Honda Civic 2.0 2020 tem um comportamento mais confortável com uma transição de velocidade linear. Nem por isso ele fica devendo em performance, tendo boas saídas e retomadas adequadas para a proposta.

Pode-se recorrer ao modo Sport com bom ganho de giro e potência, bem como troca de marchas virtuais de forma manual no volante. Em cruzeiro, ele marca em torno de 2.500 rpm, reduzindo assim ruído e consumo. É uma proposta bem interessante para quem quer conforto no dia a dia.

Por fim, o suprassumo do Honda Civic 2020 é a versão Touring, que tem motor 1.5 Turbo de 173 cv. Mesmo com o câmbio CVT, que tende a segurar um pouco o ímpeto do propulsor turbinado e injetado, o sedã da Honda anda muito bem.

A aceleração é bem vigorosa, enquanto as retomadas superam as expectativas. Com cruzeiro abaixo de 2.000 rpm, o modelo tem um nível de consumo rodoviário bom, sendo muito melhor na cidade, onde geralmente a rotação não passa de 1.500 rpm.

No modo Sport, o Honda Civic Touring 2020 eleva o giro até 6.500 rpm, dando ao sedã uma performance de legítimo esportivo, superando até rivais totalmente dedicados à proposta de esportividade.

Com os paddle shifts, o motorista transforma o Honda é um pequeno puro sangue. Não por acaso, ele vai de 0 a 100 km/h em 7,6 segundos com máxima de 220 km/h. Tudo isso e ainda podendo beber bem pouca gasolina.

O conjunto com boa posição de dirigir e comandos bem à mão dão ao Honda Civic 2020 uma posição de destaque no segmento de sedãs médios. Ainda assim, a velha receita do “arroz com feijão” do Corolla o faz ser líder incontestável.

Para o Honda, é uma pena que a maioria prefira ainda um carro mais tiozão…

CIVIC SPORT para PCD – Consumo

Cidade

  • Honda Civic 2.0 MT – 7,1 km/litro com etanol e 10,2 km/litro com gasolina
  • Honda Civic 2.0 CVT – 7,2 km/litro com etanol e 10,6 km/litro com gasolina
  • Honda Civic 1.5 Turbo CVT – 12,0 km/litro com gasolina

Estrada

  • Honda Civic 2.0 MT – 9,3 km/litro com etanol e 13,4 km/litro com gasolina
  • Honda Civic 2.0 CVT – 8,9 km/litro com etanol e 12,9 km/litro com gasolina
  • Honda Civic 1.5 Turbo CVT – 14,6 km/litro com gasolina

CIVIC SPORT para PCD – Manutenção e Revisão

O Honda Civic 2020 tem manutenção feita a cada 10.000 km, sendo que o proprietário precisa cumprir rigorosamente esses intervalos, assim como nos demais modelos da marca. Várias peças e fluídos previstos nos serviços são especificados no manual do proprietário.

Observe para ver se o item que necessita de troca em determinado período será trocado antes. Alguns concessionários antecipam alguns serviços, sendo que os itens trocados podem ser substituídos conforme o manual.

As revisões incluem óleo lubrificante, ruela do dreno do cárter, fluído de freio, filtro de combustível, filtro de ar, velas, correias em “V” e ocasionalmente fluído de refrigeração, lembrando que os carros da Honda não possuem sistema de lubrificação aberta, que requer complementação de água após o nível abaixar.

O fluído da caixa de transmissão CVT também precisa ser completado em determinados períodos, mas nunca totalmente substituído. Aproveite para fazer algum recall, pois o chassi entra na lista e o revendedor terá que executá-lo durante a revisão do Civic 2020.

As concessionárias Honda possuem um registro detalhado dos serviços e dos veículos, cujos donos podem consultar serviços realizados anteriormente.

Geralmente os serviços de troca de óleo e filtro de óleo são mais baratos na rede do que nas oficinas terceirizadas, tendo ainda garantia e na especificação correta. O óleo lubrificante usado por todos os carros da Honda, inclusive o Civic 2020, é o sintético 0W20, que substituiu o antigo mineral 10W30.

Veja abaixo os valores de cada revisão do Honda Civic 2020:

  • 10.000 km – R$ 304,74
  • 20.000 km – R$ 492,85
  • 30.000 km – R$ 545,51
  • 40.000 km – R$ 1.574,62
  • 50.000 km – R$ 545,51
  • 60.000 km – R$ 1.500,24

CIVIC SPORT para PCD – Ficha Técnica

Motor

2.0 i-VTEC

1.5 i-VTEC Earth Dream Turbo

TipoDianteiro transversal, Gasolina e EtanolDianteiro transversal, Turbo, Gasolina
Número de cilindros4 em linha4 em linha
Cilindrada em cm319971497
Válvulas1616
Taxa de compressão11:110,6:1
Injeção eletrônica de combustívelMultipontoDireta
Potência Máxima Líquida (ABNT NBR 5484)Gasolina: 150 cv @ 6300 rpm / Etanol: 155 cv @ 6300 rpmGasolina: 173 cv @ 5500 rpm /
Torque Máximo Líquido (ABNT NBR 5484) Gasolina: 19,3 kgfm @ 4800 rpm / Etanol: 19,5 kgfm @ 4800 rpmGasolina: 22,4 kgfm @ 1700 rpm /

Transmissão

TipoManual 6 marchas / CVT 7 marchasCVT 7 marchas

Freios

TipoDisco ventilado / DiscoDisco ventilado / Disco

Direção

TipoElétricaElétrica

Suspensão

DianteiraMcPherson, independente com barra estabilizadoraMcPherson, independente com barra estabilizadora
TraseiraMultilinkMultilink

