KIA SPORTAGE EX P.254 para PCD

KIA SPORTAGE EX P.254 para PCD

Az Isenções –  Imagem meramente ilustrativa

 

KIA SPORTAGE EX P.254 para PCD

A Kia Motors apresentou, enfim, a quarta geração do KIA SPORTAGE EX P.254 para PCD no Brasil. A nova geração do utilitário debutou no Salão de Frankfurt, na Alemanha, no final do ano passado. A boa notícia é que o principal carro da fabricante no país ficou com o visual mais alinhado ao restante dos veículos da marca, embora beleza seja algo subjetivo. A linha renovada já está à venda nos concessionários em duas versões, a básica LX e a top EX,  com preços que partem de R$ 109.990 (R$ 6 mil mais caro) e R$ 134.990 (R$ 12 mil mais caro), respectivamente.

Segundo  o fabricante, ele vem para buscar um lugar ao sol junto a concorrentes como BMW X1Mercedes GLA e Honda CR-Ventre outros. A missão da Kia será árdua, com uma cota máxima de importação limitada a 4.800 carros por ano e sem os 30 pontos percentuais de IPI. Mesmo assim, a pretensão dos coreanos é de comercializar 400 unidades do SUV por mês.

Durante a apresentação do veículo no interior de São Paulo, o presidente da marca, José Luiz Gandini, falou que apesar das vendas da Kia terem caído, eles estão confiantes em relação ao segundo semestre de 2017. Gandini aproveitou ainda para desmentir rumores de que o designer e presidente da Kia e da Hyundai, Peter Schreyer, estaria se aposentando. O desenhista ficou conhecido por ter renovado o estilo da Audi, a começar pelo TT, quando ainda trabalhava na sua terra natal, a AlemanhaTalvez por isso, o interior do Sportage esteja mais racional, de certo modo minimalista e passando a impressão de um ambiente premium, com materiais de boa qualidade, materiais sensíveis ao toque e acabamentos emborrachados. É um patamar de estilo de montagem muito parecido com o do maior Sorento.

Ao bater o olho na frente do novo Sportage, você tem aquela sensação de dejavú, típica de quem já prestou atenção no Cerato e ou no Optima. Há quem compare o capô limpo e os faróis elevados ao estilo do Porsche Macan. A nova frente ganhou um inédito conjunto ótico com faróis estreitos com dois canhões. A versão de entrada oferece faróis de neblina halógenos, enquanto a topo de linha tem quatro lâmpadas de led para dias com nevoeiros, sendo que o desenho dos bloquinhos de luz imita a pata de um felino. Na traseira, destacam-se as lanternas halógenas da  LX, mas as de led da EX são mais vistosas. Ambas estão interligadas por um filete prata na EX, ou por um filete da cor da lanterna na versão LX.

Para reduzir a resistência ao ar e economizar combustível, há um spoiler em cima da tampa do porta-malas e um defletor cromado na parte debaixo do carro. Ainda do lado de fora do carro, os retrovisores ficaram maiores.

Além do design marcante, o novo Sportage evoluiu em segurança e agora sua estrutura conta com 33% de aço de ultraresistência, além novos itens opcionais como controle de assistência em aclives, faróis de neblina em LED, detector de ponto cego, assistente de tráfego, seletor de modo de condução, entre outros.

Outra modificação foi em relação às dimensões do carro, que cresceu em quase todas as direções. São 4,48 metros de comprimento (4 cm a mais), 1,65 de metro de altura (3 cm a mais), 2,67 m de distância entre-eixos (3 cm a mais) e a largura de 1,85 m, igual ao anterior. Além de mais espaço e conforto, a modificação permitiu ao Sportage ganhar alguns litros no porta-malas, passando de 740 litros para 868 litros, segundo a Kia do Brasil. Claro que a capacidade foi medida até o teto. Se formos levar em consideração o padrão de segurança, que determina que a bagagem não pode ultrapassar a altura dos bancos traseiros, o volume oficial cai para 503 litros – segundo informações da matriz.

As modificações anunciadas poderiam ter vindo acompanhadas de uma atualização do motor flex de dois litros, que chegou por aqui em 2012. Defasado, o propulsor está longe do desempenho do 1.6 turbo da versão GT Line, um 1.6 turbo de 177 cv e 27 kgfm, com o qual o carro foi apresentado na Alemanha. A reciclagem debaixo do capô é necessária para ajudar o conjunto a empurrar melhor os 1.570 quilos de massa (153 kg a mais do que antes).

Mas, ao contrário, a marca resolveu apelar de vez para a serenidade oriental ao ajustar o motor para emitir menos e economizar combustível. Se antes o propulsor quatro cilindros 2.0 flex 16V com comando duplo e injeção eletrônica seqüencial rendia 178 cv a 6.200 rpm e 21,4 kgfm a 4.700 rpm, agora ele passa a gerar 167 cv a 6.200 rpm e 20,2 kgfm a 4.700 rpm, além de continuar sendo administrado pelo já conhecido câmbio automático de seis velocidades. Perder rendimento foi a forma mais fácil de adequar o Sportage aos novos limites de consumo e emissões do Inovar-Auto, foi a mesma solução adotada pela prima Hyundai no ix35.

Além da perda de rendimento, a caixa não é das mais espertas e às vezes vacila, embora conte com opção de trocas sequenciais ou por aletas no volante (exclusivas da versão EX). Como referência, nos Estados Unidos o SUV já roda há algum tempo equipado com motores 2.0 turbo e 2.4 aspirado, a gasolina e diesel, com potências que variam entre 180 e 240 cv e com tração nas duas ou quatro rodas.

KIA SPORTAGE EX P.254 para PCD – Impressões ao Dirigir

Ao entrar na cabine da versão avaliada, deu para notar que a Kia se preocupou em elevar o nível de acabamento dos materiais. O painel está mais elevado e com acabamento emborrachado na parte superior, há detalhes em black piano em guarnições como apoios de braço nas portas e em parte do painel principal onde ficam os botões do ar condicionado e da central multimídia. O console central está mais projetado à frente, bom para baixinhos que gostam de descansar o braço direito, e acomoda a alavanca de câmbio com revestimento de couro, bem como os botões de comando de modo de direção, assistente de partida em rampa e o do sensor de estacionamento. Tudo bem acabado, sem rebarbas e com materiais sensíveis ao toque, ainda que dotados de pouca texturização.

Depois de dar a partida pelo botão (exclusivo da topo) as luzes se acendem revelando ainda mais toda a inspiração germânica do designer nascido na Baviera. Qualquer semelhança não é mera coincidência. Durante o teste que incluiu um trecho 30 quilômetros por perímetros urbano e rodoviário, o Sportage acolheu bem o motorista que vos fala. A ergonomia é boa, a visibilidade também e há espaço de sobra para cinco ocupantes, embora o final do túnel atrapalhe a acomodação dos pés de quem viaja no centroO caimento do teto na parte traseira não chega a ser um problema para quem tem 1,80 de altura devido ao ângulo ajustável dos escostos dos bancos traseiros. Com o teto panorâmico totalmente aberto em um dia claro, a sensação de amplitude fica ainda maior. A central multimídia de 7 polegadas responde bem ao toque dos dedos, mas tem interface um pouco simples e a maioria dos comandos físicos foi concentrado no painel.

A outra qualidade dentro do carro é o bom nível de conforto. Os bancos de couro, por exemplo, têm 10 regulagens elétricas para o assento do motorista (duas a mais). A suspensão do tipo McPherson na dianteira e independente multibraços na traseira absorvem bem as imperfeições do solo e garantem uma viagem tranquila. A dirigibilidade afinada é assegurada por uma direção elétrica progressiva que ajusta o peso conforme a velocidade aumenta ou diminui.

Viajando a 120 km/h na estrada o ponteiro encosta nos 3 mil giros, mas quase não se ouve ruído de vento dentro do carro. Por outro lado, acima dessas rotações o barulho do motor invade a cabine quando se aperta o acelerador com vontade. Pena que o desempenho do propulsor não acompanhe o volume dos decibéis, especialmente em retomadas e ultrapassagens. A função “Drive Mode” alterna entre os modos Eco, que faz as rotações baixarem, Normal e Sport, que vai no caminho contrário e já eleva naturalmente as rotações com reduções prontas. No mais, o carro é gostoso de dirigir.

KIA SPORTAGE EX P.254 para PCD – Itens de Série

Sportage LX vem de fábrica com ar-condicionado, direção elétrica, trio elétrico, controle de cruzeiro, rádio com CD/MP3, além de USB, AUX e Bluetooth, volante multifuncional, câmera de ré e rodas de liga leve aro 17A versão EX agrega, além dos itens da básica, ar-condicionado duas zonas, aletas no volante para trocas de marchas, airbags laterais e de cortina, assistente de partida em rampa, câmera de ré com visor na tela multimídia, controles de tração e de estabilidade e de velocidade em declives, 10 ajustes elétricos no banco do motorista, botão start/stop para ligar o veículo, chave presencial, luzes de leitura de led, iluminação de cortesia nas maçanetas, revestimento de couro para os bancos, volante, alavanca de câmbio e forrações de portas (parcialmente), sensor de chuva, multimídia com DVD, GPS e tela sensível ao toque de 7”, retrovisores com rebatimento elétricofaróis de neblina e lanternas de led, teto solar panorâmico duplo e rodas de liga leve de 19”. Isso mesmo, controles eletrônicos de tração e de estabilidade só vem de série na versão topo.

