Cirurgia de punho pode dar o direito às isenções

A cirurgia de punho pode dar o direito às isenções de impostos na compra de veículos 0 km.

 

A fratura mais comum do punho é a do rádio distal (osso que se estende pela parte lateral do antebraço e vai do cotovelo até o punho). Esse tipo de fratura representa, aproximadamente, um sexto de todas aquelas do corpo humano e, geralmente, ocorre em quedas nas quais há impacto no punho. A maior incidência é em mulheres na fase de pós-menopausa e jovens.

 

Diagnóstico

O diagnóstico da fratura de punho é feito por meio de exame clínico e raios X. Geralmente, o paciente apresenta dor, inchaço e, eventualmente, deformidade no local.

 

Tratamento

Em um paciente da terceira idade, os ossos mais frágeis se quebram em pedaços maiores e há um desvio maior entre os fragmentos. A baixa qualidade óssea ocasionada pela osteoporose torna mais difícil o tratamento.

Geralmente, este é feito pelo método convencional, com imobilização com gesso por aproximadamente dois meses.

Porém, nos últimos anos, a cirurgia tem sido uma opção. Mas a indicação deve obedecer a alguns critérios, como tipo de fratura, nível de fragmentação do osso e quadro clínico do paciente.

Na cirurgia podem ser utilizadas técnicas como o uso de fios de Kirschner (fios metálicos), fixadores externos ou, mais recentemente, de placas volares com estabilidade angular. Os fragmentos da fratura são estabilizados por pinos fixados às placas, que têm, em média, 15 cm.

As placas têm sido muito usadas por estabilizarem adequadamente as fraturas em idosos, permitindo reabilitação precoce.

A grande vantagem da cirurgia em relação à imobilização é a qualidade da recuperação e o retorno mais rápido às atividades diárias. Uma semana depois da cirurgia o paciente já pode iniciar os exercícios de reabilitação e não é necessário utilizar gesso. A fisioterapia é indicada para ganho de mobilidade e redução de inchaço do local.

Após a cirurgia, o paciente utiliza uma órtese de plástico que pode ser retirada, por exemplo, na hora do banho. A órtese é um dispositivo utilizado externamente e que tem como função a imobilização do membro afetado.

Pelo tratamento convencional, com imobilização, as sessões de fisioterapia só podem ser iniciadas depois que o gesso é retirado. Em um primeiro momento, a impressão que se tem é de que a cirurgia é um método agressivo de tratamento mas, quando comparamos as vantagens em relação ao método convencional, vale a pena sua indicação sempre que possível.

Com o avanço da medicina, os traumatismos na mão ganharam uma abordagem especializada. As fraturas requerem conhecimento anatômico detalhado, técnica cirúrgica de alta precisão, uso de implantes resistentes e esforços de orientação para reabilitação funcional.

 

Fonte: Ministério da Saúde

CLOSE
CLOSE
WhatsApp chat