Rodas e Pneus

RodasLiga Leve aro 17 polegadasLiga Leve aro 17 polegadas
Pneus215/50 R17215/50 R17

Dimensões

Comprimento total (mm)46374637
Largura sem retrovisores (mm)17991799
Altura (mm)14331433
Distância entre os eixos (mm)27002700

Capacidades

Porta-malas (litros)525 (MT) 519 (CVT)519
Tanque (litros)5656
Carga útil, com 5 passageiros mais bagagem (kg)420 (MT), 404 (CVT)409
Peso em ordem de marcha (kg)1275 (MT), 1291 (CVT)1326
Coeficiente de penetração aerodinâmica (Cx)NDND

Fonte: Noticias Automotivas

 

Conheça também:

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-audi/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-bmw/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-chery/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-chevrolet/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-citroen/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-fiat/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-ford/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-honda/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-hyundai/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-jeep/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-kia/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-land-rover/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-mercedes-benz/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-mitsubish/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-nissan/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-peugeot/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-renault/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-toyota/

 

HR-V LX para PCD

HR-V LX para PCD

Az Isenções –  Imagem meramente ilustrativa

HR-V LX para PCD

HR-V LX para PCD: preço, consumo, versões, motor, equipamentos (detalhes)

O Honda HRV PCD é, atualmente, um dos crossovers de porte compacto que mais vende no mercado brasileiro. O modelo fechou os 10 primeiros meses de 2019 com quase 40 mil unidades vendidas, ficando em quinto lugar entre os SUVs. Com esse volume, o japonês ficou atrás apenas de Jeep Renegade, Jeep Compass, Hyundai Creta e Nissan Kicks.

Porém, não há motivos muito relevantes que explicam todo esse sucesso do HRV PCD 2020 no mercado brasileiro. O crossover da Honda é aquele tipo de carro que é bom em tudo, mas não é melhor em nada. Ele agrada pela gama de versões variada, dose de equipamentos adequada, bom acabamento, espaço interno considerável, motorização eficiente e design equilibrado.

Além disso, ele carrega na bagagem a boa fama da qualidade dos produtos Honda, bem como a excelência no serviço de pós-venda prestado pela marca.

A linha 2020 do Honda HRV PCD foi anunciada recentemente. O crossover compacto recebeu novos equipamentos e um novo motor para sua versão topo de linha, a Touring.

Seus preços agora partem de R$ 94,4 mil, podendo beirar os R$ 140 mil em sua configuração mais completa.

HR-V LX para PCD – História

O Honda HRV PCD surgiu originalmente em 1999 como um crossover compacto que media 4,00 m na versão de duas portas e 4,11 m com quatro portas. Tinham formas bem quadradas e a plataforma encurtada do Civic, sendo derivado do sedã City, ainda não associado com o Fit, que surgiria dois anos depois no Japão. Esse crossover foi feito até 2006 e nunca foi oferecido no Brasil.

Após muitos anos, a Honda relançou o HRV PCD, mas agora sob um visual mais agressivo e atual, sendo oferecido como um crossover. Aqui no Brasil ele compete diretamente com Hyundai Creta, Jeep Renegade e Nissan Kicks.

Nascido como Vezel no Japão, o modelo aproveitou a plataforma do Fit da terceira geração para ganhar forma, tendo o entre eixos sido ampliado para 2,61 m.

No comprimento, manteve 4,29 m. Na altura, ele tem 1,58 m e outros 1,77 m de largura. O grande espaço interno herdado geneticamente do Fit garante ao Honda HRV PCD um bom espaço interno, com 437 litros no porta-malas e sistema ULTra com posicionamento de cargas no interior. O tanque centralizado sob os bancos dianteiros ajuda a criar mais espaço atrás.

O Honda HRV PCD apareceu como Vezel no Japão com motorização 1.5 de 130 cv com CVT e uma versão híbrida com motor elétrico e transmissão de dupla embreagem com sete marchas.

Depois, foi a vez da China receber o modelo, mas lá a Honda criou uma variante para uma de suas sócias locais, chamado XRV. O visual é bem diferente na parte frontal e traseira, mas em essência é o mesmo crossover original.

No Brasil, o Honda HRV PCD chegou com produção em Sumaré-SP, embora a montadora tenha outra fábrica pronta em Itirapina-SP, que permanece fechada até que o mercado reaqueça. Aqui, o crossover chegou com motor 1.8 i-VTEC FlexOne com característica única entre os carros bicombustíveis no país.

Ele entrega 140 cv com gasolina, mas com etanol, a potência é menor: 139 cv. Ambos são obtidos a 6.300 rpm. Já os torques são de 17,3 kgfm com gasolina e 17,4 kgfm com etanol, conseguidos em 5.000 rpm.

O carro foi ofertado com câmbio manual de cinco marchas ou automático do tipo CVT entre 2015 e 2018, mas a linha 2019 foi anunciada somente com a transmissão automática CVT. Já na linha 2020, ele ganhou o esperado motor 1.5 turbo para sua versão mais cara.

HR-V LX para PCD – Detalhes

O Honda HRV PCD 2020 tem um conjunto agradável e equilibrado. No quesito visual, o carro ostenta uma dianteira com formato pronunciado, marcada pelos faróis espichados com filete de luzes diurnas em LED, que são conectados à grade com uma barra cromada na parte superior e uma tomada de ar mais larga lobo abaixo.