Vale a compra?

SimO Sportage ficou maior, mais espaçoso, com o design atualizado e alinhado com o restante dos veículos da marca. No interior, a sensação é de um ambiente PremiumEm termos de equipamentos, oferece mais do que muitos concorrentes mais caros. A primeira geração do Sportage (1996-2002) vendeu 554 mil unidades no mundo, a segunda (2004-2009) comercializou 842 mil exemplares, a terceira (2009-2015) emplacou 1,6 milhão de carros e a expectativa da marca agora é de comercializar mais de 3 milhões de Sportages. Nas palavras do CEO da Kia, o utilitário é um carro destinado à um público com idade na faixa dos 30 aos 49 anos. Para clientes que estão sempre conectados e que têm renda média de R$ 25 mil, sendo esse universo composto metade por homens e metade por mulheres. Mas, para conquistar esse público, e se posicionar onde deseja, o Sportage vai ter que superar uma forte concorrência dos nacionalizados BMW X1 e Mercedes GLA, para ficar só em dois modelos. Sem falar no novo Tucson, que chegará com mecânica mais moderna do que a do ix35 nacional, dotado da mesma mecânica do Sportage.

Ficha técnica

Motor: Dianteiro, transversal, 4 cil. em linha, 16V, comando duplo, injeção eletrônica, flex
Cilindrada: 1.999 cm³
Potência: 167 cv a 6.200 rpm
Torque: 20,2 kgfm a 4.700 rpm
Câmbio: Automático de seis velocidades, tração dianteira
Direção: Elétrica
Suspensão: Independente McPherson na dianteira e independente multi-link na traseira
Freios: Discos ventilados à frente e sólidos atrás
Pneus: 245/45 R19

Dimensões

Comprimento: 4,48 m
Largura: 1,85 m
Altura: 1,66 m
Entre-eixos: 2,67 m
Tanque: 62 litros
Porta-malas: 868 litros (fabricante)
Peso: 1.570 kg

Fonte: Noticias Automotivas

 

Conheça também:

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-audi/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-bmw/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-chery/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-chevrolet/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-citroen/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-fiat/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-ford/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-honda/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-hyundai/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-jeep/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-kia/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-land-rover/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-mercedes-benz/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-mitsubish/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-nissan/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-peugeot/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-renault/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-toyota/

KIA GRAND CARNIVAL EX para PCD

KIA GRAND CARNIVAL EX para PCD

Az Isenções –  Imagem meramente ilustrativa

KIA GRAND CARNIVAL EX para PCD

Kia Carnival 2020 PCD: detalhes, equipamentos, novidades e versões

A Kia Carnival é uma minivan de porte grande da marca sul-coreana que é vendida no Brasil há muitos anos.

Com mais de 20 anos de mercado internacional, o monovolume foi projetado para atender as famílias americanas.

A fim de disputar mercado com rivais como Dodge Caravan, Chrysler Voyager e Honda Odyssey, a Carnival é uma das opções sul-coreanas.

O projeto foi bem-sucedido e desde 1998 atua nos EUA, onde foi vendida também como Sedona e Entourage.

Diferente das minivans europeias, a Kia Carnival buscou o porte maior das familiares americanas.

Este segmento geralmente pode levar até oito pessoas com conforto acima da média.

Além disso, as minivans para os EUA possuem sistemas de entretenimento para todo mundo e motores V6 a gasolina.

Outra característica que marca esse tipo de carro e também o produto da Kia Motors é a versatilidade.

Algumas versões trazem itens de série, opcionais ou acessórios para limpeza a bordo, entre outros usos.

Pensada para família grande, a Kia Carnival é um veículo grande e muito espaçoso, que possui compartimentos diversos.

Apesar do mercado estar em busca dos SUVs e crossovers, especialmente nos EUA, as minivans resistem.

O motivo é que famílias tradicionais não abrem mão da praticidade e volume internos, superiores aos SUVs.

Em sua terceira geração, a Carnival continua a ser uma das poucas que restaram no mercado norte-americano e mundial.

KIA GRAND CARNIVAL EX para PCD – Detalhes

Imponente e elegante, a KIA GRAND CARNIVAL EX para PCD é uma minivan que se renovou bastante nestes últimos 20 anos.

Aqui no Brasil, ela é a única opção de seu segmento, uma vez que Hyundai e Chrysler deixaram de vender há algum tempo.

Disponível em duas versões com códigos, a minivan mantém seu porte e status, afinal, é um veículo para poucos.

Bem focada na família, ela tem muitos itens de conforto, segurança e entretenimento, algo importante nessa proposta.

Com 5,115 m de comprimento, 1,985 m de largura, 1,755 m de altura e 3,060 m de entre eixos, a Kia Carnival é enorme.

Por fora, ela empresa um estilo bastante sóbrio, dotada de faróis duplos de LED com luzes diurnas em LED.

A frente tem uma grade metalizada com frisos trançados, tendo logotipo da Kia junto do capô.

Este é curto e alto, tendo vincos pouco pronunciados.

O para-choque possui faróis de neblina bem pequenos, assim como grade inferior com acabamento cinza.

Há um spoiler na parte inferior e sensores de estacionamento, o que ajuda muito nas manobras, devido ao seu porte.

Nas laterais, as rodas de liga leve aro 18 polegadas possuem estilo até certo ponto esportivo, tendo pneus 235/60 R18.

Além disso, a Kia Carnival conta com retrovisores com rebatimento elétrico e aquecimento.

Eles também possuem ajustes elétricos e função tilt down, útil para ver a guia da rua em manobras de estacionamento.

O monovolume coreano tem também portas laterais de abertura elétrica com comando na chave e portas.

Pode-se abri-las também por dentro, na frente e na segunda fileira.

Elas possuem um sistema de travamento automático que impede sua abertura em movimento.

Outro ponto importante é que essas portas laterais corrediças possuem acionamento elétrico e sistema antiesmagamento.

A linha de cintura é alta e passa a impressão de robustez e segurança.

A área envidraçada é bem grande e conta com vigias laterais traseiras mais elevadas.

Os vidros são todos verdes e o para-brisa é pouco avançado.

O teto reto tem dois vidros panorâmicos de abertura elétrica para ampliar a claridade interna.

Na traseira, as lanternas da Kia Carnival são em LED e duplas, cortadas pela tampa do bagageiro.

Este possui acionamento elétrico com sensor de aproximação e abertura com o pé, facilitando com compras na mão.

Para fechar, basta acionar a chave, internamente ou com o próprio pé, além do botão na tampa.

A vigia traseira é grande e tem desembaçador, lavador e limpador.

Há também spoiler pronunciado e antena barbatana logo acima.

Com aparência musculosa, a traseira tem ainda integrado com proteção inferior em preto e com refletores.

A tampa possui área de placa e câmera de ré, ficando os sensores de estacionamento no protetor.

Finalizando o exterior, a Kia Carnival tem frisos cromados sobre as janelas, colunas B e C em preto brilhante e barras cromadas no teto.

As maçanetas são próximas e possuem sensor de aproximação, tendo as colunas A pequenas vigias também.

Se por fora a minivan da Kia parece muito boa, por dentro, ela mostra quem realmente é.

O ambiente é muito amplo e acolhedor, tendo dois tons e uma série de itens que só agradarão a família.

O painel ainda sustenta o estilo anterior da Kia Motors, mas agrada, não sendo exatamente uma obrigação impressionar.

A instrumentação é analógica e com display central multitarefa de 7 polegadas com grafismos em 3D.

A visibilidade é boa.

O volante multifuncional em couro tem múltiplos ajustes e comandos de piloto automático, mídia, telefonia e computador de bordo.

Com botão de partida no painel, a Kia Carnival tem ainda multimídia com tela de bom tamanho sensível ao toque e câmera de ré.

Ela reproduz DVD, CD, MP3 e ainda tem conexão Bluetooth e USB, além de rádio AM-FM.

O monovolume asiático chama atenção por ter carregamento indutivo de smartphone, que exclui o uso de cabo de energia.

O sistema funciona apenas em aparelhos com a tecnologia, ou seja, os mais caros e recentes.

Existem dois porta-luvas, sendo um refrigerado.

A Kia Carnival tem ainda diversos porta-copos/garrafas/trecos e os bancos dianteiros tem ajustes elétricos.