Os para-choques do modelo na linha 2019 ficaram mais largos para acompanhar o novo conjunto e também foram redesenhados. Nas laterais, ele dispõe de vincos marcantes na lataria e uma boa solução que “camufla” as maçanetas traseiras na coluna dos vidros, deixando o aparato mais limpo.

Merece destaque ainda o teto com um caimento suave do teto na parte traseira, o que contribui para a aerodinâmica. A traseira, inclusive, tem lanternas com guias em LED e formato que invade parte da tampa do porta-malas.

Nas dimensões, são 4,29 metros de comprimento, 1,77 m de largura e 1,58 m de altura, com distância entre-eixos de 2,61 m. O porta-malas do carro, por sua vez, tem capacidade para 437 litros, podendo ser ampliado com o bom sistema Magic Seat de configuração dos bancos.

O interior do Honda HRV PCD 2020 também repete o padrão de boas soluções do exterior. O destaque vai para o painel com desenho horizontal, que dispõe de nada mais, nada menos que três saídas de ar na frente do passageiro dianteiro, além de outras duas no lado do motorista.

Ele tem também um console central elevado que praticamente “divide” a área do motorista e do passageiro. A peça dispõe de um elemento vazado na parte inferior que permite a acomodação de um smartphone, com direito inclusive a uma tomada USB para carregar aparelhos eletrônicos. Há ainda apoio de braço ajustável em distância e porta-copos.

Os bancos são largos e confortáveis, tendo posição de dirigir elevada. Vidros, travas e retrovisores possuem comandos bem ergonômicos e o teto é alto.

Na traseira, o banco bipartido tem sistema Magic Seat que permite ao assento elevar-se verticalmente para a colocação de um objeto alto ou ser rebatido até o assoalho com o encosto junto, a fim de permitir um objeto maior longitudinalmente.

O banco do passageiro dianteiro também pode ter o encosto rebatido para trás, a fim de criar uma plataforma longa e plana para objetos ainda mais longos, tais como bicicletas ou pranchas, por exemplo.

Já na plataforma, o Honda HRV PCD 2020 possui suspensão dianteira McPherson montada em um subframe com barra estabilizadora reforçada atrás do eixo. Molas helicoidais e amortecedores telescópicos estão presentes.

Na traseira, há um eixo de torção com molas helicoidais e amortecedores separados. O tanque de combustível de 51 litros fica sob o assoalho central, logo abaixo dos bancos dianteiros e com proteção adicional contra impactos.

HR-V LX para PCD – Novidades

O Honda HRV PCD 2020 mantém as boas novidades apresentadas na linha do ano passado e acrescenta mais equipamentos para todas as versões, além de trazer de volta a versão topo de linha Touring.

No quesito visual, o HRV PCD 2020 não teve grandes alterações, já que isso ocorreu recentemente. O que ele traz de novo fica limitado ao design da versão Touring, que tem faróis principais e de neblina em full LED e nova grade dianteira, com acabamento em black piano.

Outro destaque exterior fica por conta do teto solar panorâmico, presente nessa versão e que dá um estilo único ao HRV  Touring. Finalmente, na parte traseira esse modelo mais caro ostenta o logotipo “Turbo” e duas saídas cromadas do escape.

Além de tudo isso, o modelo continua com as novidades da linha 2019. Nessa atualização, ele recebeu nova grade frontal, mais larga e com uma grossa barra cromada horizontal que ostenta o “H” da Honda no centro, avançando sobre os novos faróis. Eles, inclusive, agora têm sistema de projetor no farol baixo e luzes diurnas de LED integradas desde a versão mais básica. O para-choque também é novo e ficou mais encorpado.

Já nas laterais, há novas rodas de liga-leve de 17 polegadas. A traseira exibe lanternas com guias de LED horizontais e acabamento inferior escurecido, também de série em todas as configurações.

A gama de cores do Honda HRV PCD 2020 agora tem as opções Branco Tafetá (sólido), Azul Cósmico, Prata Platinum, Cinza Barium (metálicos), Branco Estelar, Preto Cristal e Vermelho Mercúrio (perolizados).

O interior da linha 2020 passa a dispor de acabamento nas cores cinza claro ou preto para bancos (que são de couro), laterais de porta (com costuras duplas), console central e painel.

Outras novidades que os ocupantes verão no interior do Honda HRV Touring são a tecnologia Smart Entry, que permite a abertura sem uso de chave, botão de partida, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, câmera de ré com três modos de visualização e o sistema Honda LaneWatch.

Esse sistema tem uma câmera instalada no retrovisor direito, ampliando o ângulo de visão do motorista e eliminando pontos cegos. Tudo isso pode ser visto no sistema multimídia, que traz tela de 7 polegadas sensível ao toque e conexão Apple CarPlay e Android Auto, além de navegador GPS.

Além das novidades exclusivas dessa versão mais cara, o Honda HRV PCD 2020 também ganhou novos equipamentos em todas as outras versões. A opção EXL agora é equipada com sensores de estacionamento dianteiros e traseiros e nova grade frontal com acabamento em Black Piano.

A versão EX recebeu a central multimídia de 7 polegadas touchscreen, com conectividade aos sistemas Apple CarPlay e Android Auto, além de sensores de estacionamento traseiros. Por fim, a versão LX ganhou câmera de ré integrada à central multimídia de 5″, com três modos de visão.

HR-V LX para PCD – Versões

A nova linha Honda HRV 2020 foi anunciada nas versões LX, EX, EXL e Touring, equipadas com motor 1.8 flex e transmissão automática CVT ou o motor 1.5 turbo.