O revestimento geral é em couro bege, mesma tonalidade da parte inferior do painel, portas e guarnições.

Para dar conta de oito pessoas num imenso salão, a Kia adicionou um ar condicionado com três zonas de temperatura.

Com ionizador, a climatização tem temperatura traseira e ventilação ajustados pela segunda fileira.

Os difusores de ar traseiros ficam no teto, abrangendo todos os seis assentos em couro posteriores.

Existe ainda um compartimento para objetos refrigerados sob o apoio de braço dianteiro, mas voltado para a segunda fileira.

Os bancos da segunda fileira são modulares e permitem ampliar ou reduzir o espaço para pernas na terceira fileira.

os bancos centrais viram mesas e todos possuem ajustes de encosto.

Outro item versátil na Kia Carnival é a possibilidade de se retirar todos os assentos ou rebater os da segunda fileira.

Nesse caso, eles ficam bem verticais e encostados nos dianteiros, enquanto a terceira fileira se integra com o assoalho.

O espaço fica em 4.022 litros, com 2.220 litros só com a terceira na posição normal.

Com oito pessoas, o volume é de excelentes 960 litros.

Ou seja, é espaço para levar a casa interna na viagem.

O habitáculo conta ainda com luzes de leitura individuais e airbags de cabeça até atrás, sendo que na frente existem dois frontais e dois laterais, além desses de cortina.

Falando em segurança, a Kia Carnival conta com controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa e alarme com função pânico.

Além disso, dispõe de alerta de ponto cego, alerta de tráfego traseiro cruzado em manobras de ré e Isofix com Top Tether.

Na preocupação com as crianças, até os tetos solares elétricos possuem sistema antiesmagamento, assim como nas janelas laterais das portas corrediças.

KIA GRAND CARNIVAL EX para PCD – Novidades

A Kia Carnival geralmente tinha versão única, mas na linha 2020, a Kia Motors adicionou uma versão a mais.

A versão de código 558 já estava disponível, mas a opção 658 surgiu com um diferencial interessante.

Essa versão vem com sete assentos, contando assim com espaço entre os ocupantes da segunda fileira.

A opção 658 também não tem o porta-luvas superior.

Na parte de segurança, a Carnival 658 tem também cintos centrais traseiros de três pontos.

A 558 vem apenas com cintos subabdominais.

Não existem diferenças mecânicas ou estéticas entre as opções 558 e 658, assim como também o preço é o mesmo.

Essa é a única novidade da Kia Carnival para a linha 2020.

KIA GRAND CARNIVAL EX para PCD – Versões

  • Kia Carnival versão 558
  • Kia Carnival versão 658

KIA GRAND CARNIVAL EX para PCD – Equipamentos

A Kia Carnival traz de série sete (658) ou oito assentos (558), cintos centrais subabdominais (558), cintos centrais de três pontos (658), porta-luvas superior (exceto 658), ar condicionado trio zone digital com ionizador e alarme.

Comandos de ventilação e climatização traseiros, bancos em couro, bancos dianteiros com ajustes elétricos e traseiros modulares.

Multimídia com tela sensível ao toque de 8 polegadas com DVD/CD, MP3, Bluetooth, USB, rádio e câmera de ré.

Direção hidráulica com coluna ajustável em altura e profundidade, volante multifuncional em couro e cluster Super Vision com tela de 7 polegadas.

Carregador indutivo de smartphone, acabamento em dois tons, botão de partida, entrada sem chave, porta-luvas refrigerado, porta-objetos sob o apoio de braço e mais abaixo para os passageiros traseiros.

Luzes de leitura, vidros elétricos com sistema antiesmagamento, travas elétricas, retrovisores elétricos com rebatimento elétrico e aquecimento, função tilt down, alerta de ponto cego nos espelhos externos e retrovisor interno eletrocrômico.

Sensores de chuva e crepuscular, piloto automático, porta-copos iluminado, bancos traseiros com apoios de braço retráteis, tetos solares panorâmicos com função antiesmagamento e portas laterais corrediças de acionamento elétrico.

Vidros climatizados, assoalho plano, tampa do bagageiro com abertura e fechamento elétricos com sensor de aproximação, chave eletrônica multitarefa, rodas de liga leve aro 18 polegadas, pneus 235/60 R18 e freios ABS com EDB.

Controle de tração, controle de estabilidade, assistente de partida em rampa, Isofix, airbags frontais, airbags laterais e airbags de cortina.

Sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, faróis de LED, faróis de neblina, luzes diurnas em LED, lanternas em LED com lanterna de neblina, barras longitudinais de alumínio no teto, antena barbatana e spoiler traseiro.

Lavador e limpador do vidro traseiro, sistema antiesmagamento das portas laterais, difusores de ar para segunda e terceira fileiras, cobertura retrátil do bagageiro e alerta de tráfego cruzado traseiro.

Estepe temporário, Auto Hold (frenagem do veículo engatado e parado), modo de condução Eco Drive, faróis de neblina e detalhes externos prateados.

Espelho esquerdo externo convexo, lanterna portátil no bagageiro, freio de estacionamento elétrico, alavanca de câmbio com acabamento em couro e sistema de som com quatro alto-falantes e dois tweeters.

Três tomadas de energia de 12 volts.

KIA GRAND CARNIVAL EX para PCD – Preços

 

  • Kia Carnival versão 558 – R$ 289.990
  • Kia Carnival versão 658 – R$ 289.990

Não existem opcionais, exceto as pinturas metálicas.

Nesse caso, o monovolume vem na cor Branco Claro sólido sem custo extra.

Outra opção é o Prata Acetinado, que custa R$ 1.600.

Já as cores Branco Neve, Cinza Pantera e Preto Aurora são perolizadas e custam R$ 2.300.

KIA GRAND CARNIVAL EX para PCD – Motor

A Kia Carnival é equipada com um motor V6 3.3 da família Lambda.

Esta linha de motores em V da Hyundai-Kia foi lançada em 2006.

O propulsor é feito em alumínio, tanto bloco como cabeçote e cárter.

Ele emprega dois cabeçotes com duplo comando de válvulas variável e quatro válvulas por cilindros.

Assim, com 24 válvulas, o Lambda 3.3 tem 3.342 cm3 de volume e taxa de compressão de 10,6:1 com nossa gasolina.

Com injeção multiponto, o V6 3.3 da Carnival tem 92 mm de diâmetro dos pistões e 83,8 mm de curso.

Aspirado, o propulsor entrega 270 cavalos a 6.400 rpm e 32,4 kgfm a 5.300 rpm.

Essa versão do Lambda 3.3 é a mais simples e usada em mercados menos exigentes em termos de emissão.

Existe ainda uma versão GDi com injeção direta de combustível e outra com dois turbos, esta presente no Stinger GT.

Junto desse motor V6 3.3, a Kia Carnival usa uma caixa automática de seis marchas com conversor de torque e modo manual para troca de marchas.

A tração é sempre dianteira.

KIA GRAND CARNIVAL EX para PCD – Desempenho

A Kia Carnival vai de 0 a 100 km/h em 8,5 segundos e tem máxima de 200 km/h, sendo um desempenho bom.

Ela pesa 2.155 kg e isso parece influir pouco no desempenho do carro, que é surpreendente pelo seu porte.

Ainda mais que o V6 3.3 tem torque de motor 2.0 turbo e em rotação bem elevada.

KIA GRAND CARNIVAL EX para PCD – Consumo

No caso do consumo, a Kia Carnival reflete exatamente a falta de um motor turbo com injeção direta de combustível.

Também seu peso enorme e sua falta de torque em baixa não poderia evitar um consumo como o descrito abaixo.

Na cidade, ela faz somente 6,4 km/l de gasolina, enquanto na estrada não passa de 8,4 km/l.

Com apenas isso, na rodovia, em teoria ela entrega 672 km de autonomia com seu tanque de 80 litros.

A minivan ainda tem o modo Eco Drive para tentar melhorar o consumo.

Kia Carnival – manutenção e revisão

O plano de revisões da Kia Motors divulga os preços apenas das três primeiras manutenções programadas.

Cada revisão é feita normalmente a cada 10.000 km ou 12 meses.

No entanto, se o veículo tiver uso severo, recomenda-se reduzir o período para 5.000 km ou seis meses.

A Kia recomenda nesses casos, troca de óleo do motor, filtro de óleo, filtro de ar, demais lubrificantes e alinhamento e balanceamento das rodas.

A tolerância é de 500 km para mais ou para menos em cada revisão programada.

No caso da Kia Carnival, a primeira revisão conta com troca do bujão do cárter, óleo 5W30 e filtro de óleo com 10.000 km.

Nessa revisão, a Kia cobra R$ 365,32 de peças, além de R$ 644,00 de mão de obra, totalizando R$ 1.009,32.

Na segunda revisão, com 20.000 km, além dos itens acima, são incluídos filtro do ar condicionado e filtro de ar do motor, elevando o preço das peças para R$ 800,95.