Confira a atual gama do Honda HRV 2020:

  • Honda HRV LX 1.8 CVT 2020
  • Honda HRV EX 1.8 CVT 2020
  • Honda HRV EXL 1.8 CVT 2020
  • Honda HRV Touring 1.5T CVT 2020

HR-V LX para PCD – Equipamentos

Honda HRV LX 1.8 CVT 2020: Airbags – 2(UN) Frontais, Brake light, Alarme, Aviso sonoro do cinto de segurança para motorista e passageiro, Cinto de segurança dianteiro de 3 pontos c/ pré-tensionador/ lim. força e reg. altura, Cinto de segurança traseiro de 3 pontos e encosto de cabeça para todos os ocupantes, Chave do tipo canivete com controle de abertura/fechamento das portas e dos vidros elétricos, Vidros elétricos com função 1 toque para todos ocupantes e sistema antiesmagamento, Estrutura de deformação progressiva ACE, Freios a disco nas 4 rodas com Sistema ABS e EBD(Anti-lock Brake System/Electronic Brake Distribution), Freio de estacionamento eletrônico EPB(Electric Parking Brake) com função Brake Hold, Sistema ISOFIX de fixação de cadeirinha infantil na base do assento traseiro para os dois lados, Sistema de alerta de frenagem emergencial ESS(Emergency Stop Signal), Sistema HSA(Hill Start Assist) – Assistente de partidas em aclives, Sistema VSA(Vehicle Stability Assist) – Assistente de tração e estabilidade, Sistema Immobilizer, Trava de segurança central dos vidros dos passageiros, Trava de segurança nas portas traseiras, Travas elétricas com travamento automático acima de 15 km/h, Aerofólio traseiro, Antena na parte traseira do teto, Luz de rodagem diurna(DRL) e lanternas traseiras em LED, Farol de Neblina, Grade frontal cromada, Para-brisa degradê, Maçanetas externas na cor do veículo, Invisible Handle – Maçaneta externa da porta traseira embutida na coluna, Retrovisores elétricos na cor do veículo, Console central com acabamento na área superior em blackpiano, Acabamento em couro no console central, descansa-braço dianteiro e apoio de braço das portas, Painel e portas com revestimento soft-touch (macio ao toque), Ar-condicionado manual, Áudio com visor LCD de 5 polegadas, Câmera de marcha a ré multivisão com guias de referência, Bluetooth com comando HFT-(Hands Free Telephone) no volante, Piloto automático (cruise control), Conexões: entradas USB, auxiliar P2 e tomada 12 volts, Sistema de áudio AM/FM com 4 alto-falantes, Freio de estacionamento eletrônico EPB(Electric Parking Brake) com função Brake Hold, Volante com ajustes de comandos de áudio e piloto automático, Coluna de direção ajustável em altura e profundidade, Banco do motorista com regulagem de altura, Banco traseiro bipartido(60/40), Magic Seat Honda – exclusivo sistema de configuração dos bancos, Revestimento dos bancos em tecido, Apoio para os pés, Alavanca interna de abertura do bocal de abastecimento, Console central elevado com porta copos emborrachado, Descansa-braço dianteiro com compartimento porta-objetos, Desembaçador do vidro traseiro, Encosto de cabeça para todos os ocupantes, Iluminação interna dianteira individual, Limpador de para-brisa com função intermitente + variável, Painel com computador de bordo multifunções, Pára-sóis com espelho de vaidade com motorista e passageiro com iluminação, Porta-malas com iluminação interna, Porta-objetos nas portas dianteiras e Porta-revistas atrás dos bancos dianteiros do passageiro.

Honda HRV EX 1.8 CVT 2020: itens acima + airbags laterais, Rack de teto, Ar-condicionado digital FULL Touchscreen, Multimídia 7” multi-touchscreen com interface para smartphones Android Auto e Apple CarPlay, Sensores de estacionamento traseiro e Detalhes das portas e maçanetas internas cromados.

Honda HRV EXL 1.8 CVT 2020: itens acima + Acendimento automático de faróis (sensor crepuscular), Airbags – 6(UN) Frontais, Laterais de Cortina, Freios a disco nas 4 rodas com Sistema ABS e EBD (Anti-lock Brake System/Electronic Brake Distribution), Rebatimento elétrico dos retrovisores e Função Tilt-Down no retrovisor do lado do passageiro e Sensores de estacionamento dianteiro.

Honda HRV Touring 1.5T CVT 2020: itens acima + Botão para desativar os sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, Botão para partida do motor(Start/ Stop Engine), Chave inteligente com controle de abertura das portas por sensor de presença, Conjunto Ótico FULL LED: Faróis alto, baixo e de neblina, luzes de rodagem diurna(DRL) e lanternas traseiras em LED, Escapamento duplo cromado, Iluminação interna traseira, Retrovisor interno fotocrômico (antiofuscamento), Sensor crepuscular: Acendimento automático dos faróis com função auto-ajuste, Sensor de chuva, Sistema AHA (Agile Handling Assist) – Assistente de dirigibilidade ágil, Sistema Honda LaneWatch – Assistente para redução de ponto cego, Smart Entry: Chave inteligente com sensor de presença para destravamento automático das portas e Teto solar panorâmico com função 1 toque e anti-esmagamento.

HR-V LX para PCD – Preços

Veja abaixo os preços tabelados pela Honda para a linha do HRV 2020 no mercado nacional:

  • Honda HRV LX 1.8 CVT 2020: R$ 94.400
  • Honda HRV EX 1.8 CVT 2020: R$ 101.700
  • Honda HRV EXL 1.8 CVT 2020: R$ 111.900
  • Honda HRV Touring 1.5T CVT 2020: R$ 139.900

HR-V LX para PCD – Motor

O Honda HRV 2020 é equipado com o propulsor 1.8 i-VTEC FlexOne com 140 cv com gasolina e 139 cv com etanol, ambos a 6.300 rpm. Os torques são de 17,3 kgfm com gasolina e 17,4 kgfm com etanol, em 5.000 rpm.

O motor tem comando de válvulas centralizados com a tecnologia VTEC, que permite abertura e fechamento de válvulas de forma eletrônica através de solenoides que controlam válvulas hidráulicas, abrindo e fechando as válvulas do cabeçote.

Em rotações baixas, o VTEC mantém apenas duas válvulas em cada cilindro funcionamento, sendo elas de admissão e escape. Assim, aumenta-se a compressão da mistura ar-combustível, permitindo mais força em regimes mais baixos, economizando também em combustível.

Mas, quando a rotação sobe, o VTEC abre as outras oito válvulas, mas de forma gradual, a fim de obter mais rendimento e melhor performance. Assim, o motor trabalha como se fosse dois (8V e 16V) em um.

Com esse motor, o Honda HRV PCD 2020 possui uma condução bem interessante, embora o foco seja a economia e o conforto ao dirigir. Ele permite ao crossover fazer 7,1 km/l no álcool e 10,5 km/l na gasolina, dentro do ciclo urbano de rodagem.

Já no ciclo rodoviário, o modelo faz 8,5 km/l quando alimentado apenas com álcool e 12,1 km/l quando abastecido unicamente com gasolina. Além disso, o utilitário esportivo nipônico vai de 0 a 100 km/h em 11,2 segundos e tem velocidade máxima de 175 km/h.

A linha 2020 do Honda HRV PCD teve como uma das principais novidades a volta da versão Touring, que tem o diferencial do motor 1.5 turbo. Esse propulsor tem injeção direta e quatro cilindros, além de turbo de baixa inércia, variação de tempo de abertura das válvulas de admissão e escape (Dual VTC) e válvula wastegate eletrônica.

O conjunto entrega 173 cv a 5.500 rpm e 22,4 kgfm de torque entre 1.700 rpm a 5.500 rpm. O motor é associado à transmissão CVT, ajustada especificamente para essa versão, com características como função Kick Down e simulação de sete velocidades.

HR-V LX para PCD – Consumo

Motor 1.8

Cidade – 7,7 km/l com álcool e 11 km/l com gasolina
Estrada – 8,6 km/l com álcool e 12,3 km/l com gasolina

Motor 1.5 Turbo

Cidade – 11,5 km/l com gasolina
Estrada – 14,6 km/l com gasolina

HR-V LX para PCD – Desempenho

Tendo um motor de até 140 cavalos de potência e 17,4 kgfm de torque, o Honda HRV tem um desempenho adequado, melhor que seu principal concorrente, o Jeep Renegade.

O crossover da marca japonesa tem boa disposição nas saídas e retomadas, mas o foco é mesmo a economia e o conforto, não tendo nenhuma aptidão para uma condução esportiva, embora o motor ainda tem algum “gás” para faze-lo andar rápido.

Focado nas famílias, o Honda HRV PCD 2020 tem funcionamento do motor suave e o isolamento acústico é muito bom. Com o câmbio CVT, o modelo tem aceleração linear e suave, sem grandes oscilações de rotação.

No ambiente urbano, o crossover se comporta muito bem, com a rotação variando apenas entre 1.500 e 2.000 rpm, graças ao bom torque em rotação e ao CVT, que permite manter um bom nível de funcionamento sem exigir demais do motor.

Com rodar suave e suspensão bem ajustada para o meio urbano, o Honda HRV PCD 2020 é bem agradável e confortável, fato que o faz ser o preferido entre os utilitários esportivos do país. Nas curvas mais fechadas, ele se mantém bem neutro e a direção elétrica garante facilidade nas manobras, assim como resposta rápida nas mudanças de direção.

O conjunto não reproduz imperfeições do solo às mãos do condutor. Em buracos e depressões, o ajuste de molas e amortecedores privilegia o conforto, garantindo ainda mais comodidade.

Na estrada, o Honda HRV 2020 é ainda mais confortável. O crossover apresenta boa potência e torque para uma viagem tranquila, inclusive com subidas de serras ou grandes aclives. O conjunto é bem equilibrado e permite ao condutor ter o veículo nas mãos sem sustos, mesmo em circuitos sinuosos.

Os freios são bem eficientes. Há pouca oscilação da carroceria em ventos laterais e nas curvas, o conjunto não inclina demais, dando mais sensação de segurança. Rodando a 110 km/h, o ponteiro marca 1.800 rpm, uma rotação muito boa para uma viagem.

Com cinco pessoas e mais bagagem, o Honda HRV 2020 cumpre bem seu papel, garantindo boa autonomia com gasolina, mas necessitando de reabastecimento constante com o etanol. A força maior está na gasolina, sendo esse um incentivo da Honda para atrair os consumidores, que usam o carro não só no dia a dia, mas também em viagens de fim de semana e principalmente em férias.

Quanto maior a autonomia, mais segurança nas viagens, ainda mais quando não se sabe onde estão os pontos (navegador GPS faz buscas de postos na rota) e nem a qualidade do combustível, fundamental para o bom funcionamento do crossover e o custo da viagem.

Nas ultrapassagens, se desejar, pode-se utilizar o modo Sport, que permite melhor performance, mas com algum custo na economia de combustível. O CVT garante também reduções bem adequada e a melhor relação para cada momento da condução, permitindo ao Honda HRV 2020 ter sempre a melhor condição em cada situação.