A mão de obra sai por R$ 1.104,00 e toda a revisão fica por R$ 1.904,95.

Os filtros de ar da climatização e do motor saem da terceira revisão, aos 30.000 km, cujas peças somam novamente R$ 365,32.

Já a mão de obra fica bem mais cara: R$ 966,00.

Assim, a terceira revisão custa R$ 1.331,32.

No total, o proprietário da Kia Carnival gastará nas três primeiras revisões ou três anos de uso, um total de R$ 4.245,39.

Como o perfil dos clientes é de classe média para alta, então o custo é até aceitável para quem pretende levar até oito pessoas.

O ruim é que as demais revisões tem preços que só a rede Kia Motors sabe e é preciso consulta-la para ver se não há discrepância entre as revendas.

A Kia Motors tem ainda o conceito de atendimento batizado de Promise To Care com atendimento personalizado e individualizado, tendo ainda serviços rápidos de até 60 minutos com verificação de itens básicos do automóvel.

Chamado Serviço Expresso, consiste em troca de óleo e filtro, inspeção de diversos itens do veículo, teste de bateria, rodízio de pneus e lavagem e limpeza interna do carro.

Há também transporte para o cliente no pós-venda, retirada e entrega do veículo em domicílio, entre outros.

Revisão

Preços

10.000 kmR$ 1.009,32
20.000 kmR$ 1.904,95
30.000 kmR$ 1.331,32

KIA GRAND CARNIVAL EX para PCD – Ficha Técnica

Motor

Lambda V6 3.3 DOHC

TipoDianteiro, transversal e gasolina
Número de cilindros6 em V
Cilindrada em cm33.342
Válvulas24 (4 por cilindro)
Taxa de compressão10,6:1
Injeção eletrônica de combustívelMultiponto
Potência Máxima270 cv com gasolina a 6.400 rpm
Torque Máximo32,4 kgfm com gasolina a 5.300 rpm

Transmissão

TipoAutomática de seis marchas com conversor de torque

Tração

TipoDianteira

Freios

TipoDiscos ventilados (dianteira) e discos (traseira)

Direção

TipoHidráulica

Suspensão

DianteiraIndependente, McPherson, com molas helicoidais
TraseiraMultibraço, com molas helicoidais

Rodas e Pneus

RodasLiga-leve de 18 polegadas
Pneus235/60 R18

Dimensões

Comprimento total (mm)5.115
Largura (mm)1.985
Altura (mm)1.755
Distância entre os eixos (mm)3.060

Capacidades

Capacidade de carga (kg)615
Porta-malas (litros)960
Tanque (litros)80
Peso vazio em ordem de marcha (kg)2.155
Coeficiente de arrasto (Cx)ND

Fonte: Noticias Automotivas

 

Conheça também:

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-audi/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-bmw/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-chery/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-chevrolet/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-citroen/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-fiat/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-ford/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-honda/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-hyundai/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-jeep/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-kia/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-land-rover/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-mercedes-benz/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-mitsubish/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-nissan/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-peugeot/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-renault/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-toyota/

KIA SORENTO EX S.152 para PCD

KIA SORENTO EX S.152 para PCD

Az Isenções –  Imagem meramente ilustrativa

KIA SORENTO EX S.152 para PCD

Kia Sorento 2020 PCD: preços, motores, consumo, equipamentos (e detalhes)

Atual utilitário-esportivo mais caro da Kia Motors no mercado brasileiro, o Kia Sorento iniciou sua história por aqui no ano de 2004.

O modelo estreou com um atraso de um ano e meio em relação à sua primeira aparição no Salão do Automóvel de São Paulo e foi ainda o primeiro automóvel mais refinado ofertado pela fabricante sul-coreana em nosso País.

KIA SORENTO EX S.152 para PCD – História no Brasil

Ele chegou mais precisamente em abril de 2004 com preço inicial de R$ 157,9 mil. Ou seja, uma cifra bastante elevada ainda hoje, quanto mais para a época.

Todavia, o modelo competia com o Jeep Cherokee Sport, que custava a partir de R$ 156.690 também em sua versão com motor a gasolina, com o Mitsubishi Pajero Sport HPE, que tinha preços a partir de R$ 142.990, e com o “primo” Hyundai Santa Fé, por R$ 120 mil iniciais.

Logo em seu primeiro ano de vendas, o Kia Sorento conseguiu se posicionar como um dos destaques da marca no mercado nacional.

Ele foi responsável por 17,5 por cento das vendas da empresa em 2005 e contribuiu para um crescimento expressivo de 191,2% em relação ao volume de unidades registrado em 2004.

Atualmente o Kia Sorento está em sua terceira geração. Todavia, sobretudo por conta dos preços elevados, o modelo é praticamente um figurante na gama da marca sul-coreana.

No primeiro semestre deste ano, o SUV não conseguiu se posicionar nem entre os 40 mais vendidos da categoria, sendo superado por modelos como Toyota SW4 e Chevrolet Trailblazer, embora esses últimos sejam mais “rústicos” por usar base de picapes.

KIA SORENTO EX S.152 para PCD– Detalhes

A primeira geração do KIA SORENTO EX S.152 para PCD estreou em meados de 2004 para competir com modelos como Mitsubishi Pajero, Nissan X-Terra, Land Rover Discovery 3, Toyota Land Cruiser Prado, Hyundai Santa Fe, Jeep Cherokee e Land Rover Freelander.

O modelo contava com um design agradável para a época, com conjunto óptico com seta integrada, grade dianteira em sintonia com as linhas do capô, para-choque dianteiro com faróis de neblina integrados, bagageiro de teto, laterais sem muitos vincos, frisos na cor da carroceria, lanternas traseiras verticais, entre outros.

Já o interior trazia como destaque as amplas janelas, além do acabamento com aço escovado e cromado.

Entre os equipamentos, o carro contava com ar-condicionado de duas zonas, computador de bordo com CD e MP3 player, vidro do porta-malas com abertura independente, entre outros.

Além disso, a marca dava ênfase à segurança do carro, com cinco estrelas nos testes de impactos frontal e lateral do NHTSA nos EUA.

O SUV tinha 4,56 metros de comprimento, 1,86 m de largura e 1,72 m de altura, com entre-eixos de 2,71 m. O porta-malas oferecia capacidade para 441 litros.

Segunda geração

A segunda geração, por sua vez, chegou apostando no visual, conforto e custo benefício. O novo Kia Sorento começou a ser vendido em 2010 e tinha como destaque o design assinado por Peter Schreyer (ex-designer da Audi).

Além disso, ele trazia preços competitivos a partir de R$ 96,9 mil, mirando em modelos como Captiva, Santa Fe e Journey.

O design do carro seguia a nova identidade visual da Kia, com uma nova grade frontal “nariz de tigre” e faróis mais espichados.

Já as laterais passaram a ostentar linha de cintura ascendente e mais elevada e vincos marcantes na lataria. A traseira, por sua vez, adotou lanternas em LED que invadem a tampa do porta-malas.

Na cabine, o carro passou a dispor de um acabamento ainda mais refinado, com soleiras iluminadas.

Além disso, o espaço ficou mais amplo, passando a acomodar até sete pessoas, enquanto o porta-malas tinha capacidade para até 1.047 litros de bagagem.

Ele ficou 95 mm maior, 15 mm mais baixo e 19 mm mais perto do chão, enquanto o entre-eixos diminuiu 10 mm. O peso do carro, em contrapartida, teve redução de 215 kg.

O Sorento recebeu ainda novos recursos, como rodas de 18 polegadas, teto solar panorâmico, faróis de xênon com lavador, entre outros.

Terceira geração

Em outubro de 2015, foi a vez da terceira geração do Kia Sorento. O modelo seguiu evoluindo e trouxe um visual totalmente novo, também alinhado aos novos padrões da marca, além de uma cabine mais espaçosa e refinada e um novo motor 3.3 V6 de 270 cv.

No design, o carro manteve a grade “nariz de tigre”, mas com formato mais amplo e encorpado, conectada aos novos faróis com recorte mais agressivo.

O carro recebeu ainda um capô mais longo, teto mais baixo, linha de cintura mais elevada e carroceria com formas mais marcantes.

A traseira ganhou novas lanternas com desenho retangular.

O interior adotou novos matérias de acabamento macios ao toque e apliques em couro.

As novas medidas também contribuíram para um espaço mais amplo, com 95 mm a mais no comprimento, 5 mm a mais na largura e 80 mm no entre-eixos, enquanto a altura foi reduzida em 5 mm.

O porta-malas acomoda até 2.067 litros com as duas fileiras rebatidas, 1.076 l com a terceira fileira rebatida e 319 l com as três fileiras erguidas.

Fora isso, ele ficou mais equipado, com direito a itens como detector de ponto cego, faróis dianteiros com facho direcional adaptativo, abertura elétrica da tampa do porta-malas por aproximação, entre outros.

KIA SORENTO EX S.152 para PCD – Novidades com o passar dos anos

Novo motor a diesel em 2008

Em maio de 2008, a Kia Motors anunciou a chegada de uma nova opção de motorização para a gama da primeira geração do Sorento.

O carro passou a contar também com um novo motor 2.5 litros turbodiesel de quatro cilindros, dotado de injeção direta com common rail e comando duplo de válvulas no cabeçote.

Este novo propulsor era capaz de desenvolver até 170 cavalos de potência, a 3.800 rpm, e 40 kgfm de torque, a 2.000 rpm, e contava ainda com uma transmissão automática de cinco velocidades e sistema de tração nas quatro rodas.

A linha contava também com o 3.8 V6, com alimentação por injeção eletrônica sequencial, comando de válvulas variável (CVVT), tipo DOHC com 24 válvulas, que entregava 267 cavalos de potência a 6.000 rpm e torque máximo de 36,0 kgfm a 4.500 rotações por minuto.

Chegada da nova geração em 2010

A segunda geração do Kia Sorento começou a ser vendida pela fabricante sul-coreana no fim do primeiro semestre de 2010.

O modelo evoluiu em todos os sentidos e foi ofertado em cinco versões de acabamento, com duas opções de motorização e interior com cinco ou sete lugares.

Em comparação com a geração antiga, o carro ficou 95 mm mais comprido, mesma largura, 15 mm mais baixo e 215 kg mais leve.

A versão mais cara do novo Sorento era dotada de airbags frontais, laterais e de cortina, teto solar panorâmico elétrico, banco do motorista com ajustes elétricos, chave presencial, lanternas em LED, ar-condicionado para as duas últimas fileiras, câmera de ré, retrovisor fotocrômico, sensores de luz e chuva, retrovisores com rebatimento elétrico, computador de bordo, rodas de liga-leve de 18 polegadas, sistema de som com comandos no volante e entrada USB, acabamento interno em couro, entre outros.

Ele contava com um motor 2.4 litros de quatro cilindros a gasolina, de até 174 cv, ou um 3.5 V6 de 278 cv.

Preços do Kia Sorento em 2010

Sorento EX S.253 2.4 4×2 com 5 lugares: R$ 96.900
Sorento EX S.357 2.4 4×2 com 7 lugares: R$ 115.900
Sorento EX S.457 2.4 4×4 com 7 lugares: R$ 120.900
Sorento EX S.559 3.5 4×2 com 7 lugares: R$ 119.900
Sorento EX S.659 3.5 4×4 com 7 lugares: R$ 124.900

Nova central multimídia com GPS integrado em 2012

Em maio de 2012, o Kia Sorento de segunda geração recebeu um novo sistema multimídia, dotado de navegador GPS integrado, CD e MP3 player, entradas USB e para iPod, tela sensível ao toque, Bluetooth com comandos no volante, câmera de ré, calculadora e conversor de unidades.

Este novo recurso foi ofertado na configuração com motor 3.5 V6 a gasolina, câmbio automático, tração 4×4 e interior para sete ocupantes.

O Kia Sorento dotado da nova central multimídia partia de R$ 130,9 mil.

Mudanças visuais em 2013

A segunda geração do Kia Sorento passou por suas primeiras mudanças visuais em maio de 2013.

Entre as novidades, o utilitário-esportivo recebeu para-choques redesenhados, faróis e lanternas traseiras com novo layout interno e iluminação em LED, grade frontal com novo formato, novas rodas de liga-leve, central multimídia com tela sensível ao toque de sete polegadas, novo teto solar panorâmico e novos detalhes de acabamento no interior.

Na ocasião, o Sorento 2014 foi ofertado com preço de R$ 109.900 para o modelo com motor 2.4 litros, podendo atingir os R$ 149.900 na configuração topo de linha dotada de um propulsor 3.5 V6.

Entre os principais equipamentos, o SUV entregava sete lugares, seis airbags, freios ABS, controles de estabilidade e tração, piloto automático, faróis de xênon, sistema de som com Bluetooth e navegador GPS, teto solar elétrico, entre outros.

Estreia da terceira geração em 2015

Em setembro de 2015 foi a vez da estreia da terceira geração do Kia Sorento.

O modelo evoluiu e passou a dispor de um visual alinhado com os lançamentos mais recentes da Kia Motors, além de um interior mais amplo e refinado, novos recursos de entretenimento, conforto e segurança, carroceria mais rígida para oferecer maior segurança e um novo motor 3.3 V6.

Por a partir de R$ 183,9 mil, o carro oferecia um propulsor capaz de entregar até 270 cavalos de potência, atrelado a um câmbio automático de seis velocidades com opção de troca sequencial e sistema de condução eco drive, sport e normal.

Retorno do modelo EX com motor 2.4 e novo visual em 2018

A primeira novidade da linha 2018 do Kia Sorento foi anunciada em janeiro.

O carro voltou a ofertar a versão de entrada EX com motor 2.4 litros de quatro cilindros, capaz de entregar 172 cavalos de potência máxima e 22,5 kgfm de torque máximo, combinado a um câmbio automático de seis marchas e tração 4×2.

“O modelo foi vendido no país até 2015, mas, durante o Inovar-Auto, optamos por reduzir o número de versões de toda a nossa linha de veículos por uma questão estratégica”, revelou o diretor de vendas da Kia Motors na época, Ary Jorge Ribeiro.

“Agora, esta versão retorna ao Brasil com visual renovado, incorporando as novidades do novo Sorento recém-lançado no exterior”.

O carro passou a dispor ainda de um visual retocado, com direito a novos faróis, para-choques dianteiro e traseiro redesenhado e nova ponteira de escape. O Kia Sorento EX partia de R$ 166.990.

Novas versões com tração AWD 

Já em maio de 2018, o Kia Sorento recebeu a opção de tração integral AWD para os modelos 2.4 e 3.5 V6. Esta nova configuração podia ser encontrada nas revendas por a partir de R$ 169.990.

KIA SORENTO EX S.152 para PCD – Versões

Kia Sorento S.152: equipado com seis airbags, controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, ar-condicionado digital de duas zonas com saída de ar traseira, chave presencial, partida por botão, computador de bordo no painel de instrumentos, console central com descansa-braço, porta-objetos e porta-copos, descansa-braço no banco traseiro com porta-copos, indicador de marchas, piloto automático, sistema de som com 4 alto-falantes e dois tweeters e volante ajustável em altura e profundidade.

Há ainda vidros com sistema antiesmagamento, maçanetas externas cromadas, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, luzes de posição em LED, retrovisores externos com rebatimento elétrico e setas em LED, rodas aro 18, seletor de modos de condução, central multimídia com tela de sete polegadas, Android Auto e Apple CarPlay, sete lugares, acabamento interno em couro, retrovisor interno eletrocrômico, Isofix, banco do motorista e do passageiro com ajustes manuais,  entre outros.

Kia Sorento S.172: itens do modelo anterior, mais tração AWD.

Kia Sorento S.254: agrega motor V6 com câmbio de oito marchas, banco do motorista com ajustes elétricos, faróis e lanternas em LED, rodas de 19 polegadas, teto solar duplo panorâmico, seletor de modos de condução com modo Smart,, sistema Auto Hold, entre outros.

Kia Sorento S.275: traz tração AWD, tampa do porta-malas com abertura elétrica por aproximação, banco do passageiro com ajustes elétricos, assistente de tráfego, detector de ponto cego, entre outros.

KIA SORENTO EX S.152 para PCD – Preços

  • Kia Sorento EX 2.5 Diesel MT AWD: de R$ 42.600 (2006) a R$ 47.784 (2009)
  • Kia Sorento EX 2.5 Diesel AT AWD: de R$ 41.458 (2004) a R$ 50.584 (2009)
  • Kia Sorento EX 3.5 V6 AT AWD: de R$ 33.070 (2003) a R$ 37.858 (2006)
  • Kia Sorento EX 3.8 V6 AT AWD: de R$ 37.898 (2006) a R$ 41.887 (2009)
  • Kia Sorento LX 2.5 Diesel MT AWD: de R$ 37.134 (2005) a R$ 38.830 (2006)
  • Kia Sorento LX 2.5 Diesel AT AWD: de R$ 39.160 (2005) a R$ 40.920 (2006)
  • Kia Sorento 2.4 AT: de R$ 57.508 (2011) a R$ 146.404 (2018)
  • Kia Sorento 2.4 AT AWD: de R$ 58.376 (2011) a R$ 155.404 (2018)
  • Kia Sorento 3.3 V6 AT: de R$ 143.854 (2015) a R$ 191.499 (2018)
  • Kia Sorento 3.5 V6 AT: de R$ 60.315 (2011) a R$ 179.302 (2018)
  • Kia Sorento 3.5 V6 AT AWD: de R$ 65.585 (2010) a R$ 194.600 (2018)
  • Kia Sorento S.152 2.4 AT: R$ 159.990 (0 km)
  • Kia Sorento S.172 2.4 AT AWD: R$ 169.990 (0 km)
  • Kia Sorento S.254 3.5 V6 AT: R$ 199.990 (0 km)
  • Kia Sorento S.275 3.5 V6 AT AWD: R$ 218.990 (0 km)

(valores com base na tabela Fipe em julho de 2018)

KIA SORENTO EX S.152 para PCD – Motor, Câmbio e Desempenho

O Sorento dispõe de uma vasta gama de motores, que variam conforme o ano e versão.