Por outro lado, se o desejo for por uma versão que ande mais e tenha uma condução quase esportiva, a opção deverá ser a topo de linha Touring, que tem motor 1.5 turbo de 173 cv. Essa versão leva o HRV 2020 de 0 a 100 km/h em 8,9 segundos, com velocidade máxima de 200 km/h.

HR-V LX para PCD – Manutenção e Revisão

O Honda HRV 2020 possui uma tabela de preços de revisão divulgados pelo fabricante. A manutenção é feita a cada 10.000 km, sendo que o proprietário precisa cumprir rigorosamente esses intervalos, onde várias peças e fluídos previstos nos serviços são especificados no manual do proprietário.

As revisões podem incluem óleo lubrificante, ruela do dreno do cárter, fluído de freio, filtro de combustível, filtro de ar, velas, correias em “V” e ocasionalmente fluído de refrigeração, lembrando que os carros da Honda não possuem sistema de lubrificação aberta, que requer complementação de água após o nível abaixar.

O fluído da caixa de transmissão CVT também precisa ser completado em determinados períodos, mas nunca totalmente substituído.

As concessionárias Honda possuem um registro detalhado dos serviços e dos veículos, cujos donos podem consultar serviços realizados anteriormente. Geralmente os serviços de troca de óleo e filtro de óleo são mais baratos na rede do que nas oficinas terceirizadas, tendo ainda garantia.

O óleo lubrificante usado por todos os carros da Honda é o sintético 0W20, que substituiu o antigo mineral 10W30.

Veja abaixo os valores de cada revisão do Honda HRV 2020:

  • 10.000 km – R$ 303,74
  • 20.000 km – R$ 484,34
  • 30.000 km – R$ 521,96
  • 40.000 km – R$ 1.498,81
  • 50.000 km – R$ 521,96
  • 60.000 km – R$ 1.447,99

HR-V LX para PCD – Ficha Técnica

 

Motor

Motor 1.8 i-VTEC FlexOne

Motor 1.5L Turbo 16V DOHC

TipoDianteiro transversal, Gasolina e EtanolDianteiro transversal, Gasolina
Número de cilindros4 em linha4 em linha
Cilindrada em cm317991498
Válvulas1616
Taxa de compressão10,6:110,6:1
Injeção eletrônica de combustívelMultipontoInjeção Direta
Potência Máxima Líquida (ABNT NBR 5484)Gasolina: 139 cv @ 6300 rpm / Etanol: 140 cv @ 6300 rpmGasolina: 173 cv @ 5500 rpm
Torque Máximo Líquido (ABNT NBR 5484)Gasolina: 17,3 kgfm @ 5000 rpm / Etanol: 17,4 kgfm @ 5000 rpmGasolina: 22,4 kgfm @ 1700 rpm
Transmissão
TipoAutomática CVT de 7 marchasAutomática CVT de 7 marchas
Freios
TipoDisco ventilado / disco sólidoDisco ventilado / disco sólido
Direção
TipoElétricaElétrica
Suspensão
DianteiraMcPherson, independente com barra estabilizadoraMcPherson, independente com barra estabilizadora
TraseiraEixo de torçãoEixo de torção
Rodas e Pneus
RodasLiga Leve aro 17 polegadasLiga Leve aro 17 polegadas
Pneus215/55 R17215/55 R17
Dimensões
Comprimento total (mm)4.2944.294
Largura sem retrovisores (mm)1.7721.772
Altura (mm)1.5861.586
Distância entre os eixos (mm)2.6102.610
Capacidades
Porta-malas (litros)437437
Tanque (litros)5151
Carga útil, com 5 passageiros mais bagagem (kg)470470
Peso em ordem de marcha (kg)1.2761.276
Coeficiente de penetração aerodinâmica (Cx)NDND

Fonte: Noticias Automotivas

 

Conheça também:

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-audi/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-bmw/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-chery/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-chevrolet/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-citroen/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-fiat/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-ford/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-honda/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-hyundai/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-jeep/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-kia/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-land-rover/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-mercedes-benz/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-mitsubish/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-nissan/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-peugeot/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-renault/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-toyota/

 

FIT PERSONAL para PCD

FIT PERSONAL para PCD

Az Isenções –  Imagem meramente ilustrativa

 

FIT PERSONAL para PCD: Preço e Especificações

A Honda já está comercializando o Fit Personal 2019. Essa versão Personal, foi criada para atender a demanda de pessoas com deficiência (PcD).

Externamente, o Fit Personal 2019 passa a adotar luzes de rodagem diurna em LED, sendo posicionadas no para-choque nesta versão Personal.

O modelo tem preço público de R$ 68.700,00, valor abaixo do teto estipulado pelo governo, mas com as isenções de imposto (IPI e ICMS), o modelo parte de R$ 52.837,78.

Essa versão pode ficar ainda mais caro, pois a Honda oferece a parte, um “kit de acessórios”. Esse Kit pode ser instalado nas concessionarias, o mesmo compõe rodas de liga leve e sistema de áudio, elevando seu preço em mais de R$ 5 mil.

O Fit Personal oferece ainda, o exclusivo sistema Magic Seat, que permite uma configuração modular dos bancos. Essa tecnologia permite diversas configurações para acomodação de objetos longos e altos, além do modo Refresh, onde o encosto dianteiro alinha-se ao assento traseiro, em um encaixe que aumenta a capacidade de acondicionamento do veículo.