Os primeiros exemplares do Kia foram importados com um motor 3.5 V6, capaz de desenvolver 197 cavalos de potência, a 5.500 rpm, e 30,1 kgfm de torque, a 3.000 rpm, acoplado a um câmbio automático de quatro marchas e tração nas quatro rodas.

Com este aparato, o carro conseguia acelerar de 0 a 100 km/h em 12 segundos e atingir velocidade máxima de 185 km/h.

Logo depois o SUV ganhou a opção do motor 2.5 litros turbodiesel de quatro cilindros, que entregava até 140 cv, a 3.800 rpm, e 32 kgfm, a 2.000 rpm, atrelado a uma transmissão automática de quatro marchas e tração nas quatro rodas.

Ele era capaz de atingir os 100 km/h em 15 segundos e velocidade máxima de 162 km/h.

Em 2007, o Kia recebeu um motor 3.8 V6 a gasolina, com câmbio automático de cinco relações e tração integral.

Esta unidade entregava potência máxima de 267 cavalos, a 6.000 rpm, e torque máximo de 36 kgfm, a 4.500 rpm. Ele acelerava de 0 a 100 km/h em 9 segundos e alcançava máxima de 190 km/h.

Já em 2008, a primeira geração do Kia Sorento passou a dispor de um 2.5 turbodiesel mais moderno, agora com até 170 cv, a 3.800 rpm, e 40 kgfm, a 2.000 rpm, combinado a um novo câmbio automático de cinco velocidades e tração nas quatro rodas.

Com ele, o SUV passou a acelerar de 0 a 100 km/h em 12,3 segundos. A velocidade máxima era limitada a 182 km/h.

A segunda geração do Kia Sorento estreou com um motor 2.4 litros de quatro cilindros a gasolina, com até 174 cavalos de potência, 6.000 rpm, e 23 kgfm de torque, a 3.750 rpm.

Junto a ele estava uma transmissão automática de seis marchas e tração dianteira ou integral.

O Kia conseguia alcançar os 100 km/h em 12,6 segundos e velocidade máxima de 181 km/h.

Ele ofereceu ainda a opção do 3.5 V6 a gasolina, com potência máxima de 278 cavalos, a 6.300 rpm, e torque máximo de 34,2 kgfm, a 5.000 rpm, combinado a um câmbio automático de seis velocidades e tração nas quatro rodas.

Segundo dados informados pela marca, com este conjunto o Kia Sorento acelerava de 0 a 100 km/h em 8,2 segundos. A velocidade máxima era de 190 km/h.

A terceira e atual geração do Kia Sorento estreou há dois anos com um novo motor 3.3 V6 a gasolina, que desenvolvia potência máxima de 270 cv, a 6.400 rpm, e torque máximo de 32,4 kgfm, a 5.300 rpm.

Ele traz ainda um câmbio de seis marchas e tração dianteira.

O Sorento 3.3 V6 2016 alcança os 100 km/h em 8,5 segundos e velocidade máxima de 200 km/h.

Na linha 2018, o modelo dispõe do mesmo 2.4 litros de quatro cilindros a gasolina, agora com 172 cv, a 6.000 rpm, e 22,5 kgfm, a 4.000 rpm, com câmbio automático de seis marchas e tração dianteira ou nas quatro rodas.

Este modelo vai de 0 a 100 km/h em 11,5 segundos e alcança 188 km/h.

Há também o 3.5 V6 a gasolina.

Este propulsor consegue desenvolver 280 cavalos de potência, a 6.300 rpm, e 33,6 kgfm de torque, a 5.000 rpm, e está combinado a uma transmissão automática de oito velocidades e sistema de tração nas quatro rodas.

O atual Sorento mais forte da linha acelera até os 100 quilômetros por hora em 8,5 segundos. Já a velocidade máxima é de 200 km/h.

KIA SORENTO EX S.152 para PCD – Consumo

Kia Sorento 3.5 V6 AT AWD 2004
4,7 km/l na cidade e 7 km/l na estrada

Kia Sorento 2.5 Diesel AT AWD 2005
8,6 km/l na cidade e 10,3 km/l na estrada

Kia Sorento 3.8 V6 AT AWD 2008
4,3 km/l na cidade e 5,9 km/l na estrada

Kia Sorento 2.5 Diesel AT AWD 2009
6,8 km/l na cidade e 10,2 km/l na estrada

Kia Sorento 2.4 AT AWD 2011
6,8 km/l na cidade e 8,2 km/l na estrada

Kia Sorento 3.5 V6 AT AWD 2014
6,3 km/l na cidade e 7,7 km/l na estrada

Kia Sorento 3.3 V6 AT 2016
7,2 km/l na cidade e 9,3 km/l na estrada

Kia Sorento 2.4 AT AWD 2018
7,5 km/l na cidade e 9,8 km/l na estrada

Kia Sorento 3.5 V6 AT 2018
7,2 km/l na cidade e 9,3 km/l na estrada

KIA SORENTO EX S.152 para PCD – Manutenção e Revisões

Conforme consta no site brasileiro da Kia Motors, o Sorento 2018 e Sorento 2019 contam com pelo menos três revisões a preço fixo.

Os modelos dispõem de garantia de cinco anos ou 100 mil quilômetros rodados.

No caso do Kia Sorento 2.4, a primeira revisão a 10 mil km inclui a substituição do filtro de óleo, anel bujão e óleo ACEA C3 5W30, com mão de obra gratuita, e custa R$ 248,25.

Já a segunda, a 20 mil km, inclui ainda a troca de filtro de ar e do filtro de ar-condicionado, com mão de obra por R$ 330, totalizando R$ 934,33.

Por fim, a terceira revisão segue o padrão da primeira, mas com mão de obra por R$ 300, chegando a R$ 548,25.

No caso do Kia Sorento 3.5 V6 2018 e Kia Sorento 3.5 V6 2019, as revisões incluem os mesmos itens do modelo 2.4 e são realizadas nos mesmos intervalos.

A revisão de 10 mil sai por R$ 343,13, enquanto a de 20 mil km custa R$ 1.029,21 e a de 30 mil km, R$ 643,13.

KIA SORENTO EX S.152 para PCD – Ficha Técnica

Motor

2.4

TipoDianteiro, transversal e monocombustível (gasolina)
Número de cilindros4 em linha
Cilindrada em cm³2.359
Válvulas16
Taxa de compressão10,5:1
Injeção eletrônica de combustívelEletrônica sequencial
Potência Máxima172 cv a 6.000 rpm
Torque Máximo22,5 kgfm a 4.000 rpm

Transmissão

TipoAutomático de seis velocidades

Tração

TipoDianteira ou integral

Freios

TipoDisco ventilado (dianteira) e disco sólido (traseira)

Direção

TipoElétrica

Suspensão

DianteiraIndependente, McPherson
TraseiraIndependente, multi-link

Rodas e Pneus

RodasRodas de liga-leve de 18 polegadas
Pneus235/60 R18

Dimensões

Comprimento total (mm)4.800
Largura (mm)1.890
Altura (mm)1.690
Distância entre os eixos (mm)2.780

Capacidades

Capacidade de carga (kg)547
Tanque (litros)71
Peso vazio em ordem de marcha (kg)1.870
Coeficiente de penetração aerodinâmica (Cx)0,333

 

 

Motor

3.5 V6

TipoDianteiro, transversal e monocombustível (gasolina)
Número de cilindros6 cilindros em “V”
Cilindrada em cm³3.470
Válvulas24
Taxa de compressão10,6:1
Injeção eletrônica de combustívelEletrônica sequencial
Potência Máxima280 cv a 6.300 rpm
Torque Máximo33,6 kgfm a 5.000 rpm

Transmissão

TipoAutomático de oito velocidades

Tração

TipoDianteira ou integral

Freios

TipoDisco ventilado (dianteira) e disco ventilado (traseira)

Direção

TipoElétrica

Suspensão

DianteiraIndependente, McPherson
TraseiraIndependente, multi-link

Rodas e Pneus

RodasRodas de liga-leve de 19 polegadas
Pneus235/55 R19

Dimensões

Comprimento total (mm)4.800
Largura (mm)1.890
Altura (mm)1.690
Distância entre os eixos (mm)2.780

Capacidades

Capacidade de carga (kg)514
Tanque (litros)71
Peso vazio em ordem de marcha (kg)1.943
Coeficiente de penetração aerodinâmica (Cx)0,333

Fonte: Noticias Automotivas

 

Conheça também:

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-audi/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-bmw/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-chery/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-chevrolet/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-citroen/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-fiat/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-ford/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-honda/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-hyundai/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-jeep/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-kia/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-land-rover/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-mercedes-benz/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-mitsubish/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-nissan/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-peugeot/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-renault/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-toyota/

KIA CERATO SX para PCD

KIA CERATO SX para PCD

Az Isenções –  Imagem meramente ilustrativa

KIA CERATO SX para PCD

KIA CERATO SX para PCD: preço, motor, consumo, equipamentos (e revisões)

O Kia Cerato 2020 foi lançado com preço sugerido de R$ 94.990 para a versão de entrada. Isso representa um aumento expressivo em relação aos preços anteriores, mas o modelo foi totalmente renovado para justificar isso e buscar seu lugar no disputado segmento de sedãs.