Nas dimensões o Fit Personal 2019 conta com 2,53 metros de entre-eixos, 4,09 metros de comprimento, 1,53 de altura e 1,69 de largura. Seu porta-malas conta com 363 Litros de capacidade.

Na motorização o Fit Personal 2019 conta com o motor 1.5 16V de 115cv a 6000 rpm e 15.2 kgfm a 4800 rpm, isso com Gasolina. Já no Etanol, gera até 116cv a 6000 rpm e seu Torque de 15.3 kgf.m a 4800 rpm.

Na segurança, o FIT PERSONAL para PCD oferece

2 airbags frontais, controle de tração e estabilidade, assistente de partidas em aclives, Freios dianteiros a disco e traseiros a tambor, freio ABS com EBD, apoio de cabeça e cintos de segurança de 3 pontos para todos os ocupantes, sistema Immobilizer, trava de segurança central dos vidros dos passageiros e portas traseiras, travas elétricas com travamento automático acima de 15 km/h, ISOFIX, e sistema de alerta de frenagem emergencial.

Seus principais itens são: 

Ar condicionado, direção com assistência elétrica progressiva, Piloto automático (cruise control), 4 alto-falantes (dois dianteiros e dois traseiros), coluna de direção ajustável em altura e profundidade, rodas em aço aro 15”, lanterna traseira em LED, Banco do motorista com regulagem de altura, computador de bordo multifunções e vidros elétricos e acionamento “Auto” para o vidro do motorista.

O modelo traz ainda retrovisores elétricos na cor do veículo com luz indicadora de direção, aviso sonoro do cinto de segurança para motorista e passageiro, console central com porta-copos, desembaçador do vidro traseiro, iluminação interna do porta-malas, pára-sois com espelho para motorista e passageiro, Porta-objetos nas portas dianteiras, Porta copos na saída de ar-condicionado, Porta-revistas atrás do banco dianteiro do passageiro, Revestimento dos bancos em tecido, bancos traseiros reclináveis e bipartidos (60/40) e tomada 12 Volts.

Fonte: Noticias Automotivas

 

Conheça também:

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-audi/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-bmw/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-chery/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-chevrolet/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-citroen/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-fiat/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-ford/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-honda/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-hyundai/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-jeep/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-kia/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-land-rover/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-mercedes-benz/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-mitsubish/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-nissan/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-peugeot/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-renault/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-toyota/

 

 

CITY PERSONAL para PCD

CITY PERSONAL para PCD

Az Isenções –  Imagem meramente ilustrativa

 

CITY PERSONAL para PCD:

CITY PERSONAL para PCD – Preço, versões, equipamentos e mais.

Honda City PCD chega em sua linha 2019. O modelo chega ao mercado renovado, com novo design, equipamentos inéditos e mantendo qualidades únicas em aproveitamento de espaço interno, conforto e eficiência energética.

A linha 2019 do Honda City PCD , traz ainda, a versão Personal, versão desenvolvida com foco para atender a demanda de pessoas com deficiência (PcD), essa versão já vem equipada com transmissão tipo CVT e dentre diversões outros itens que especificaremos abaixo

Na linha 2019, o Honda City PCD é oferecido em cinco versões, todas equipadas com o motor 1.5 i-VTEC FlexOne, de até 116 cv e transmissões manual de cinco velocidades ou do automática do tipo CVT.

A Honda promoveu mudanças expressivas no design da segunda geração do Honda City PCD. O sedã recebeu novos para-choques, na dianteira e traseira, que trazem linhas mais horizontais e esportivas e que tornam o visual mais largo, valorizando o porte do Honda City PCD.

A nova grade frontal traz design inédito que avança sobre os faróis, trazendo o logotipo da Honda destacado e ampliado ao centro. Os faróis também são novos e trazem luzes de rodagem diurnas em LED integradas de série, em todas as versões do City PCD.

Esses novos faróis também trazem iluminação ampliada, com refletor duplo e lâmpadas halógenas em todas as versões, com exceção do modelo EXL que recebe um conjunto exclusivo com luzes em LED tanto para o farol baixo como para o alto.

Na traseira, o novo para-choque reforça o desenho mais horizontal proposto para a linha 2019, com novas lanternas com guias em LED, de desenho inédito, nas versões LX, EX e EXL. Para as versão DX e Personal, as lanternas possuem lâmpadas do tipo alógena.

CITY PERSONAL para PCD – Versões

Honda City PCD conta com 5 versões:

  • Honda City DX 1.5 manual
  • Honda City Personal 1.5 CVT
  • Honda City LX 1.5 CVT
  • Honda City EX 1.5 CVT
  • Honda City EXL 1.5 CVT

CITY PERSONAL para PCD – Especificações

Honda City PCD em suas versões: DX, Personal, LX, EX e EXL, todas são equipadas com o motor flex 1.5 i-VTEC FlexOne. Com etanol, esse propulsor gera 116 cv de potência a 6.000 rpm e 15,3 kgf.m de torque a 4.800 rpm – quando abastecido com gasolina, são 115 cv a 6.000 rpm e 15,2 kgf.m a 4.800 rpm.

A versão DX, é a única com opção de transmissão manual, já as demais Personal, LX, EX e EXL, são equipadas com transmissão automática do tipo CVT.

CITY PERSONAL para PCD – Dimensões

Em termos de dimensões, o Honda City PCD conta com 2,60 metros de entre-eixos, 4,45 metros de comprimento, 1,69 metros de largura e 1,48 metros de altura. Seu porta-malas tem capacidade de 536 litros e seu tanque de combustível 46 litros.

CITY PERSONAL para PCD – Equipamentos

Honda City PCD DX traz itens como: 2 airbags (frontais), luzes de rodagem diurna em LED (DRL), brake light, freios dianteiros a disco e traseiros a tambor, sistema de freios com ABS e EBD, estrutura de deformação progressiva com barras de proteção lateral, chave tipo canivete com controle de abertura/fechamento das portas, sistema immobilizer, cintos de segurança traseiros de 3 pontos para todos os ocupantes, aviso sonoro do cinto de segurança para motorista e passageiro, sistema de ancoragem ISOFIX, limpador de pára-brisa do tipo flat blade, trava de segurança central dos vidros dos passageiros, travas elétricas com travamento automático acima de 15 km/h, banco do motorista com regulagem de altura, coluna de direção ajustável em altura, Pára-sois com espelho para motorista e passageiro, encosto de cabeça para todos os ocupantes, abertura do bocal de abastecimento com alavanca interna, Ar-condicionado manual, Sistema de áudio 2DIN (AM-FM/USB/bluetooth), alto-falantes: 2 (dianteiros), Painel de instrumentos com computador de bordo multifunções, Vidros elétricos com função AUTO para as 4 portas, grade frontal cromada com acabamento blackpiano, Retrovisores elétricos, maçanetas internas em preto fosco, Painel de instrumentos com iluminação branca, revestimento dos bancos em tecido e Rodas de Liga leve – aro 15″.

versão Personal (destinada as pessoas com deficiência PcD, traz todos os itens da versão DX, mais: 4 alto-falantes, sendo dois dianteiros e dois traseiros, Piloto automático (Cruise Control), Retrovisores elétricos na cor do veículo com luz indicadora de direção, painel de instrumentos com iluminação Bluemeter, predisposição para som (pois não conta com o rádio) e aqui na versão Personal as rodas são em aço de 15 polegadas.

versão LX, traz todos os itens da versão Personal, mais: alarme, farol de neblina, apoio traseiro de braço com porta copos, coluna de direção ajustável em altura e profundidade, iluminação interna do porta-malas, sistema de rebatimento dos bancos (60/40), sistema de áudio 2DIN, volante com ajustes do sistema de som, lanterna traseira em LED, maçanetas internas cromadas, painel de instrumentos com iluminação branca, detalhes internos na cor prata e rodas liga aro 16″.

versão EX, traz todos os itens da versão LX, mais: 4 airbags (frontais e laterais), apoio central de braço em couro, Porta-revistas atrás do banco dianteiro do passageiro, ar-condicionado digital FULL Touchscreen, câmera de marcha a ré multivisão com guias de referência, Multimídia de 7” multi-touchscreen com interface para Android Auto e Apple CarPlay, 4 tweeters, volante multifuncional com acabamento em couro, bluetooth com comandos HFT no volante e painel de instrumentos com computador de bordo multifunções.

Já a versão EXL, traz todos os itens da versão EX, mais: 6 airbags (frontais, laterais e de cortina), Bluetooth com comandos HFT no volante com função Voice Tag, Retrovisor com rebatimento elétrico com acionamento interno e pela chave, conjunto ótico FULL LED: Faróis alto e baixo, DRL e Lanterna em LED, acabamento das portas e transmissão em couro e revestimento dos bancos em couro.

CITY PERSONAL para PCD – Preço

*Isento apenas de IPI. Em alguns estados consegue-se isenção de IPVA.

VersãoPreço
Público
Preço
PcD
DX MTR$
62.500
R$
47917
Personal CVTR$
68.700
R$
52670
LX CVTR$
74.200
R$
66.626*
EX CVTR$
79.900
R$
71.744*
EXL CVTR$
85.400
R$
76.683*

CITY PERSONAL para PCD – Consumo

Etanol:

  • Honda City 1.5 Manual – 8,6 km/l na cidade e 10,3 km/l na estrada.
  • Honda City 1.5 CVT – 8,5 km/l na cidade e 10,3 km/l na estrada.

Gasolina:

  • Honda City 1.5 Manual – 12,4 km/l na cidade e 14,6 km/l na estrada.
  • Honda City 1.5 CVT – 12,3 km/l na cidade e 12,5 km/l na estrada.

CITY PERSONAL para PCD – Preço Revisão

*Preços obtidos com a concessionaria Honda Forte.

KMPreço
10 milR$
306,19
20 milR$
448,13
30 milR$
537,19
40 milR$
1.955,31
50 milR$
537,19
60 milR$
1.417,19

Ficha técnica Honda City PCD 2020

Motor: 1.5, 16 válvulas, flex
Cilindrada: 1.497 cm³
Potência: 116 cv (E) a 6.000 rpm
Torque: 15,3 kgfm a 4.800 rpm
Transmissão: CVT/Manual
Direção: Elétrica
Suspensão: Independente McPherson na dianteira e eixo de torção traseira
Freios: Discos ventilados na dianteira e tambores na traseira, ABS
Pneus: R15/R16
Dimensões: Comprimento 4,45 m; Largura 1,69 m; Altura 1,48 m; Entre-eixos 2,60 m
Capacidades: Tanque 46 L.
Porta-malas: 536 L.
Peso ordem de marcha: 1076 (MT), 1137 (CVT)

Fonte: Noticias Automotivas

 

Conheça também:

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-audi/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-bmw/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-chery/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-chevrolet/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-citroen/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-fiat/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-ford/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-honda/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-hyundai/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-jeep/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-kia/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-land-rover/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-mercedes-benz/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-mitsubish/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-nissan/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-peugeot/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-renault/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-toyota/

WhatsApp chat