KIA CERATO SX para PCD – História

O Kia Cerato está intimamente ligado ao seu antecessor, o Sephia. Para entendermos a posição do sedã atual é preciso voltar no modelo anterior à ele. Nascido em 1992, o Kia Sephia ou Mentor, foi um sedã pequeno que chegou para ser um rival do Hyundai Elantra e de modelos japoneses no mercado americano.

Com 4,36 m de comprimento e 2,50 m de entre-eixos, o Kia Sephia tinha duas carrocerias, uma sedã e outra notchback. Produzido somente na Coreia do Sul, o modelo ganhou motores 1.5 de 79 cv, 1.6 de 105 cv e 1.8 litro com 122 cv, todos de origem Mazda, marca japonesa com a qual a Kia tinha parceria técnica.

O coreano tinha câmbio manual de cinco marchas ou automático com quatro, sempre com tração dianteira.

Chegou a ser vendido na Indonésia como Timor S515 / S516 e também aqui no Brasil, onde chegou nos anos 90 junto com o Kia Clarus e outros produtos da marca sul-coreana. Dotado de visual simpático, o Kia Sephia logo ganhou uma segunda geração, em 1997.

Foi aí que tomou ares de sedã médio ao crescer para 4,53 m de comprimento e ganhar 6 cm de entre-eixos, chegando a 2,56 m.

Além do sedã, ganhou uma variante liftback, que passou a ser chamada de Shuma, embora o nome tenha sido adotado também para o sedã, dependendo da região, bem como Mentor e Spectra. Mas, ao contrário da primeira geração, a segunda ganhou o mundo.

Durante sua produção, a Kia Motors quase faliu e teve seu controle acionário adquirido pela rival Hyundai. Assim, houve uma expansão da produção, alcançando Rússia, Egito, Indonésia e Malásia (em dois lugares diferentes).

Manteve as cilindradas anteriores, mas com novos motores. As transmissões continuaram as mesmas. Essa geração também foi vendida no Brasil, mas sem a versão liftback, que teve facelift e não caiu no gosto de muitos consumidores.

A morte do Sephia ocorreu em 2003, mas o sedã da Kia deixou um legado que dura até hoje. Na América Latina, existe uma versão do Cerato chamada Grand Sephia e dedicada ao serviço de táxi.

O nome também aparece sobre o Kia Rio em função de táxi na Colômbia. O Sephia Taxi teve duas gerações baseados no compacto e foi retirada em 2011. Durante sua vida, o modelo foi um produto original da Kia, mas a partir de 2003, o Cerato surgiu como o primeiro sedã da marca com plataforma compartilhada com a Hyundai.

Este sedã tinha frente bem baixa e versão hatchback no lugar da liftback anterior.

Com 4,50 m de comprimento (4,35 m no hatch) e 2,61 m de entre-eixos, o Kia Cerato – também chamado Sephia e Spectra – começou a ser feito na Coreia do Sul e depois na Malásia, mas foi na China que ganhou vida longa, sendo fabricado por lá até hoje.

Ele foi um irmão da minivan Carens, também já vendida no Brasil, ostentando motores novos 1.6 e 2.0, além de um 1.8 exclusivo da China e duas versões diesel com 1.5 e 2.0 litros. O estilo ainda era muito próximo do Sephia, daí a ligação entre os dois.

Essa geração não foi vendida no Brasil. Na Europa, o Cerato da primeira geração foi substituído pelo Cee´d, um hatch médio desenvolvido para a região. Saiu de linha em 2008 e em seu lugar assumiu a desejada segunda geração.

Neste caso, o modelo ganhou maior projeção mundial por conta do estilo arrojado, bem diferente dos anteriores.

Nesse caso, o Cerato ficou tão forte que assumiu o termo, sendo chamado de Forte nos EUA e em outros países.

Aqui, prevaleceu o nome Cerato. Com linhas bem europeias e colunas C bem largas, no melhor estilo alemão, o modelo assumiu as carrocerias sedã, hatchback e cupê, sendo que o primeiro e o último fizeram sucesso por aqui.

O Kia Cerato da segunda geração media 4,53 m de comprimento, enquanto o hatch ficava em 4,34 m e o cupê em 4,48 m. Todos tinham 2,65 m de entre-eixos. Internacional, o modelo continua a ser fabricado atualmente na China e no Irã, mas foi feito também na Coreia do Sul, Equador, Cazaquistão, Rússia e Malásia.

Algumas unidades hatch chegaram a ser vendidas no Brasil.

Na mecânica, adotou os motores Gamma 1.6 e Theta 2.0 e 2.4, tendo ainda uma versão 1.6 T-GDI com 204 cv e outra híbrida, movida por motor 1.6 a gás natural de 114 cv e elétrico de 20 cv, além de bateria de lítio polímero.

Este foi o primeiro carro de produção seriada a ser equipado com esse tipo de célula de energia. Na época de seu lançamento, foi chamado de “New Civic da Kia”. Em termos globais, a geração cessou em 2012.

Em seguida, eis que surge a atual geração do Kia Cerato 2019. Feito na Coreia do Sul, Malásia e Rússia, recentemente passou a ser feito na Argélia e também no México, de onde agora chegará.

Estranhamente, o atual sedã não é fabricado na China. Mantendo as três variantes de carroceria, o modelo adotou uma plataforma com 2,70 m de entre-eixos e o sedã mede 4,56 m.

Na motorização, o Gamma 1.6 de 128 cv é oferecido no Brasil com tecnologia flex, enquanto lá fora existe também o 1.6 T-GDI (injeção direta) com 201 cv. Há também o Nu 1.8 de 148 cv e as versões 2.0 de 160 cv ou 174 cv, este último GDI.

Assim como o Sephia, o Cerato atual não tem versão diesel. Assim como o anterior, ganhou câmbio automático de seis marchas, mas agora essa é a única opção além do manual.

KIA CERATO SX para PCD – Detalhes e Novidades

O Kia Cerato 2020, além das linhas mais modernas em seu visual e também no interior, que aparenta ter evoluído no acabamento, traz mudanças nas dimensões, bastante pequenas, mas significativas.

A quarta geração chega para mudar sua situação no mercado, onde antes ele tinha um excelente custo-benefício, o que agora não ocorria mais.

As dimensões mudaram e deixaram o Cerato 2020 maior. Com o aumento de 80 mm no comprimento, o porta-malas passou de 421 para 520 litros. O entre-eixos continua com os mesmos 2,70 metros da geração anterior.

O visual é fortemente inspirado no Stinger e tem significativas melhoras, com um ar mais esportivo. Os faróis contam com DRL e são de LED, assim como as lanternas. As rodas, porém, são de 16 polegadas para priorizar o conforto, sendo menor que a maioria dos concorrentes, que utilizam aro 17.

A lista de equipamentos também ficou mais interessante, tendo agora itens como controles de tração e estabilidade, seis airbags, acendimento automático dos faróis, assistente de partida em rampa, ar-condicionado dual zone, central multimídia com Android Auto e Apple Car Play, entre outros. Tudo isso, é claro, depende da versão escolhida.

Outra mudança importante foi no conjunto mecânico, que deixou de lado o motor 1.6 para adotar o Nu 2.0 Flex, de até 167 cv e 20,6 kgfm de torque, com câmbio automático de seis velocidades e quatro modos de condução.

KIA CERATO SX para PCD – Versões

  • Kia Cerato EX 2.0
  • Kia Cerato SX 2.0

KIA CERATO SX para PCD – Equipamentos

Confira abaixo os equipamentos da única versão do Kia Cerato 2020 disponível no Brasil:

Kia Cerato EX 2.0 – vem de série com Abertura interna do porta-malas e da tampa de combustível, Ar-condicionado manual com filtro antipólen, Banco do motorista com ajustes de inclinação do encosto, altura e distância dos assentos, Banco do passageiro com bolsa porta-revistas no encosto, Banco traseiro bipartido (60/40) e rebatível para ampliação do porta-malas, Volante e alavanca de transmissão revestidos em couro, Bluetooth com controle de chamada no volante, Chave “Keyless” para travamento e abertura das portas e acionamento do alarme a distância, Console central com descansa-braço, porta-objetos e porta-copos, Console central com 2 portas USB para carregamento de energia, 1 porta USB para dados/energia, tomada 12 V e auxiliar, Console no teto com porta-óculos e luzes de leitura, Descansa-braço no banco traseiro com porta-copos, Encostos de cabeça com ajuste de altura para os 5 ocupantes, Iluminação no porta-malas e porta-luvas, Indicador de marchas no conjunto de mostradores, Maçanetas internas padrão aço escovado, Manta de isolamento de ruídos na parte interna no capô do motor, Painel com revestimento soft touch, Painel com mostrador digital e computador de bordo em LCD de 3,5″, Para-sol do motorista e passageiro com porta-ticket, espelho e extensão lateral, Porta-objetos e porta-garrafas nas portas dianteiras e traseiras, Saída de ar-condicionado para o banco traseiro, Sistema de som com 4 alto-falantes e 2 tweeters, Tomada auxiliar 12 V (console central), Travamento elétrico central das portas e porta-malas, Vidros com comando elétrico nas 4 portas com sistema “um toque” e antiesmagamento para o motorista, Vidros verdes com filtro de raios UV e para-brisa laminado, Volante de direção com regulagem de altura e profundidade, Volante multifuncional com controle de som, computador de bordo e piloto automático, Antena Shark, Escapamento com ponteira cromada, Espelhos retrovisores externos com regulagem elétrica, Faróis de neblina, Grade dianteira com detalhes cromados, Lanternas de posicionamento dianteiras em LED, Limpador do para-brisa com acionamento intermitente de frequência variável, Maçanetas externas na cor do veículo, Para-choques e retrovisores externos na cor do veículo, Rodas de liga leve 16″ com pneus 205/60, Acelerador tipo Drive by wire (eletrônico), Acendimento automático dos faróis, Airbag frontal duplo, Airbag lateral e cortina, Assistente de partida em rampa – HAC, Barras de proteção contra impactos laterais nas 4 portas e zona de deformação programada (chapa dupla), Câmera de ré com gráfico auxiliar de manobra e visor no sistema multimídia, Cintos de segurança de 3 pontos, Cintos dianteiros com pré-tensionador, limitador de carga e regulagem de altura, Controle de Estabilidade – ESC, Controle de Tração – TCS, Desembaçador do vidro traseiro temporizado, Destravamento automático das portas em caso de colisão, Direção elétrica progressiva, Estepe 5ª roda, Freios a disco nas 4 rodas com ABS e EBD (ventilados na dianteira), Luz diurna de navegação em LED (DRL), Sensor de monitoramento de pressão dos pneus – TPMS, Sistema de condução “SPORT” nas trocas sequenciais, Sistema de condução Economy/Smart/Comfort, Sistema Isofix, Sistema multimídia, com tela de 8″ sensível ao toque, espelhamento de celular (Apple CarPlay e Android Auto), Bluetooth, entrada auxiliar, USB e controles de áudio e de chamada no volante.

Kia Cerato SX 2.0 – itens acima + Molduras externas das portas cromadas, Paddle shift, Para-sol do motorista e passageiro com porta-ticket, espelho, iluminação e extensão lateral, Pedaleiras e descansa-pé em aço escovado, Espelhos retrovisores externos com rebatimento e regulagem elétrica, setas integradas em LED e aquecimento, Lanternas de posicionamento dianteiras e traseiras em LED, Retrovisor interno eletrocrômico, Sistema imobilizador de condução, Chave “Smart Key” para travamento e abertura das portas e acionamento do alarme à distância, Botão “Start/Stop” para partida do motor por reconhecimento da chave “Smart Key”, Bancos, volante e alavanca de transmissão revestidos em couro, Bancos dianteiros com aquecimento em 3 níveis e Ar-condicionado automático digital Dual Zone com filtro antipólen.

KIA CERATO SX para PCD – Preços

  • Kia Cerato EX 2.0 – R$ 94.990
  • Kia Cerato SX 2.0 – R$ 104.990

KIA CERATO SX para PCD – Motor

Uma das boas mudanças na nova geração do Kia Cerato 2020 foi a adoção do novo motor Nu de 2,0 litros, flex, quatro cilindros, 16 válvulas e tecnologia Dual CVVT.

Isso permite ao Cerato 2020 desenvolver 157 cv a 6.200 rpm e 19,2 kgfm de torque a 4.700 rpm, quando abastecido com gasolina. Já com etanol, os números são ainda melhores, com 167 cv a 6.200 rpm e torque de 20,6 kgfm a 4.700 rpm.

O novo conjunto (novo para o Cerato, pois já era visto em outros modelos da marca) traz ainda acelerador eletrônico, transmissão automática de seis velocidades, trocas sequenciais (na alavanca de câmbio ou nas borboletas atrás do volante) e quatro modos de condução (Comfort, Economy, Smart e Sport).

KIA CERATO SX para PCD– Desempenho

Aceleração de 0 a 100 km/h e velocidade máxima final

Kia Cerato 2.0 AT6 – 10,5 segundos e 195 km/h

O Kia Cerato 2020 conta com o novo motor Nu2, de 2,0 litros. Esse propulsor entrega quase 40 cavalos a mais, num carro que ficou 27 kg mais leve. Ou seja, é óbvio que teremos um desempenho superior ao modelo anterior.

Na pista, o Cerato 2020 chega aos 100 km/h em 10,5 segundos, conseguindo atingir uma velocidade máxima de 195 km/h. Mas será que isso representa um carro com pegada esportiva no dia a dia?

É fato que os números do Cerato 2020 não são ruins, estando dentro da média do segmento. O problema é que ele sempre vai ter um desempenho inferior aos modelos equipados com turbocompressor.

Além disso, o casamento entre propulsor e câmbio não parece ter sido dos melhores. A transmissão faz trocas nos momentos errados e limita uma direção mais esportiva por não permitir reduções se o giro estiver acima dos 3.000 rpm.

No geral isso não deve incomodar, até pelo fato de o Cerato ter uma boa direção (precisa e com respostas imediatas), que se adapta inclusive ao modo de condução selecionado.

KIA CERATO SX para PCD – Consumo

Cidade

Kia Cerato 2.0 AT6 – 7 km/litro no etanol e 10,1 km/litro na gasolina

Estrada

Kia Cerato 2.0 AT6 – 9,3 km/litro no etanol e 12,6 km/litro na gasolina

KIA CERATO SX para PCD – Manutenção e Revisão

A Kia decidiu finalmente divulgar preços fixos de revisões, que são feitas a cada 10.000 km ou 12 meses, o que ocorrer primeiro. No caso do Kia Cerato 2020, as 3 primeiras paradas representam um custo total de R$ 2.304,41.

A garantia é de 5 anos ou 100.000 km, uma das maiores do país e um dos principais pontos positivos do modelo.

Revisão

Custo

QuilometragemPreços 2.0 Flex
10.000 kmR$ 693,93
20.000 kmR$ 916,55
30.000 kmR$ 693,93

KIA CERATO SX para PCD – Ficha Técnica

Motor

2.0 Nu

TipoDianteiro, transversal e flex
Número de cilindros4 em linha
Cilindrada em cm31999
Válvulas16
Taxa de compressão12:1
Injeção eletrônica de combustívelMultiponto
Potência Máxima Líquida (ABNT NBR 5484)Gasolina: 157 cv @ 6200 rpm / Etanol: 167 @ 6200 rpm
Torque Máximo Líquido (ABNT NBR 5484) Gasolina: 19,2 kgfm @ 4700 rpm / Etanol: 20,6 kgfm @ 4700 rpm

Transmissão

TipoAutomática de 6 marchas

Tração

TipoDianteira

Freios

TipoDisco ventilado / Disco sólido

Direção

TipoElétrica

Suspensão

DianteiraIndependente McPherson
TraseiraEixo de torção

Rodas e Pneus

RodasLiga Leve aro 16 polegadas
Pneus205/60 R16

Dimensões

Comprimento total (mm)4640
Largura sem retrovisores (mm)1800
Altura (mm)1440
Distância entre os eixos (mm)2700

Capacidades

Porta-malas (litros)520
Tanque (litros)50
Carga útil, com 5 passageiros mais bagagem (kg)447
Peso em ordem de marcha (kg)1283
Coeficiente de penetração aerodinâmica (Cx)0,27

Fonte: Noticias Automotivas

 

Conheça também:

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-audi/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-bmw/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-chery/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-chevrolet/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-citroen/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-fiat/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-ford/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-honda/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-hyundai/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-jeep/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-kia/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-land-rover/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-mercedes-benz/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-mitsubish/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-nissan/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-peugeot/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-renault/

https://www.azisencoes.com.br/isencao-pcd-toyota/

 

 

WhatsApp chat